Artes marciais criadas no Peru, na Burma e no Cambodja

Existem vários estilos de artes marciais e cada estilo foi desenvolvido em uma determinada região do mundo. Agora você vai conhecer as artes marciais criadas em países da América do Sul e da Ásia. Aqui no Brasil não são tão populares.

Peru

Vacón

Também chamado de bakom. É uma arte marcial híbrida peruana. O vacón mistura artes marciais, como o jujutsu com técnicas de luta de rua conhecidas e usadas nas favelas (pueblos jóvenes) na periferia de Lima, sendo uma delas, a Villa El Salvador. É uma arte marcial concebida para dominar rapidamente e infligir danos máximos no adversário.

 

Burma

Kickboxing Bando

Forma moderna e esportiva da arte marcial birmanesa lethwei, e é conhecido na Europa como "boxe birmanês à quatro armas". Foi criado nos Estados Unidos no começo dos anos 1960.

 

Lethwei

Arte marcial desarmada birmanesa. A maneira de enfrentar-se é muito específica, frequentemente imitando algum comportamento animal e assemelhando-se vagamente a outras práticas orientais. O lethwei foi baseado em uma combinação das artes de boxe originárias da Índia e da China, conhecidas respectivamente como mushti yuddha e shoupo.

Tornou-se popular na Birmânia no começo do século XI, sob o reinado de Anawratha, e consistia de combates sem regras e desmesurada violência entre as tribos praticantes. No século XX, Kyar Ba Nyein, que participou do boxe nos Jogos Olímpicos de Verão de 1952, foi o pioneiro do lethwei moderno, instaurando regras modernas e regulamentos.

O governo de Mianmar tem feito algumas mudanças organizacionais para tornar o boxe birmanês mais comercializável internacionalmente. Em 2000, foi realizado o primeiro campeonato de lethwei. O primeiro evento internacional de lethwei foi realizada em Junho de 2001, quando três kickboxers dos Estados Unidos (Shannon Ritch, Albert Ramirez e Doug Evans) competiram contra lutadores de lethwei.

As disputas atuais são realizadas tanto da maneira tradicional quanto do ramo mais moderno chamado "Myanma yuya louvi" (lit. boxe tradicional Myanma), que começou em 1996. Numerosos golpes espectaculares são encontrados, particularmente as técnicas aéreas (chutes, joelhadas e cotoveladas aéreas), e técnicas em marchar de escada (chutes e joelhadas).

As características técnicas do lethwei incluem três componentes principais, as armas corporais que são usadas, as finalidades que são apontadas e as distâncias da luta. Tradicionalmente a luta é executada num círculo. O encontro é dirigido por dois árbitros, para melhor poder separar os protagonistas, e avaliado por seis juizes. O competidor usa calções de boxe, mãos enfaixadas, coquillha como uma proteção dos genitais, cinta de couro entre os dentes.

 

Naban

Estilo de wrestling tradicional de Mianmar, surgido no século III. Relacionado às artes de grappling do Tibete e do Camboja, foi originalmente baseado no wrestling indiano. O naban tem uma abrangência completa de técnicas de solo e combate corpo-a-corpo através de técnicas de projeção, controle (imobilizações) e submissão (estrangulamentos, chaves, pontos de pressão, esmagamentos, entre outros).

 

Cambodja

Bokator

Arte marcial cambojana, que deu origem ao moderno desporto de combate, Pradal Serey, também conhecido como Kun Khmer. Os atletas utilizam ainda os uniformes dos antigos exércitos Khmer. Durante o governo de Pol Pot (1963 - 1979), vários praticantes profissionais do Bokator foram brutalmente assassinados (Genocídio cambojano).

Conta a lenda que a origem do Bokator deu-se quando um agricultor dirigiu-se para selva, armado apenas com uma pequena faca e foi atacado por um leão. O agricultor é inicialmente dominado pela besta, contudo, num golpe de aflição, enquanto o animal prepara-se para devorar-lo, o agricultor pontapeia-o na zona genital, matando-o instantaneamente. A tradução literal do "bokator" significa de fato "lutar como um leão".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...