15 anos sem os Mamonas Assassinas

Mamonas Assassinas foi uma banda brasileira de rock cômico. O som era uma mistura de punk rock com influências de gêneros populares, tais como forró, sertanejo, além de heavy metal, rock progressivo, pagode e música portuguesa.

A carreira da banda, com o nome de Mamonas Assassinas, durou de Julho de 1995 até 2 de março de 1996 (7 meses) e não só a morte de seus integrantes, como também o sucesso destes, foi meteórico e estrondoso. Com um único álbum de estúdio, Mamonas Assassinas, lançado em junho de 1995, o grupo acarretou a venda de mais de 3 milhões de cópias no Brasil, sendo certificado com Disco de Diamante em 1995, comprovado pela ABPD. Álbum este, que com letras bem-humoradas, como "Pelados em Santos", "Robocop Gay", "Vira-Vira", "1406" e "Mundo Animal", os levou ao sucesso estrondoso. Porém, no auge de suas carreiras, os integrantes da banda foram vítimas de um acidente aéreo fatal.

 

Como tudo comecou

Em março de 1989, Sérgio Reoli, ao trabalhar na Olivetti, conhece Maurício Hinoto, irmão de Bento. Ao saber que Sérgio é baterista, Maurício decide apresentar o irmão, que toca guitarra. A partir daí, Sérgio conhece Bento e decidem criar uma banda. Na época, Samuel Reoli, irmão de Sérgio, não se interessava em música, preferindo desenhar aviões. De repente, porém, se envolveu com a música e passou a tocar o baixo elétrico com os Sérgio e Bento. Os três formaram o grupo Utopia, especializado em covers de grupos como Legião Urbana, Titãs e Rush.

Em um show, em Julho de 1990, o público pediu para tocarem uma música dos Guns N' Roses, e como não sabiam a letra, pediram a um espectador para ajudá-los. Alecsander Alves, conhecido como Dinho, voluntariou-se para cantar e provocou grandes risadas da platéia, com sua performance escrachada, garantindo o posto de vocalista da banda. Através de Dinho, entrou o último integrante, o tecladista Júlio Rasec.

O Utopia passou a apresentar-se na periferia de São Paulo, e lançou um disco que vendeu menos de 100 cópias. Aos poucos, os integrantes começaram a perceber que as palhaçadas e músicas de paródia eram mais bem recebidas pelo público do que os covers e as músicas sérias. Começaram introduzindo algumas parodias musicais, com receio da aceitação do público.

Através de um show em uma boate em Guarulhos (SP), conheceram o produtor Rick Bonadio. Decidiram, então, mudar o perfil da banda, a começar pelo nome, "Mamonas Assassinas do Espaço", criado por Samuel Reoli e reduzido para "Mamonas Assassinas".

A banda enviou uma fita demo com as músicas "Pelados em Santos", "Robocop Gay" e "Jumento Celestino" para 3 gravadoras, entre elas a Sony Music e a EMI. Rafael Ramos, amigo da banda, baterista da banda Baba Cósmica e filho do diretor artístico da EMI, João Augusto Soares, insistiu na contratação. Após assistir uma apresentação do grupo em 28 de Abril de 1995, João Augusto resolveu assinar contrato com os "Mamonas".

 

Após gravar um disco produzido por Rick Bonadio (apelidado pela banda de Creuzebek), os "Mamonas" saíram em imensa turnê, apresentando-se em programas como Jô Soares Onze e Meia, Domingo Legal (ambos no SBT), Domingão do Faustão, Xuxa Park (ambos na Rede Globo) e tocando cerca de 8 vezes por semana, com apresentações em 25 dos 27 estados brasileiros e ocasionais dois shows por dia. O cachê dos "Mamonas" tornou-se um dos mais caros do país, variando entre R$50 e 70 mil, e a EMI faturou cerca de R$80 milhões com a banda. Em certo período, a banda vendia 100 mil cópias a cada dois dias.

Os "Mamonas" preparavam uma carreira internacional, com partida para Portugal preparada para 3 de Março de 1996. Porém em 2 de Março, enquanto voltavam de um show em Brasília, o jatinho Learjet em que viajavam, prefixo LR-25D - PT-LSD, chocou-se contra a Serra da Cantareira, numa tentativa de arremeter vôo, matando todos que estavam no avião. O enterro, no dia 4 de Março, fora acompanhado por mais de 65 mil fãs.

Uma operação equivocada do piloto é a versão do Departamento de Aviação Civil (DAC) para explicar o acidente com o jatinho que causou a morte dos cinco integrantes do grupo Mamonas Assassinas na noite de 2 de março de 1996, em São Paulo.

A 10 quilômetros do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o piloto repetia, a pedido da torre de controle, o procedimento de aterrissagem. No entanto, em vez de fazer uma curva para a direita, virou o avião Lear Jet 25, prefixo PT-LSD, para a esquerda, chocando-se com a Serra da Cantareira.

Além dos componentes da banda, Dinho, que completaria 25 anos dali a três dias, os irmãos Samuel (que completaria 23 anos no dia 11 de março) e Sérgio, Júlio e Bento, também morreram no acidente o piloto, o co-piloto e dois assistentes dos artistas, sendo que um deles se chamava Isaque Souto (apelido Shure Lambers), primo de Dinho, que era roadie responsável pela bateria de Sérgio,e o outro era Sérgio Saturnino Porto, mas conhecido pela produção como Reco, que era chamado também de anjo da guarda dos Mamonas pois a sua função era a de segurança do grupo.

A morte trágica de seus cinco integrantes causou comoção em todo o Brasil, menos de dois anos depois da morte de Ayrton Senna em 1994. Dias após, houve um minuto de silêncio no Maracanã, antes do jogo entre Flamengo e Botafogo.

 

Curiosidades

  • O vocalista Alecsander Alves, o Dinho, fazia comícios por toda a cidade de Guarulhos, especialmente para o vereador Geraldo Celestino. Dinho fazia imitações, entre outros, do ex-pugilista Maguila, de Silvio Santos e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nos anos 80, Dinho foi vencedor de um concurso de dança no Programa Silvio Santos, além de ser frequentador assíduo dos programas Matéria Prima (comandado por Serginho Groisman na TV Cultura) e Perdidos na Noite (comandado por Fausto Silva na Rede Bandeirantes). Aos 6 anos, Dinho fez parte de um coral evangélico.
  • No dia do acidente, o tecladista Júlio Rasec, após arrumar seu cabelo, revelou, em vídeo gravado por seu cabeleireiro, que sonhou com uma queda do avião na noite anterior, como uma premonição do acidente.
  • Dias antes do acidente, o baixista Samuel Reoli escreveu uma carta para a família, agradecendo a Deus e à família por tudo que ele viveu. A carta ficou guardada por meses até ser encontrada pelo pai de Samuel, que se emocionou ao encontrá-la.
  • Em 1992, quando eram o Utopia, os integrantes tentaram tocar no Estádio Paschoal Thomeo (conhecido como Thomeozão), em Guarulhos, porém foi expulsa pelo dirigente do mesmo, que considerava que a banda nunca iria fazer sucesso devido ao nome (Utopia). Em Janeiro de 1996, porém, já como Mamonas, os cinco lotaram o estádio.
  • O apelido de Dinho foi dado por sua avó, que o chamava assim por não conseguir pronunciar seu nome verdadeiro (Alecsander Alves).
  • O logotipo da banda é uma inversão da logomarca da Volkswagen, colocada de ponta-cabeça. Um veículo da empresa alemã é citado na canção "Pelados em Santos": a Volkswagen Brasília, e na canção "Lá vem o Alemão" a Volkswagen Kombi.
  • O vocalista Dinho disse em um programa da MTV que o radar do avião tinha quebrado e que tinham consertado mas quebrou outra vez.O radar foi uma das principais causas do acidente.

 

Integrantes

Alecsander Alves, mais conhecido como Dinho nasceu em Irecê no dia 5 de março de 1971.

Antes da fama trabalhou em campanhas políticas fazendo imitações de Lula, Sílvio Santos, Gil Gomes, entre outros.

Namorou a modelo Valéria Zopello por seis meses.

 

 

Alberto Hinoto, ou Bento nasceu em Itaquaquecetuba no dia 7 de agosto de 1970.

Além da música, algumas de suas características eram seu cabelo rastafári e sua paixão pelo Palmeiras. Conheceu Sérgio Reoli, pelo seu irmão Maurício que descobriu que Sérgio era baterista e o apresentou para o irmão.

Entre outras homenagens, sua cidade natal deu seu nome à antiga Estrada de Santa Isabel, a SP-56, que liga Itaquequecetuba a Igaratá.

 

Júlio Cesar Barbosa, conhecido como Júlio Rasec nasceu em Guarulhos no dia 4 de janeiro de 1968. O nome Rasec é a inversão de seu nome César.

  • Trabalhou como técnico em eletrônica, consertando aparelhos de TV, rádio e computadores. Conheceu a banda em um bar de Guarulhos.
  • Interpretou a Maria na canção Vira-Vira e satirizou o cantor Belchior em Uma Arlinda Mulher e na vinheta Belchi.
  • Júlio torcia para o São Paulo Futebol Clube e tinha simpatia pelo Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense e pela Associação Portuguesa de Desportos.

 

Samuel Reis de Oliveira, conhecido como Samuel Reoli nasceu em São Paulo no dia 11 de março de 1973. O nome Reoli vem das sílabas inicias de Reis Oliveira, sobrenome dos dois irmãos.

Era obcecado por aviões. Era admirado pelos colegas devido ao seu humor corrosivo.

 

 

 

Sérgio Reis de Oliveira, mais conhecido como Sérgio Reoli nasceu em Guarulhos no dia 30 de setembro de 1969.

O mais velho dos descendentes do grupo sertanejo "Irmãos Oliveira", Sérgio era um dos maiores piadistas do grupo ouvia Red hot chilli peppers,Rush, Barão vermelho,Titãs e Paralamas do sucesso era irmão de Samuel Reoli,o Baixista da banda. O nome Reoli vem das sílabas inicias de Reis Oliveira, sobrenome dos dois irmãos.

Fonte: pt.wikipedia.org

Nenhum comentário:

id='comment-post-message'>

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...