Biografia - Avril Lavigne

Avril Ramona Lavigne, oriunda de uma família cristã de classe média, filha de John e Judy Lavigne, ambos de ascendência francesa, nasceu no dia 27 de setembro de 1984, em Belleville, cidade canadense que possui uma população de cinco mil habitantes. Poucos meses depois a família mudou-se para Napanee, também no Canadá. Cantava canções do gênero gospel e country desde os dois anos de idade.

Anos mais tarde, Avril se apresentava em corais na igreja da cidade e, depois disso, passou a cantar em feiras e exposições de gado. Quando se tornou adolescente aprendeu a tocar guitarra sozinha.

Aos 13 anos, em 1998, Lavigne venceu um concurso de canto promovido por uma rádio local, que concedia ao vencedor o direito de dividir o palco com Shania Twain, uma notável cantora de música country. Avril se apresentou para um público de aproximadamente 20 mil pessoas. Pouco tempo depois Avril contratou seu primeiro empresário, Cliff Fabri, que havia notado a experiência de Lavigne quando ela tinha 14 anos de idade e estava se apresentando em uma livraria no Canadá.

Abandonou a escola aos 15 anos, e seus pais concordaram em mandá-la para Nova Iorque para tentar a carreira de cantora. Nessa época Avril já havia descoberto sua preferência pelo rock, e gravou sua primeira fita demo, que chamou a atenção de L. A. Reid. Após se mudar para Los Angeles a cantora começou a trabalhar com Cliff Magness e o grupo de compositores conhecidos atualmente como The Matrix. Assinou um contrato de mais de um milhão de dólares em dezembro de 2001 com presidente da gravadora Arista Records, o produtor Antonio L. A. Reid, e então começaram os preparativos para seu primeiro álbum, Let Go, que obteve um bom desempenho mundial com a música Complicated.

A cantora lançou três álbuns de estúdio, quatro EP, duas compilações, 14 videoclipes, 18 singles e quatro álbuns de vídeo. Seus dois primeiros álbuns foram Let Go e Under My Skin, e The Best Damn Thing, o qual descreveu em uma entrevista como "dançante, engraçado, jovem, agressivo, confiante e divertido", com produção de Dr. Luke, Deryck Whibley, Butch Walker e da própria Avril. Travis Barker (Box Car Racer, Blink-182, +44, Transplants, Expensive Taste, The Aquabats) gravou algumas partes da bateria do álbum, mas a maior parte foi gravada por Josh Freese. Somente nos Estados Unidos, os três álbuns de Lavigne venderam aproximadamente dez milhões e 250 mil cópias.

O primeiro DVD lançado por Avril, My World, foi filmado em Buffalo, no estado de Nova Iorque, na última noite de sua turnê de cinco semanas pela América do Norte, e teve um dos maiores números de vendas de 2003. Seu último lançamento em álbum ao vivo, o The Best Damn Tour - Live in Toronto, foi gravado em 7 de abril de 2008.

 

Let Go

 Comprar este cd

Let Go foi seu primeiro álbum de estúdio, lançado em junho de 2002. O álbum iria se chamar Anything But Ordinary, mas antes do disco chegar às lojas o nome foi trocado para Let Go. Seu primeiro single, Complicated, alcançou grande desempenho e manteve-se durante cinco semanas em primeiro lugar em número de vendas no Reino Unido, e debutou na segunda posição na parada da Billboard Hot 100, dos Estados Unidos. O disco recebeu críticas geralmente favoráveis, obtendo uma média de 68, em uma escala que vai até 100, no Metacritic, que se baseou em nove resenhas de publicações especializadas na área da música. No Canadá o álbum recebeu um Disco de Diamante, por vendas superiores a um milhão de cópias, comprovados pela CRIA. Ao todo, foram mais de 18 milhões de cópias comercializadas mundialmente.


Mesmo se ela nunca vender sequer uma cópia de outro álbum, sempre terá "Complicated", legitimamente louvada como um dos melhores singles da década passada.

A opinião da rede de televisão MTV dos EUA sobre o aparecimento da Avril Lavigne em 2002.

O site About.com, do conglomerado The New York Times, elaborou uma lista das 100 melhores canções da década de 2000, na qual Complicated ficou na 11º posição, com o portal comentando que o hit e sua composição eram impressionantes no mundo pop. Três anos depois, em 2005, Avril Lavigne entrou no livro Guinness World Records, como a cantora mais jovem a estrear no topo da parada oficial do Reino Unido, aos 18 anos e 106 dias de idade, em 11 de janeiro de 2003, com o álbum Let Go, que alcançou o primeiro lugar em sua 18º semana na UK Albums Chart. Em 2003 a empresa Apple afirmou que a canção de número 10 milhões comprada em sua loja online, por $99 centavos, foi Complicated.

Em junho de 2010 a MTV dos Estados Unidos relembrou o lançamento e as consequências do aparecimento de Avril Lavigne no cenário musical em seu site, e disse que foi uma grande estreia, que "mudou as cabeças" e criou uma mudança sísmica na música pop. Falou também sobre sua primeira canção, Complicated, chamando-a de uma balada de pop-punk que veio junto com um videoclipe, agora ícone, que definiu tudo o que Lavigne foi em 2002. A emissora também falou que Let Go representou o primeiro avanço para Scott Spock, Lauren Christy e Graham Edwards, da equipe de produção conhecido como Matrix.

O álbum vendeu mais de oito milhões de cópias ainda em 2002, e foi certificado com Disco de Platina Sêxtuplo nos Estados Unidos pela RIAA. No Brasil recebeu uma premiação de Disco de Platina Duplo, com mais de 250 mil cópias vendidas no país, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos. Let Go foi o segundo álbum com maior número de vendas em 2002 e o nono em 2003, sendo ainda o disco de artista do sexo feminino mais vendido no ano de 2002. De acordo com o site do IFPI, Let Go foi considerado um dos melhores álbuns do mundo em 2003, enquanto que o site da RIAA o coloca entre os 100 álbuns mais vendidos da história dos Estados Unidos. A revista Rolling Stone divulgou uma votação das 100 melhores canções e álbuns entre 2000 e 2009, no qual a música Complicated ficou em 8º lugar, e o disco Let Go ficou em 4º lugar, respectivamente.

Em 2003 Avril foi indicada em cinco categorias do Grammy Awards: "Melhor Artista Feminino", "Melhor Artista Revelação", "Música do Ano", "Melhor Performance de Rock Feminino" e "Melhor Álbum", porém não venceu nenhuma delas. Em contrapartida, ganhou quatro das cinco categorias as quais concorreu no Juno Awards: "Melhor Single", por Complicated, "Melhor Álbum", "Melhor Álbum Pop" e "Artista Revelação". Seu segundo single, "Sk8er Boi", estreou em outubro de 2002, dando a Avril vários prêmios como "Artista Revelação" no MTV Video Music Awards, onde se apresentou cantando Complicated. No Japão o álbum recebeu um Disco de Diamante por vendas superiores a um milhão, pelo RIAJ.

Em 2003 iniciou a sua primeira turnê oficial, denominada de Try To Shut Me Up Tour. Ainda nesse ano, regravou "Knockin' on Heaven's Door", de Bob Dylan, para o álbum Peaces Songs, com a intenção de ajudar crianças vítimas da guerra, e usou o tema no videoclipe da música. Depois de ganhar os Junos Awards, Lavigne gravou Fuel, em homenagem à banda Metallica, para o MTV Icon. No mesmo ano, junto com Kelly Osbourne (filha de Ozzy Osbourne), apresentou o MTV Video Music Awards. I'm With You e Losing Grip foram os últimos singles do seu primeiro álbum e alcançaram o top 10 da Billboard Pop 100.

 

My World

Comprar

My World foi o primeiro álbum ao vivo de um concerto de Avril, sendo filmado em Buffalo, no estado de Nova York, na última noite de sua turnê de cinco semanas como atração principal pela América do Norte, a Try to Shut Me Up Tour. O DVD vendeu mais de 70 mil cópias no Canadá, recebendo certificação de Disco de Platina Séptuplo.

Em Portugal atingiu a 23ª posição e no Brasil, o topo dos mais vendidos, registrando a marca de mais de 50 mil cópias, o que lhe valeu a certificação de Disco de Platina, tornando-se o 9° DVD mais vendido no país em 2003, conforme a ABPD.

My World contém todas as canções de Avril Lavigne na época, incluindo suas canções favoritas do primeiro álbum, como Complicated, I'm With You, Losing Grip e Sk8er Boi, além de novas canções e o cover de Bob Dylan, Knockin' on Heaven's Door. O DVD contém 68 minutos do concerto, bem como cenas de bastidores da turnê por 24 cidades dos EUA, Europa e Japão. Esse álbum de vídeo foi o mais vendido de sua até então gravadora BMG e o 4º mais comercializado no mundo, segundo a IFPI.

 

Under My Skin

 Comprar

Under My Skin é o segundo álbum de estúdio da cantora, que teve seu lançamento no primeiro semestre de 2004. É um álbum que contém faixas mais pesadas e letras com ritmo sentimental. Avril dispensou os produtores do disco Let Go, o The Matrix, e nesse álbum esteve presente a produção de Butch Walker, do grupo Marvelous 3; Raine Maida do Our Lady Peace; e Don Gilmore, com trabalhos em Linkin Park e Pearl Jam; Chantal Kreviazuk; Ben Moody, até então do grupo musical Evanescence, e Evan Taubenfeld. Uma semana após seu lançamento, foi certificado Disco de Platina no Japão, era primeiro lugar de vendas na parada do Reino Unido. e na Billboard 200. Obteve vendas acima de três milhões de cópias nos EUA.

O primeiro single do álbum, "Don't Tell Me", foi disponibilizado na internet. Depois chegaram às lojas os singles "My Happy Ending" e "Nobody's Home". O disco Under My Skin, após duas semanas consecutivas na primeira posição dos mais vendidos, alcançou 125 mil cópias no Brasil, recebendo a certificação de Disco de Platina, comprovados pela ABPD, e outros dois singles, "My Happy Ending" e "Nobody's Home", também foram certificados com Disco de Platina por mais de 100 mil downloads pagos cada. Este álbum vendeu cerca de dez milhões de cópias em todo o mundo e foi certificado com Disco de Platina Triplo pela RIAA.

A última faixa do álbum, Slipped Away, escrita por Avril, foi uma homenagem ao seu avô que havia falecido quando a cantora estava em Dublin para a sua turnê Try To Shut Me Up Tour, no ano de 2003. Lavigne foi premiada como "Melhor Artista Canadense", no Much Music Awards 2004, dentre vários outros prêmios neste ano. Após o lançamento do álbum, iniciou uma turnê mundial denominada The Bonez Tour, que passou por vários países e foi encerrada no Brasil. Ainda em 2004, a artista fez seu primeiro ensaio sensual para a revista Maxim, dos EUA. Esta revista classificou Avril com a décima quinta posição das mulheres mais sensuais em 2007 e na vigésima quarta posição em 2008.

 

Foi lançada uma edição especial no Brasil de seu segundo álbum de estúdio. Nesta edição são incluídas as 12 faixas que compõem o disco Under My Skin, mais quatro faixas ao vivo, gravadas durante a turnê The Bones Tour Eyes, e um mini-álbum de video com quatro videoclipes (Don't Tell Me, My Happy Ending, Nobody's Home e He Wasn't) e dois documentários, com duração de 20 minutos cada, mostrando os bastidores da turnê The Bonez Tour, com filmagens nas cidades de Dallas, Nova York e Toronto, e o segundo chamado de My Skin Diary, gravado em Londres e Belfast. Inclui também entrevistas com a canadense, que fala sobre sua vida pessoal durante as turnês.

 

Live in Seoul

DVDs

Avril Lavigne Live in Seoul foi o único DVD lançado e produzido no Brasil com cenas integrais da The Bonez Tour, após a licença da gravadora Sony BMG para a independente Coqueiro Verde Records e para o mundo, pela RCA. Esse álbum de vídeo foi gravado em 11 de agosto de 2004 na cidade de Seoul, na Coréia do Sul, na primeira metade da turnê de Lavigne The Bonez Tour, mas seu lançamento oficial ocorreu cinco anos depois de filmado, em outubro de 2009. Em seu repertório estão os dois primeiros álbuns de estúdio: Let Go e Under My Skin, além do cover de Bob Dylan, Knocking on Heaven´s Door.

 

The Best Damn Thing

CD+DVD

Em 17 de abril de 2007 foi lançado o álbum The Best Damn Thing, com um estilo pop punk. O disco vendeu cerca de 286 mil cópias na primeira semana de lançamento, alcançando o primeiro lugar de vendas na Billboard 200, dos Estados Unidos, e em outros 11 países, incluindo Inglaterra, Japão, Canadá, Alemanha, Itália e Brasil. O álbum conta com a participação de Dr. Luke (que já trabalhou com artistas como Kelly Clarkson, Pink, Lady Sovereign e Daughtry), Deryck Whibley (da banda Sum 41), Rob Cavallo (já trabalhou com Green Day, Goo Goo Dolls, My Chemical Romance e Jewel) e Butch Walker. Travis Barker (ex-Blink-182, atual +44) também gravou a bateria de algumas canções do álbum (além da b-side Alone). The Best Damn Thing teve como singles: Girlfriend, Girlfriend Remix (com participação da rapper Lil' Mama), When You're Gone, Hot e The Best Damn Thing. O site About.com, do conglomerado The New York Times, fez uma lista das 100 melhores canções do gênero Pop de 2007, e Girlfriend ficou na 39º posição.

A proposta de Avril para seu terceiro álbum foi de um disco alegre, autoconfiante, agitado e diferente de tudo que ela havia feito até o momento, de acordo com a entrevista dada por ela para a agência de notícias Reuters. Assim, "abandonou" o estilo "sombrio" e apostou num criticado visual que mistura o velho glam rock e o atual pop punk. Em uma entrevista para a revista brasileira Capricho, a cantora citou Blink-182, Ramones e Distiller, Coldplay, Hole e Alanis Morissette como suas influências musicais no álbum, além do punk rock em geral.

O álbum foi o quarto disco mais vendido em 2007, e o primeiro de sua gravadora, Sony BMG. O single Girlfriend foi o que marcou o maior número de vendas na categoria de músicas digitais no mundo, com mais de 7,3 milhões de downloads pagos em 2007, segundo dados oficiais da Federação Internacional da Indústria Fonográfica, a IFPI. No Brasil, The Best Damn Thing recebeu uma certificação de Disco de Platina, pelas mais de 60 mil cópias vendidas entre seu lançamento e 2008, de acordo com Associação Brasileira de Produtores de Discos, a ABPD, e outros três singles também receberam a mesma certificação, por mais de cem mil downloads pagos cada.

Em Portugal, esse álbum recebeu a certificação Disco de Ouro pelas mais de dez mil cópias vendidas no país. Apenas na Ásia, The Best Damn Thing vendeu mais de dois milhões de exemplares, e um milhão nos Estados Unidos, recebendo Disco de Platina da RIAA. No Japão, com o mesmo volume de vendas, foi certificado com Disco de Diamante pela RIAJ. Mais de cinco milhões de discos foram comercializados mundialmente em 2007.

 

Em 2009, o videoclipe do single Girlfriend atingiu mais de 130 milhões de visualizações no YouTube, tornando-se o vídeo com o maior número de visitas de todos os tempos no site, na época. Segundo o jornal The New York Times, o single Girlfriend, é "o melhor da carreira de Avril, com o uso de ecos e ataques ao som". O portal BBC o classificou, em sua composição, como "energético, engraçado e muitas outras coisas que em outras canções de Lavigne não continham". Avril foi a ganhadora no MTV Europe Music Awards 2007, única concorrente a vencer em mais de uma categoria, levando os prêmios de "Canção Mais Viciante" e "Melhor Artista Solo". Avril recebeu cinco indicações no Juno Awards, a premiação de maior importância do Canadá, mas não recebeu nenhum prêmio. The Best Damn Thing está disponível em uma edição deluxe, contendo um CD bônus. A edição que não é deluxe é uma versão clean do álbum.

Depois de passar quase um ano divulgando seu até então novo álbum, Avril Lavigne iniciou a The Best Damn Tour, que começou em 5 de março em Victoria, no Canadá, e cruzou a América do Norte e Europa, até encerrar na China. Lavigne cantou a canção Girlfriend em línguas diferentes de acordo com os países visitados, da mesma forma como ela gravou a canção. Em uma entrevista para a MTV, ela disse que poderia "tentar cantar algumas das mais fáceis ao vivo". Em 2008 Avril lançou um de seus maiores projetos, Abbey Dawn, sua própria marca de moda: saias, blusas, acessórios e outros artigos. O slogan de campanha foi "Love Revolution".

 

The Best Damn Tour - Live in Toronto

 Comprar

The Best Damn Tour - Live in Toronto é um álbum de vídeo que foi gravado na cidade de Toronto e lançado na América do Norte, em 9 de setembro, e no Brasil, em 30 de setembro. Esse DVD, com direção de filmagem por Wayne Isham, traz 20 canções de seus três álbuns de estúdio, além dos covers de Bad Reputation, da banda Joan Jett and Blackhearts, e Hey Mickey, de Toni Basil, no qual ela própria tocou a bateria.

 

A saída da Nettwerk

Segundo o site Billboard, a cantora deixou a empresa Nettwerk em dezembro de 2008. Avril culpou a instituição pelo baixo número de vendas de The Best Damn Thing, em comparação com seus anteriores. A Nettwerk, junto com Terry McBride, ex-produtor de Lavigne, administrava a carreira da canadense desde 2002, ano de seu primeiro lançamento, o Let Go.

Em novembro de 2010, Terry McBride se pronunciou a respeito da cantora. - Ela se mudou para Los Angeles e no fim do dia queria um agente com base no cidade que pudesse surgir dentro de sua casa com um anúncio de uma hora. Eu aceito isso. (Mas) eu não necessariamente acho que isso torna um agente melhor. - Diz Terry ao canal CTV. E McBride finaliza - Avril não lança um álbum desde que deixou a Nettwerk, e isso já faz dois anos em 2010. Sabe, eu questiono isso(...) É estratégia, correto? Se tem uma coisa em que a Nettwerk é excelente, é em estratégia - McBride deu essa entrevista a emissora pois a Nettwerk, está fazendo 25 anos em 2010 e lançando um livro em comemoração aos desempenhos que teve.

 

Disputa de direitos autorais

Lavigne foi acusada três vezes de plágio, envolvendo as canções Girlfriend, Contagious e I Don't Have to Try.

Os compositores norte-americanos da canção I Wanna Be Your Boyfriend, de 1979, do grupo The Rubinoos, abriram um processo contra Avril, acusando-a de ter copiado o refrão dessa música em Girlfriend. Nesse single, Avril canta no refrão Hey hey, you you, I could be your girlfriend, o que seria muito parecido com Hey hey, you you, I wanna be your boyfriend, da canção cantada pelos The Rubinoos. Terry McBride, empresário de Avril, defendeu a cantora, afirmando que ela nunca ouvira a música do grupo, e que essa era um hit menor, lançado antes mesmo dela ter nascido. Sobre a similaridade apontada, afirmou ainda que o termo hey you é usado em muitas letras, e que o grupo The Rubinoos poderia então ser acusado de ter plagiado o verso Hey! You! Get off of my cloud dos Rolling Stones. Ao final, houve acordo, pois os autores do processo reconheceram que as similaridades entre as canções são devido a expressões comuns em muitas letras de canções.


Bem, eles não ganharam. (risos) Mas isso acontece toda hora no mundo da música. Eu não sou a primeira artista nem vou ser a última que vai passar por isso.

Avril Lavigne falando a respeito das acusações de plágio para a revista Capricho

Chantal Kreviazuk, que foi co-autora de canções do álbum Under My Skin, acusou Avril de lançar a canção Contagious, que ela teria mostrado para a canadense, sem lhe dar os devidos créditos, dizendo então que a cantora "cruza a linha da ética", mas que não iria processá-la, apenas não trabalharia mais com Lavigne. Avril alegou que a canção que lançou foi composta por ela junto com o Evan Taubenfeld e era apenas uma coincidência que o título da música fosse igual ao de uma que Chantal a enviara alguns anos antes. Por fim a cantora ameaçou processar Chantal por suas declarações, mas essa então se retratou, enviando uma carta de desculpas.

Após essas acusações, surgiram na internet novas suspeitas contra a cantora, desta vez em relação à canção I Don't Have to Try, com a canção I'm the Kinda, da cantora Peaches. Conforme a revista Rolling Stone, os primeiros vinte segundos da canção de Avril são praticamente idênticos à de Peaches, lançada em 2003.

 

Goodbye Lullaby

 

Comprar

Goodbye Lullaby é seu quarto álbum de estúdio que começou a ser gravado na metade de maio de 2009. Segundo a cantora, o disco deveria ter sido lançado em 17 novembro do mesmo ano, mas, por causa do seu divórcio com Deryck Whibley e outros problemas com a gravadora, a data foi adiada para o dia de 8 de março de 2011. Uma prévia de todas as canções do álbum, foi publicado no site Amazon da Alemanha poucos dias antes do lançamento. Ela disse para a revista Elle Canadá que seu quarto álbum é mais maduro, mas sem deixar seu lado extrovertido.


Eu escrevo as minhas músicas, então preciso de tempo para isso, não quero apressar. Acho que os artistas que lançam álbuns todos os anos têm pessoas que escrevem para elas.

Avril em entrevista para o site francês Actustar, falando a respeito do seu quarto álbum.

Para a Rolling Stone dos Estados Unidos, a artista disse que não está preocupada em repetir o mesmo desempenho de Girlfriend, que a ajudou a levantar as vendas de seu último álbum The Best Damn Thing em 2007, e nem com o status de "princesa do punk-pop", e que o disco será marcado por violões, letras autobiográficas e canções com rock puro. Em 2009 a revista Maxim colocou a canadense na 44º posição na lista das 100 celebridades mais "Quentes" do ano. Jim McGorman será o guitarrista de Avril em uma turnê promocional em 2010, para ajudar na divulgação de seu 4º álbum de estúdio.

Em 2009 a rede de televisão CBC elaborou uma lista das 100 celebridades de destaque no Canadá, e Lavigne ficou na 40ª posição, com ênfase nas canções que fizeram dela um modelo para muitos adolescentes.

Em janeiro de 2010 foi anunciado o nome do primeiro single de Avril Lavigne para 2010, Alice, que faz parte da trilha sonora oficial do filme Alice in Wonderland, dirigido por Tim Burton e produzido pela Disney, além de ser a música-tema do longa. O filme foi lançado no dia 5 de março de 2010 nos EUA, e em 21 de abril no Brasil. O ex-marido de Avril, Deryck Whibley, fez parte da produção e mixagem da canção. Lavigne gravou o videoclipe de Alice em 26 de janeiro de 2010, e ele foi lançado em 17 de fevereiro, mas a canção já podia ser ouvida no dia 27 do mesmo mês, na internet. Depois de algumas semanas, o single estreou na posição 60º na parada do Canadá, o Canadian Hot 100, com pico na 53° colocação. Nesse época, o Google fez uma lista das 50 mulheres mais buscadas do site, e Avril apareceu na 10ª posição.

Após a saída da Nettwerk Music Group CEO em 2009 e a separação com o cantor Deryck Whibley, Avril Lavigne se juntou à empresa Irving Azoff's Front Line Management para o seu novo disco de 2010, além de outros projetos relacionados com a música.

Em julho de 2010 Avril anunciou seu primeiro álbum de remixes, nomeado Essential Mixes, que terá canções em versões dançantes e acústicas dos seus três primeiros álbuns de estúdio, como Complicated, Nobody's Home e Girlfriend, entre outros. E em novembro, Avril anunciou em sua página oficial, o seu primeiro single do quarto disco, nomeado "What the Hell" que já foi lançado em janeiro de 2011.

 +Produtos

No Brasil

A cantora fez quatro apresentações em sua única passagem pelo Brasil, que ocorreu em setembro de 2005: dia 21 em Porto Alegre, dia 23 em Curitiba, dia 24 no Rio de Janeiro, com mais de 12 mil pessoas presentes, e dia 25 em São Paulo. Os ingressos custaram entre 60 e 140 reais. A abertura dos shows foi feita pela banda Leela, exceto em Porto Alegre, onde a banda Drive a realizou. Na mesma época em que circulavam as notícias sobre a vinda da cantora no Brasil, a Rádio Transamérica fez premiações, em sua grade de programações, para os ingressos dos espetáculos da canadense em São Paulo e no Rio. O portal UOL foi um dos patrocinadores das apresentações nas quatro cidades, e concedeu benefícios para quem era seu cliente.


O principal é a recepção calorosa dos fãs, que nunca tinham me visto. Foi um momento especial, que eu nunca vou esquecer. E o último dia então, nem se fala. Toquei para o maior público da minha vida. Foi incrível! Um dos momentos mais importantes da minha carreira.

Avril falando a respeito dos shows e fãs quando esteve no Brasil.

Sua chegada ao Brasil causou repercussão na mídia nacional, impressa ou eletrônica. O Jornal Hoje, programa jornalístico da Rede Globo, fez uma matéria de três minutos falando de sua vinda ao Brasil e do desempenho de sua carreira até então, destacando suas vendas de discos e dizendo que "Avril Lavigne é um sucesso precoce". Além dessa matéria, ela também deu uma entrevista para o jornal, a primeira no Brasil, na qual disse que "ama ver as roupas dos fãs iguais às dela" e completou dizendo que "já ouviu falar que no Brasil o público é enlouquecido, que as pessoas são divertidas, e por isso espero fazer grandes shows". Zeca Camargo do programa dominical Fantástico, da mesma emissora, também fez uma reportagem sobre a cantora, incluindo entrevistas e curiosidades.

A Rede Record, no programa Domingo Espetacular, também fez uma reportagem em Porto Alegre com Avril, e ela foi entrevistada pela jornalista Lorena Calábria. Avril concedeu entrevistas a Globo News, e para a MTV Brasil. A cantora obteve espaço nos maiores jornais do país, entre eles o O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

O concerto que Avril realizou em São Paulo, em 25 de setembro, no estádio do Pacaembu, contou com a presença de 45 mil pessoas, sendo a maioria menor de dezoito anos, e esse foi o maior show da carreira de Lavigne. Os ingressos promocionais para o show em Curitiba se esgotaram semanas antes do concerto na Pedreira Paulo Leminski. No início do dia, a chuva ameaçou a cair. Capas de chuva de plástico transparente eram vendidas a R$ 5 e até R$ 10 na abertura dos portões do estádio do Pacaembu, às 16h. Logo as pessoas tiveram de recorrer aos camelôs para se proteger da chuva e por causa disso se formou uma imensa fila nos portões do estádio. Meia hora depois a chuva parou e as milhares de pessoas que já estavam no estádio puderam tirar as capas.


Sabe, o maior show da minha vida foi aí, no Brasil, para mais de 40 mil pessoas

Avril Lavigne em entrevista para a revista Capricho

No Rio de Janeiro houve problemas de impressão em alguns ingressos, com o horário errado de começo do show, adiantado em uma hora. Quando começou o concerto a canadense cantou o hit Sk8er Boi, tocou guitarra em My Happy Ending e piano nas canções Together e Forgotten, e encerrando com um bis de Complicated, para um público de mais de 12 mil pessoas. Avril disse em uma entrevista para a revista Capricho, concedida em abril de 2008, que voltaria ao Brasil para mais shows em suas futuras turnês. Em maio de 2005, a Google Brasil divulgou um ranking mensal de palavras mais procuradas e o nome da cantora Avril Lavigne apareceu em segundo lugar.


Obrigada a todos por terem vindo. É a minha primeira vez no Brasil. Estou muito satisfeita por estar aqui

Avril, falando a respeito do show no Rio de Janeiro

Em Porto Alegre, Avril cantou as canções Sk8er Boi, My Happy Ending, Fall to Pieces e Nobody's Home. Já Together e Forgotten, ela tocou em seu piano. Complicated foi cantada duas vezes. Lavigne também fez um cover de Song 2, do grupo inglês Blur, e outro do Blink-182, com a canção All the Small Things.

 

Prêmios e indicações

Avril Lavigne recebeu e foi nomeada em vários tipos de prêmios ao redor do mundo, inclusive no Brasil. Em 2003, obteve oito indicações no Grammy Awards: nas categorias Música Pop do Ano pelo seu primeiro single Complicated, Música de Rock do Ano por Sk8er Boi, Melhor Vocal Feminino, Artista Revelação do Ano e Melhor Álbum Pop por Let Go. Ainda em 2003, ela foi indicada em onze categorias dos Junos Awards, vencendo em sete: Melhor Artista Revelação, Melhor Álbum Pop do Ano, Canção do Ano, entre outros.

Avril foi indicada no VMB, da MTV do Brasil, em 2003, por Complicated", em 2004 por Don't Tell Me e em 2005 por He Wasn't, todos na categoria de Melhor Videoclipe Internacional. Lavigne também recebeu prêmios em diversas categorias, como a de Primeira Dama do TRL Awards em 2006 e em 2008, e no NRJ Music Awards em 2005 e 2008, nas categorias de Melhor Artista Feminina Internacional. No Canadian Radio Music Awards, Lavigne ganhou em cinco categorias em 2003, uma em 2004 e uma indicação em 2005. Ela também recebeu dois prêmios no World Music Awards, faturando na categoria de Artista do Pop Rock e na de Canadense do Ano.

Em 2010, Avril voltou a concorrer a prêmios pela MMVA ou MuchMusic Video Awards, que é uma premiação anual de música, arte, televisão, entre outros, criada pela Canadian Network, e transmitida pelo canal MuchMusic; Alice tinha duas indicações, uma de International Video of the Year by a Canadian e UR FAVE Video, porém, perdeu para o Justin Bieber em ambas categorias. O evento foi realizado no dia 20 de junho de 2010. Na premiação do TRL Awards, da MTV Networks, que aconteceu em Genova, Itália, no dia 8 de maio, Avril foi indicada na categoria de Best International Act com a canção Alice. No Kids' Choice Awards México 2010, premiação anual mexicana realizada pelo canal Nickelodeon, o single estava na disputa pela "Melhor Canção do Ano".

 

Influências

Avril Lavigne, desde o começo de sua carreira, sempre disse quais eram suas influências musicais. Em uma reportagem da rede de televisão CNN, ela afirmou que gosta de rock, principalmente de bandas do sexo masculino, como Nirvana, Green Day, System of a Down e Blink-182, mas que começou a ouvir músicas desse gênero e do pop apenas quando tinha 12 anos de idade, pois seus pais a proibiam de escutar canções que não fossem do estilo gospel e corais de igreja. Suas composições também começaram naquela idade. No gênero punk rock, Avril diz ter influências do grupo britânico Coldplay. A cantora também assume um estilo pop em seus álbuns de estúdio.


Eu definitivamente estou na música rock, e eu sinto que é onde meu coração está. Neste ponto da minha vida, quando eu escrevo, essa é a música que eu vou criar e cantar. Estou constantemente mudando, e meu estilo está sempre mudando. Isso é algo pessoal.

Avril, falando sobre seus estilos musicais para a CNN.

Lavigne também gosta de Alanis Morissette, Goo Goo Dolls, e de fazer covers de músicas de Joan Jett, Bob Dylan, Lenny Kravitz e Metallica.

Ela é referência musical para outros artistas e conjuntos. A banda Paramore é um deles, que mistura os estilos de Avril com um rock mais pesado. A cantora Cassadee Pope, líder da Hey Monday, disse para o jornal New Times que Lavigne é a maior influência para ela. No Brasil, a banda de rock Fake Number disse no portal filiado da Globo.com, que a vocalista do grupo, Elektra Mosley, é a versão brasileira de Avril, e segundo Mosley, esse é o maior elogio de sua carreira. A banda Lipstick também afirma que é influenciada pela canadense.

 
Compositora

Ao todo, Avril já escreveu mais de 100 músicas. Isso desde o álbum Let Go e em todos os já lançados por ela que sempre compôs suas canções e rejeitou músicas prontas de outros artistas, ou que não tivessem sua participação na composição. Mesmo antes do começo da carreira de cantora, ela escrevia para outros artistas, como em 1999, para a banda The Quinte Spirit, que contou com a presença da canadense, na época com 14 anos, na canção Touch the Sky. Em 2000, Avril conduziu o vocal principal de duas canções: Temple of Life e Two Rivers, do álbum de estúdio My Window to You. Ela afirmou:

"Acho que o que mais me diferencia dos demais artistas jovens é que eu componho meu próprio material. Eu toco, eu canto, eu componho... Nada falso".


Ela possui um dom. Todas as pequenas nuances que somente os grandes músicos conseguem extrair com suas vozes. Dinamismo que realiza grandes feitos. Fazer com que uma canção seja calma e suave, para em seguida explodir com vigor e potência, em poucos compassos... Somente grandes mestres conseguem isso.

Medd, produtor musical.

Avril continuou a escrever músicas para outros artistas. Em 2004, foi para Kelly Clarkson, na música Breakaway, usada no disco de mesmo nome, lançado dois anos depois, e tocada do programa American Idol. A dupla japonesa Puffy AmiYumi também lançou singles escritos por Avril junto com Butch Walker, All Because of You, e a canção I Don't Wanna, esta do álbum Bring It.

Leona Lewis, uma cantora inglesa, também lançou um single composto por Lavigne chamado I Will Be em 2008, do seu primeiro álbum de estúdio, Spirit. Em 2010, Avril Lavigne escreveu a canção "Cheers (Drink to That)" para a Rihanna, junto com outros cantores, segundo registro da ASCAP. Essa música está no álbum de estúdio intitulado Loud, e terá partes que lembrarão um outro hit de Avril, "I'm With You". No mesmo ano a protagonista do seriado ICarly, Miranda Cosgrove, também lançou um single chamado de "Dancing Crazy" que escrito por Avril juntamente com outros dois compositores.

 

A banda

A banda de Avril Lavigne teve diversas formações ao longo de sua carreira. O baixista Mark Spicoluk foi o primeiro a sair, em 2002, para se concentrar em seu próprio grupo musical, Closet Monster, junto com seu seu selo Underground Operations. O membro que permaneceu por mais tempo foi Matt Brann e o que obteve maiores participações na banda foi Evan Taubenfeld. Ele co-produziu e co-escreveu algumas canções junto com a Avril, como Don't Tell Me, em 2004, presente no segundo álbum da cantora, e também quatro canções do The Best Damn Thing, entre elas Hot, Innocence, One of Those Girls e Contagious. Evan saiu para formar sua banda, The Black List Club.

Formação atual (2010)
  • Jim McGorman, guitarra rítmica, vocal de apoio (2007 - atualmente)
  • Rodney Howard, bateria, percussão, vocal de apoio (2007 - atualmente)
  • Al Berry, baixo, vocal de apoio (2007 - atualmente)
  • Stephen Anthony Ferlazzo Jr, teclado, vocal de apoio (2007 - atualmente)
  • Steve Fekete, guitarra solo, vocal de apoio (2008 - atualmente)

 

Cinema e TV

Em sua carreira de atriz, Lavigne participou de alguns filmes em papéis menores, como em Going the Distance e Fast Food Nation - este baseado em um livro favorito da cantora, de Eric Schlosser. Avril fez parte da dublagem do filme The SpongeBob SquarePants Movie e da animação americana Over the Hedge, no qual ela trabalhou ao lado de William Shatner, Bruce Willis, Garry Shandling, Wanda Sykes, Nick Nolte e Steve Carell. Avril também contracenou com Richard Gere no filme The Flock, como a namorada de um criminoso suspeito. A cantora disse em uma entrevista que fará uma atuação como personagem principal em algum filme.

Avril escreveu e gravou a canção Keep Holding On, em parceria com Dr.Luke, para a trilha sonora oficial do filme Eragon. Essa canção também fez parte de seu terceiro álbum de estúdio, The Best Damn Thing. O single foi lançado digitalmente para download no dia 28 de novembro, e mundialmente chegando nas rádios em 2006 e em 2007.

Avril fez uma participação no filme Going the Distance, realizando uma performance de Losing Grip, e também apareceu com sua banda em um episódio do Sabrina, the Teenage Witch, em uma performance de Sk8er Boi. Ela gravou a canção-tema do filme The SpongeBob SquarePants Movie, e compôs e gravou a do filme Alice in Wonderland, de Tim Burton, Alice. O longa foi lançado no primeiro semestre de 2010, liderando as bilheterias dos EUA, Canadá e Brasil.

 

Fender Avril Lavigne Telecaster

No início de fevereiro de 2008, Avril lançou sua linha de guitarras, construídas pela Fender. O modelo é Telecaster e tem como características peculiares um captador humbucker de bobina dupla, detalhes em cromo, uma chapa de junção de braço com o logo Squier, e marcações na lateral do braço. Além da assinatura da artista na ponta do instrumento.

 
Avril Lavigne's Make 5 Wishes

Avril Lavigne's Make 5 Wishes é um mangá escrito por Joshua Dysart e desenhado por Camilla D’Errico, e tem participações da própria Avril Lavigne como protagonista e responsável pelo roteiro. Foi lançado pelas editoras Del Rey dos EUA, e no Brasil pela Pixel Media. O primeiro volume foi colocado à venda no dia 10 de abril de 2007 e o volume 2 em 3 de julho do mesmo ano.

 

Black Star & Forbidden Rose

Black Star é um perfume lançado por Avril e criado sob licença da Procter & Gamble Prestige. É composto por rosa hibisco, ameixa preta e chocolate escuro. Este perfume está disponível em 15, 30, 50 e 100ml. Ele foi lançado em 2009, primeiro na cidade de Londres, na Europa e, depois, Estados Unidos e Canadá. Além desse perfume, Avril ainda inclui sua marca em sabonete, sabonete líquido, hidratante, creme pós-barba e óleo de banho.

Black Star foi indicado na premiação America's Annual FiFi, considerada pela mídia dos EUA o "Oscar da perfumaria". Ele disputou na categoria de Women's Popular Appeal junto com as artistas Halle Berry, Mariah Carey e Faith Hill. O evento foi realizado pela The Fragrance Foundation, em Nova Iorque, em 10 de junho de 2010, e o vencedor foi Halle, de Halle Berry. A Cosmetic Executive Women (CEW), uma fundação criada em 1954, que promove a contribuição industrial de cosméticos femininos, premiou Black Star na categoria de Women's Scent Mass, e a CEW disse que o frasco da fragrância assume uma forma de estrela única e marcante, sendo projetado para capturar o estilo característico de Lavigne. O frasco é coberto com uma tampa negra, ajudando a evocar a imagem da cantora. Em 2009, a revista Vogue fez um ranking dos perfumes mais vendidos no Reino Unido, no qual Black Star, com aproximadamente um ano do seu lançamento, ficou na 8ª posição no país.

Depois do lançamento do perfume Black Star, Avril lançou em 2010 uma nova linha de perfumes, chamada Forbidden Rose. Lavigne disse em uma entrevista que, diferentemente do outro, "Forbidden Rose é uma extensão disso (Black Star) para atrever-se a descobrir, expandir os limites". E afirmou que é muito difícil lançar algo no mercado, inclusive uma fragrância.

Quando Avril revelou o nome de seu novo perfume, a radialista Kyle disse que este remetia provavelmente a uma gíria relacionada a uma vagina. Depois, a cantora ficou sabendo que o nome era relacionado com uma gíria para os homens, e disse "Eu nunca pensei nisso. Isso nunca surgiu nas reuniões", e continuou com o projeto paralelo.

Perfume Forbidden Rose feminino

 
Abbey Dawn

Abbey Dawn é uma linha de roupas criadas por Avril Lavigne e produzidas pela rede de lojas Kohl´s, uma rede com mais de mil estabelecimentos ao redor do mundo. Foi lançada nos Estados Unidos, em Alhambra, em julho de 2008. A linha mostra uma caveira e listras com tons em rosa, preto e roxo. Os preços de cada peça variam entre 24 e 48 dólares. Em 7 de dezembro de 2010 foi anunciado pela própria cantora que a marca Abbey Dawn será comercializada em mais de 50 países.

Don Brennan, vice-presidente executivo da rede Kohl´s, disse que Avril se baseou muito nas opiniões e a pedidos de seus fãs para criar alguns dos modelos. A coleção, chamada de volta-às-aulas 2008, é igual às roupas do closet de Lavigne, que, segundo o vice-presidente, são do estilo rock feminino, misturando a sofisticação feminina com a atitude do rock-and-roll.

Queria ter a certeza de que a linha tem tudo para seduzir quem quer algo básico, jovem e sexy.

Avril, falando a respeito das novas peças de Abbey Dawn.

Sua marca foi usada em um jogo de internet chamado Stardoll, onde as pessoas podem trocar as roupas dos personagens. Para sua divulgação, Lavigne desfilou na passarela Metropolitan Pavilion, em Nova York, com estilos baseados no hit Sk8er Boy, de 2003.

 
Canon

Em outubro de 2008, ela assinou um contrato com a empresa Canon, do Canadá, uma marca conhecida mundialmente e que desenvolve e fabrica produtos como câmeras digitais, máquinas de vídeo, copiadoras, faxes, scanners, impressoras, sistemas de imagem, entre outros, sendo a "garota-propaganda" oficial da marca e aparecendo em várias estações de TV canadenses. Um dos motivos da escolha de Lavigne, segundo o diretor do grupo, Sunith Lobo, é garantir a relevância dos produtos voltados para a música, arte e simpatizantes de fotografia, e que Avril tem a capacidade de atrair esse público-alvo.

Entre os produtos anunciados estão uma linha de câmeras digitais SLR e uma compacta da ELPH. Nas fotos, a cantora divulga sua linha de roupas Abbey Dawn. Em uma entrevista, Lavigne disse que está empolgada com esse projeto e que sempre gostou de fotografias, e encerrou dizendo que sempre tem uma máquina fotográfica no bolso. Em 2009, a Canon fez um outro vídeo para as festas de fim de ano. A cantora aparece vestindo uma roupa vermelha, e ao final do comercial ela abre uma grande caixa de presente, que toca a canção One of those Girls, do seu terceiro álbum de estúdio The Best Damn Thing.

 
T-Mobile

Avril Lavigne fez um comercial para a empresa T-Mobile para a divulgação de uma linha de celulares 3G nomeada MyTouch. Na propaganda, ela atua com outros artistas, como Brad Paisley e Wyclef Jean. Lavigne fez comentários falando a respeito do produto e como ele influencia o seu cotidiano. No plano de fundo do celular aparece uma foto do desfile da marca Abbey Dawn. Esse comercial apareceu no programa American Music Awards, na rede de televisão norte-americana ABC.

Mike Belcher, vice-presidente de marketing e comunicação da marca, disse que a escolha de Avril para anunciar seus produtos se deve a que ela eleva o status do aparelho e supera o "ruído" criado por outras publicidades. A T-Mobile fez uma promoção com celulares de edição limitada da Fender, com canções pré-carregadas da cantora.

 
American Idol

Lavigne participou em do programa American Idol, dos EUA, em agosto de 2009. Ela foi jurada oficial, junto com Victoria Beckham, Katy Perry, Mary J. Blige, Shania Twain, e Joe Jonas, entre outros artistas. A cantora passou um dia em Los Angeles, julgando os candidatos que estavam na disputa. Esse episódio foi transmitido em 27 de janeiro pela rede de televisão FOX.

Em uma entrevista nos bastidores do programa, ela comentou como o processo de audições é importante e que realmente intimida os participantes. Avril relembrou suas primeiras audições, quando era criança, na escola e no teatro, e que, sendo uma pessoa tímida, "isso é uma coisa difícil de fazer". Ela lembrou também de candidatos do programa que suavam, nervosos, enquanto outros se recusavam a deixar a sala ao receber um "não" como resposta dos jurados. Avril falou que se divertiu no American Idol e que a convivência foi boa, que ficou impressionada com o jurado Simon e suas atitudes, que segundo Avril, foi o contrário do que todos dizem dele, que é muito "malvado".

 
Covers

Avril cantou a canção Fuel, da banda de heavy metal Metallica, durante o MTV Icon 2003. Regravou o hit de John Lennon, "Imagine", para o álbum Instant Karma: The Amnesty International Campaign to Save Darfur. Fez dueto em uma canção com John Rzeznik, no Fashion Rocks Concert em 2004, com produção de Eric Book, e realizou uma performance ao vivo de It Is Time for a Love Revolution, do cantor Lenny Kravitz. Regravou Knockin' on Heaven's Door, um clássico de Bob Dylan. Seu videoclipe mostra as vítimas da guerra em todo o mundo. Também já cantou em seus concertos: Basket Case e American Idiot, do Green Day, Bad Reputation da Joan Jett, Chop Suey!, do System of a Down, Iris, do Goo Goo Dolls e All the Small Things, do Blink-182.

 

Casamento com Deryck Whibley

Avril Lavigne e Deryck Whibley começaram a namorar em 2004, noivaram em 2005 e casaram-se em 15 de junho de 2006, ela aos 21 e ele aos 26 anos de idade. Na cerimônia, realizada em uma propriedade particular em Montecito, no estado da Califórnia, estavam presentes cerca de 110 convidados. Lavigne usou um vestido diferente dos tradicionais, composto por uma gola e tecido longo. Dias depois do casamento, eles fizeram uma comemoração na cidade Veneza, Itália.

No mesmo mês do casamento, a cantora realizou sua turnê europeia, denominada The Bonez Tour, para divulgar o álbum Under My Skin. Na época, Avril e Deryck venderam suas casas em Toronto para se mudarem para uma mansão em Bel Air, um bairro nobre de Los Angeles, avaliada em 9,5 milhões de dólares. Segundo a agência Reuters, a mansão inclui um elevador, sala de sauna e garagem para dez carros.

No início de outubro de 2008, o tablóide National Enquirer publicou que a cantora estaria separada, depois de dois anos de casamento, porque Deryck teria afirmado que preferia desfrutar os milhões de dólares dela ao invés de trabalhar. Porém, a separação não foi confirmada e Avril negou os boatos. O casal faturou mais de 18 milhões de dólares em 2008, ficando na 14ª posição entre os que mais faturaram nesse ano, com cerca de 15 milhões de dólares arrecadados apenas pela cantora. Ainda em 2008, surgiram boatos de uma suposta gravidez de Avril, porém tudo foi negado por ela. Lavigne sempre disse que queria engravidar antes dos 30 anos.

O divórcio

Avril separou-se de Deryck no dia 17 de setembro de 2009, mas apenas em 9 de outubro do mesmo ano a separação foi oficializada pela justiça, a partir da justificativa dada pela cantora de "diferenças irreconciliáveis", acompanhado por um pedido de que não fosse concedida pensão ao ex-marido. Após pedido feito por Lavigne, o cantor deixou a casa deles em Los Angeles. Avril deu declarações dizendo que Deryck e ela ainda são amigos, e que está grata pelos anos juntos. Segundo o tablóide inglês The Sun, a canadense era muito nova para se casar na época, e queria "explorar o mundo" sem o cantor. No mesmo mês, Lavigne deixou sua mansão para seu ex-marido.

 

Tatuagens

Apenas algumas das tatuagens de Avril são relacionadas a ela. As outras são tatuagens compartilhadas com amigos. Lavigne tinha uma estrela tatuada no interior de seu pulso esquerdo, que combinava o estilo do seu primeiro álbum de estúdio, Let Go. Foram feitas tatuagens idênticas e ao mesmo tempo com o produtor musical Ben Moody. No final de 2004, ela teve um pequeno coração rosa em torno da letra "D" aplicado a seu pulso direito, o que representava o ex-marido, Deryck Whibley. Os dois fizeram mais uma em março de 2010, em comemoração do seu aniversário de 30 anos de Deryck. Em abril do mesmo ano, ela acrescentou outra tatuagem em seu pulso, a de um relâmpago e um número 30, e seu namorado, Brody Jenner, fez uma tatuagem de parafuso. Em julho de 2010, Avril fez mais uma, agora com o nome de Brody na costela.

Seu gosto por tatuagens, no entanto, ganhou repercussão da mídia em maio de 2010, após Lavigne e Jenner terem feito tatuagens com a palavra "fuck" em suas costelas. A cantora foi a capa de junho/julho da revista Inked, onde discutiu e mostrou suas tatuagens, incluindo uma estrela no seu antebraço esquerdo.

 

Imagem pública

Quando Lavigne apareceu na mídia pela primeira vez, era conhecida por seu estilo "moleque", em especial sua gravata e suas combinações. Ela preferia usar roupas largas, sapatos de skatistas, pulseiras e, às vezes, cadarços enrolado nos dedos. Durante as sessões de fotos, ao invés de usar brilhantes, ela preferia colocar roupas amassadas e antigas. Em resposta sobre seu estilo, a mídia passou a chamá-la de "princesa do pop-punk".

Lavigne assumiu um estilo mais gótico em seu segundo álbum, Under My Skin. Durante os anos do disco The Best Damn Thing, mudou novamente de estilo, usando um cabelo loiro com uma faixa rosa e roupas mais femininas, incluindo calças jeans justas e saltos altos, e sendo modelo para revistas como Harper's Bazaar. Lavigne defendeu seu novo estilo, dizendo:

"Eu realmente não me arrependo de nada. E agora estou crescida, eu sigo em frente."

Avril continua a usar o lápis de olho, o que faz desde bem antes de lançar seu primeiro álbum de estúdio.


Mudei o jeito de me vestir, algo que é normal de se fazer. Mas olho para trás, vejo todas as fotos e todas aquelas coisas estranhas que eu vestia. E era legal vestir calças de skatista e gravata, naquela época.

Avril em entrevista pra a revista "StyleList".

Em 2010, ela passou a se alimentar de forma mais saudável e a participar de atividades esportivas, incluindo yoga, hóquei de rua, futebol, patinação e surfe. Em entrevista para a revista StyleList, Lavigne disse que evoluiu muito em comparação a quando tinha 17 anos.

 

Caridades

Avril Lavigne reverteu o lucro da compilação Peace Songs, que continha a regravação de Knockin' on Heaven's Door, de Bob Dylan, à fundação War Child, junto com o ex-Beatle Paul McCartney. Todo o dinheiro arrecadado pela campanha foi doado para crianças vítimas da guerra no Iraque em 2003.

Ela participou do show Unite Against Aids, apresentado por ALDO com apoio da Unicef, em 28 de novembro, no Bell Center em Montreal, Quebec, Canadá. Marie-Mai e Sarah McLachlan também participaram do show beneficente. Um show no GM Place, em Vancouver, realizado para arrecadar recursos para ajudar as vítimas do tsunami que atingiu o sul da Ásia e matou 178 mil pessoas em 11 países em 2004, reuniu diversos artistas e bandas do país, como a cantora e a banda Sum 41. A agência de notícias Reuters publicou textos sobre a organização Musicians On Call, e citou Lavigne como um dos artistas que já participaram do projeto. Fundada há 10 anos, a organização tem como finalidade dar apoio emocional a pacientes de hospital através de shows acústicos nos quartos.

Lavigne doou um par de sapatos para a Clothes Off Our Back, uma organização que beneficia instituições de caridade através de leilões de bens utilizados por celebridades. Todo o dinheiro do leilão foi doado para instituições auxiliadas pela COOB. A cantora fez também a doação de sua canção When You're Gone para o CD da campanha de caridade chamada Imagine There's No Hunger, que arrecadou dinheiro na luta contra a fome e miséria no mundo, em outubro de 2008. Na passagem pela China em sua última turnê de 2008, Avril aproveitou os shows que fez para arrecadar dinheiro contra a miséria e para ajudar crianças com deficiência motora. A cantora também visitou a cidade de Sichuan, onde entregou presentes para crianças que sofreram danos causados pelo terremoto de Sichuan de 2008.

Avril envolveu-se no projeto Race to Erase MS (Multiple Sclerosis) da Fundação Nancy Davis, em prol do tratamento e cura da esclerose múltipla. O evento aconteceu em 17 de maio de 2010 no Hyatt Regency Century Plaza, em Los Angeles, com participações de artistas para arrecadação de fundos.


Eu conheci a Nancy e aprendi sobre esclerose múltipla, que é uma doença terrível e que afeta principalmente mulheres jovens de 20 a 40 anos. Então, farei o que eu puder para criar uma conscientização. Estou muito feliz por estar aqui hoje e por me apresentar, enfim, fazer o que eu puder.

Avril Lavigne em entrevista para o site Radaronline sobre o evento Race to Erase MS.

A cantora fez um comercial para a televisão da marca Wyclef Jean, uma empresa de calçados e roupas da Timberland, junto com o cantor Brad Paisley, na Times Square, em Nova Iorque. Para cada par de botas Timberland vendidos, dois dólares são doados para a ONG Yele Haiti Jean's Foundation, que ajuda o reflorestamento no Haiti. No México, Avril Lavigne participou do Teleton mexicano, que cuida de crianças com necessidades especiais, com mais de 10 mil pessoas presentes, no Auditorio Nacional. Até o momento em que a cantora esteve no palco foram arrecadados mais de 390 milhões de pesos mexicanos, e Lavigne cantou as canções Complicated e Girlfriend, o que, segundo um dos principais sites do país, ajudou a aumentar os donativos para campanha de caridade.

Em campanha de 2010 contra a acne, feita pela Proactiv, uma marca voltada para os produtos de tratamento de pele, Lavigne e Katy Perry emprestaram seus rostos para gravar um comercial falando a respeito dessa doença. Elas assinaram com a Guthy-Renker para interpretar um papel proeminente no lançamento da campanha. Numa entrevista, Avril disse que:

"Acne é um saco. Não é fofo. Não é engraçado. Eu creio que é muito importante cuidar da sua pele - preferencialmente desde cedo".

Lenny Lieberman, líder do estúdio Guthy-Rencer e produtor dos comerciais, disse também que Lavigne foi muito corajosa em falar sobre esse assunto de forma sincera.


Eu tentei de tudo para me livrar das espinhas – pasta de pentes, álcool, óleos de chás medicinais, lavar meu rosto cinco vezes por dia e até usar loção pós-barba para homens. Não foi legal. E tudo isso só fez minha pele ficar mais vermelha e irritada.

Avril Lavigne falando sobre a acne em sua adolescência no site Proactiv.

Após o terremoto do Haiti de 2010, Avril se pronunciou em seu MySpace oficial, lamentando as mortes e a destruição causada no país, e pediu aos seus fãs para que ajudassem os haitianos no que pudessem. Além de comentários a respeito, Avril e vários outros artistas canadenses regravaram a canção Wavin' Flag de K'naan, que foi lançada em 11 de março de 2010, revertendo todo o faturamento em prol das vítimas no país. Avril Lavigne concedeu a canção Nobody’s Home para uma coletânea chamada Aid Still Required, cujo objetivo é arrecadar recursos para a reconstrução e reestruturação da região do Oceano Índico atingida pelo tsunami de dezembro de 2004. O disco custa 10 dólares e também conta com músicas de Paul McCartney, Eric Clapton, Maroon 5 e John Lennon.

 

The Avril Lavigne Foundation

Em 15 de setembro de 2010, Avril Lavigne cria a The Avril Lavigne Foundation R.O.C.K.S, sua fundação filantrópica que tem a intenção de ajudar as crianças e jovens que sofrem de qualquer tipo de deficiência. R.O.C.K.S., a sigla do nome da fundação, significa "Respeito, Oportunidade, Escolhas, Conhecimento e Força" em tradução para o português. A cantora disse que a ideia de criar a instituição veio de ver as experiências de vida dos seus fãs que sofrem de deficiências ou doenças graves.

"Significa muito para mim poder retribuir para pessoas que me inspiraram tanto".

 

Avril Lavigne

 Comprar

Avril Lavigne é o quinto álbum de estúdio da cantora. A produção do disco foi iniciada por sua equipe no ano de 2011, com os produtores L.A. Reid e The Runners, sendo lançado em 5 de novembro de 2013. Deste álbum foram originados os singles "Here's to Never Growing Up", "Rock N' Roll", "Let Me Go" e o promocional "Hello Kitty", todos com desempenho moderado nos rankings musicais, destacando-se principalmente nas paradas dos países asiáticos. Segundo a própria Avril Lavigne, o disco é muito diversificado e básico e tem canções emocionais, baladas sinceras e outras otimistas.

Na primeira semana de vendas nos Estados Unidos, Avril Lavigne vendeu mais de 44 mil cópias de acordo com a Nielsen SoundScan. No Japão o álbum alcançou a 3ª posição na parada da Oricon em sua semana de lançamento e na Austrália estreou na 7ª posição da tabela da ARIA Charts. O álbum permaneceu por 20 semanas em 17 paradas diferentes. A sua primeira aparição foi na 45ª semana do ano de 2013 na Itália, Irlanda, Países Baixos, Bélgica e Finlândia e a última aparição foi na 47ª semana de 2013 da Polônia. No Brasil e no Canadá, o álbum foi certificado com disco de ouro com 20 mil e 40 mil cópias vendidas respectivamente.

Como forma de divulgação do material, a cantora se apresentou na The Avril Lavigne Tour, que foi a turnê de suporte de seu quinto álbum. Teve início na Ásia em 2014 com apresentações na China, Japão, Coreia do Sul, Malásia entre outros países. Foram feitas cinco apresentações no Brasil, sendo duas em São Paulo, uma no Rio de Janeiro, em Brasília e em Belo Horizonte. A cantora também se apresentou em Santiago no Chile e em Buenos Aires na Argentina, além do México e Estados Unidos.

A lista de faixas do disco contém treze canções ao todo. Este trabalho conta com participações dos cantores Marilyn Manson e do atual marido da cantora e vocalista da banda Nickelback, Chad Kroeger, no single "Let Me Go".Uma versão deluxe do álbum foi distribuída exclusivamente na rede de lojas de varejo dos Estados Unidos Target Corporation. A capa é basicamente a mesma, com mudanças na cor da palavra Avril Lavigne em vermelho e uma imagem azul com brilhantes ao fundo. A versão exclusiva do Japão contou com as faixas "Bad Reputation" e "How You Remind Me", além de "Rock N' Roll" em versão acústica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...