Quando se usa compressa quente ou fria?

De uma maneira geral, a compressa feita com gelo é mais indicada em casos de traumatismo provocado por quedas ou pancadas. A ação anestésica do gelo ajuda a evitar que o inchaço e o hematoma na região machucada fiquem muito grandes. Já a compressa quente deve ser usada numa segunda etapa, cerca de dois dias depois do trauma. Se for uma distensão muscular, aplica-se a compressa quente de cinco a sete dias depois de ocorrer a lesão. Ela ajuda a aumentar a circulação sanguínea na região afetada, diminuindo os riscos de uma inflamação.

Existe ainda uma terceira alternativa, muito usada nos tratamentos pós-imobilização e pós-cirurgia: o chamado contraste. Depois que a pessoa retira o gesso, por exemplo, ou passa por uma cirurgia ortopédica, os membros - principalmente os inferiores - permanecem imóveis, o que causa uma circulação mais lenta. Por isso, é comum aplicar uma alternância de compressas quentes e frias, que acabam funcionando como uma bomba, estimulando a circulação de sangue na região.

Existem casos em que a melhor pedida não é adotar extremos de temperatura isolados e sim a combinação de ambos. A terapia chamada contraste usa a aplicação alternada de compressas frias e quentes para contrair e dilatar seguidamente os vasos sanguíneos, aumentando a circulação no local afetado. A técnica é especialmente indicada para infecções, distensões, inflamações e dores de cabeça causadas por tensão nervosa ou muscular.

 

Aquecimento estimula a circulação e relaxa a musculatura

A compressa quente faz os vasos sanguíneos dilatarem, aumentando o fluxo de sangue na região tratada. Isso ajuda a conter o processo inflamatório. Se houver formação de hematoma ou edema (inchaço provocado pelo líquido extravasado), o calor amolece o líquido que vazou dos vasos e se acumulou em torno da região afetada. Isso auxilia na reabsorção do líquido pelo organismo.

 

Recomendações

O calor é indicado nos casos em que a pessoa sente dor mas não apresenta inchaço ou somente após a diminuição do inchaço. O inchaço, normalmente, desaparece após 10 a 14 dias do trauma. Caso as compressas sejam aplicadas antes do tempo correto, pode-se aumentar o fluxo sanguíneo na região afetada causando um aumento do sangramento, ou até mesmo estimular o aparecimento de inflamação.

Um exemplo é o começo de uma dor de dente, quando a inflamação ainda não se agravou, mas o sofrimento já é considerável. O mesmo vale para casos de reumatismo e tendinite. Dependendo da área em que for aplicado, o calor pode tanto melhorar a respiração quanto diminuir a secreção ácida do intestino, aliviando dores renais e estimulando a produção de urina. Compressas quentes também ajudam a combater as cólicas menstruais, devido ao relaxamento muscular na região do ventre.

 

Benefício gelado

Além de anestésico, o frio contrai os vasos sanguíneos, diminuindo inchaços. Traumas provocados por quedas ou pancadas costumam romper os vasos dos sistemas sanguíneo e linfático. O vazamento desses dois líquidos - o sangue e a linfa - é responsável pelos inchaços (edemas e hematomas) que aparecem após a lesão.

Se logo após o trauma for aplicado gelo, os vasos se contraem, fazendo com que o fluxo do vazamento seja bem menor e, em consequência, o inchaço e o hematoma se reduzam também. Além disso, se a pele for resfriada a 12ºC ou 13ºC, os receptores de dor param de funcionar - daí o efeito anestésico do gelo.

 

Recomendações

Apesar de o frio reduzir tanto a dor quanto inchaços como edemas e hematomas, ele pode fazer mal a peles muito sensíveis. Por isso, não é aconselhável usar o gelo por mais de 12 minutos ininterruptos. Entre uma aplicação e outra deve-se fazer um intervalo de, pelo menos, dez minutos. Além disso, é oportuno evitar o gelo em feridas abertas e queimaduras (caso em que é melhor usar a água fria como anestesia). O frio também pode ser usado por atletas e ginastas na prevenção de cãibras e no tratamento de tensão e fadiga.

 

Compressas em vacinas

As chamadas reações adversas como(edema,caroço no local da picada e dor)são pouco comuns e passageiras.Podem aparecer também febre baixa e mal-estar de 6 a 12 horas após a aplicação, podendo durar até dois dias.Isso é normal e pode até mesmo consistir em um atestado de que a vacina está funcionando. Mas o acompanhamento médico é sempre importante para a tranquilidade da família.
Nesse caso,interessante é fazer uma compressa fria sobre o local da vacinação — elas aliviam a dor e o inchaço.

Use sempre compressas frias, a compressa quente dá vasodilatação, aumentando assim o edema.

 

Aprenda a fazer Compressa de Meia com Arroz

Uma compressa que pode ser aquecida no micro-ondas ou refrigerada em um freezer para ser aplicada ao corpo, ajudando a aliviar a dor e o desconforto. Sementes de linhaça também podem ser usadas, elaslevam mais tempo para serem aquecidas do que o arroz, porém, são mais suaves e permanecem quentes por mais tempo.

Encha uma meia (limpa) de algodão com arroz cru. Não encha a meia demais; deixe algum espaço para que os grãos possam ter algum movimento, o que facilitará a aplicação à área a ser tratada.

   

Use uma meia grossa, para que os grãos não escapem através do tecido. Amarre a extremidade aberta da meia com uma tira ou fio. Você pode amarrar a extremidade do calcanhar da meia, se for uma meia comprida, para evitar que os grãos se espalhem.

   

Coloque a meia cheia com arroz no micro-ondas por cerca de 1 minuto (ou se quiser uma compressa fria, coloque-a no congelador por cerca de 45 minutos).

   

Agite bem a meia de arroz para distribuir uniformemente os grãos aquecido ou refrigerado no interior da meia.

   

Aplique a compressa no local desejado.

   

Para usos fisioterapêuticos, basta criar uma meia de arroz menor e aperta-la lenta e suavemente com a mão afetada. À medida que a mão ficar mais forte, aperte a meia com mais força.

 

  • Costurar a extremidade da meia é uma forma mais duradoura ​​do que amarra-la com um fio ou tira. Apenas certifique-se de costurar os pontos bem firmes para o arroz não escapar.
  • Para perfumar a sua compressa, abra um saquinho de chá e misture o conteúdo ao arroz.
  • Você pode adicionar algumas gotas de um óleo perfumado, como o óleo essencial de lavanda, que ajuda no relaxamento.
  • Você também pode adicionar algumas ervas secas para dar cheiro agradável. Uma mistura popular é lavanda e camomila seca, e casca de limão.  
  • Meia de arroz nova formará um pouco de umidade ao ser aquecida no micro-ondas e exalará um cheiro forte. Quanto mais a sua meia for usada e aquecida, menos úmida ela ficará, e o cheiro desaparecerá gradualmente.
  • Caroços de cereja limpos e secos também podem ser usados em vez de arroz.
  • O pé de um velho par de meia-calça pode ser utilizado como uma camada interior de uma meia de dois fios para evitar o arroz de se esparramar dentro de uma meia de tecido menos firme.
  • As sementes de milho também podem ser usadas e o calor gerado por essas sementes parece durar mais tempo. Não use milho de pipoca para este projeto! O milho também exala um ligeiro odor quando aquecido. Se a meia for feita a partir de material resistente, poderá suportar anos de uso diário!
  • Uma pequena fronha de travesseiro pode substituir a meia, se você quiser uma compressa que cubra uma área maior. Lembre-se, uma compressa maior significa um pouco mais de tempo de aquecimento/resfriamento. Você terá que experimentar o tempo e temperatura, mas tenha cuidado para não se queimar.
  • Uma boa maneira de fazer um "travesseiro" de arroz maior é dobrar um pano de prato macio (limpo) na metade. Costurar duas extremidades, preenchê-lo com arroz, e, então, costurar a terceira extremidade. Estes são especialmente uteis para cólicas menstruais, pois o peso é agradável sobre o abdômen, e o calor alivia a dor. Também é ótimo para aquecer os pés na cama.
  • As sementes de linhaça são sementes pequenas, duras, lisas e marrons do tamanho de uma semente de gergelim. A suavidade destas sementes faz com que elas se moldem perfeitamente em qualquer forma.
  • A meia de arroz também funciona bem para confortar filhotes de cachorros que choram durante a noite. Basta aquecê-la e colocá-la na cama do cachorro. Certifique-se de que a meia não esteja muito quente.
  • Uma pequena quantidade de Vick Vaporub pode criar uma ajuda aromática e terapêutica que irá auxiliar em casos de resfriados ou alergias. 
  • Para evitar incêndios, coloque um copo de água no micro-ondas com sua meia de arroz quando aquecê-la.
  • Nunca use qualquer coisa de metal para fazer a sua meia de arroz, pois você vai usá-la no micro-ondas, e micro-ondas e metal é uma combinação muito perigosa.
  • Não use fios que possam conter metal para fechar a sua meia.
  • Tenha cuidado para não superaquecer a meia. Meias de arroz podem causar queimaduras graves em caso de sobreaquecimento. O arroz também pode queimar! No mínimo isso irá fazer com que a meia cheire mal, mas poderia também iniciar um incêndio ou queimar a meia.
  • Nunca use uma meia de arroz em uma pessoa que esteja dormindo, que esteja paralisada, que esteja sob qualquer medicação que possa entorpecer uma parte do corpo (como uma epidural), ou em uma criança. Elas poderiam ficar severamente queimadas, por não serem capazes de sentir ou dizer se a meia está muito quente.
  • Use uma compressa de meia de arroz fria para resfriar alguém que esteja com febre, desde que não cause tremedeiras, já que isto pode aumentar o metabolismo e a temperatura do corpo. Para um adulto com uma febre elevada aplique uma meia fria na testa e em cada axila e, se tolerada, na base da parte de trás do pescoço. Verifique a temperatura a cada 20-30 minuto. Uma compressa de meia de arroz fresca, na base do pescoço ou na testa pode continuar a ser aplicada para dar conforto.
  • Não trate uma criança com febre com banhos frios; banhos mornos são melhores.
  • Se a meia de arroz ficar muito fria ou quente no início, você pode envolvê-la com uma toalha fina até que a ela fique com a temperatura desejada.
  • Verifique se o seu micro-ondas está limpo, caso contrário, você vai queimar o tecido da meia, ou simplesmente a coloque sempre em um prato ao aquecê-la.

Fonte: mundoestranho.abril.com.br / pt.wikihow.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...