Tipos de Feijão

O feijão é o alimento "típico" do prato do brasileiro e é responsável pela maior parte das proteínas que ingerimos. O Brasil é o maior produtor e consumidor mundial de feijão. Há muitos tipos de feijão, de tamanhos, cores e sabores diferentes. Mas você conhece todos eles? Abaixo listamos as variedades mais populares.

 

Feijão Preto

O feijão preto não poderia ter um nome mais sucinto e descritivo. É o que diz ser, feijão de cor preta. São normalmente referidos como «feijão tartaruga», talvez fazendo referência à sua aparência magra, escura e semelhante a uma concha. A par com um sabor rico e fumado que já foi comparado ao dos cogumelos, o feijão preto tem uma textura aveludada, apesar de manter bem a sua forma quando é cozinhado. Tanto os feijões secos como os enlatados estão disponíveis durante todo o ano.

Os feijões secos estão geralmente disponíveis em recipientes pré-embalados bem como em lata. O feijão preto fornece vários benefícios para a saúde. Ele é bom para doenças da pele, colesterol, prisão de ventre, afecções do cólon, hipertensão arterial, anemias, convalescenças e possui ação favorável sobre os folículos capilares.

 

Feijão Roxinho

O feijão roxinho presta-se bem para saladas, sopas e como acompanhamento. É o tipo de feijão que é mais popular nos estados de Minas Gerais e Goiás.

 

Feijão Fradinho

O feijão fradinho também é conhecido como feijão-macassar ou feijão-de-corda e é usado no preparo de acarajé.

Este tipo de feijão constitui a base alimentar de muitas populações rurais devido ao seu elevado valor nutritivo a nível proteico e energético e à sua fácil adaptação a solos de baixa fertilidade e com períodos de seca prolongada.

No nordeste do Brasil, a colheita de suas vagens e o consumo de seus feijões ocorrem tanto na fase de plena maturação quanto antes, caso este em que o produto é denominado "feijão verde", largamente usado na culinária regional.

Possui várias subespécies, como o feijão-chicote, que têm, por sua vez, inúmeras variedades, cultivadas pelas sementes comestíveis, de formas e cores diversas, utilizadas também como forragem especialmente nutritiva e como adubo verde.

 

Feijão Mulatinho

O feijão mulatinho é muito bom se servido acompanhamento. Em algumas regiões ele é usado para fazer feijoada. O feijão mulatinho também é chamado de roxinho ou rosinha e é uma das variedades mais conhecidas mundialmente.

 

Feijão Branco

O feijão branco é muito usado em sopas, saladas e cozidos.

A proteína presente no feijão branco é inibidora do processo de digestão do carboidrato, fazendo com que ele retarda a absorção de açúcares no sangue e ajuda a emagrecer.

Depois de lavá-los é preciso secar no sol ou sobre o papel toalha e nunca no forno, pois o feijão só tem efeito emagrecedor se não for cozido, por isso o feijão só deve ser consumido cru em quantidade mínimo.

 

Feijão Jalo

O feijão jalo possui grãos amarelados e alongados. Uma das características mais apreciadas dessa variedade na cozinha é a formação de um caldo mais denso e com coloração avermelhada. Seu sabor é mais delicado e quando apenas cozido lembra um pouco o das castanhas. Mais consumido em Minas Gerais e no Brasil central do que em outras regiões do país, vai à mesa cozido e temperado ou na forma de tutus e virados. Pode ainda substituir o feijão branco nas receitas que pedem este ingrediente e faz sucesso quando servido frio, em saladas. Há também quem o combine com massas e o integre no preparo de pastas temperadas com ervas diversas ou mesmo de purês.

É bom para enriquecer a dieta, pelo alto teor de proteínas, essenciais na reparação dos tecidos, de amidos, que ajudam a manter a flora intestinal, e de fibras, que facilitam a digestão.

 

Feijão Rosinha

O feijão rosinha é muito consumido em acompanhamentos. Embora não seja rosa, como o nome sugere, sua cor tende mais para um vermelho suave do que para o marrom. Os grãos são pequenos, com casca delicada.

Seu cozimento é rápido. Os grãos absorvem muito bem os temperos, deixando o caldo suculento e saboroso. Muito consumido no Mato Grosso, Pará, Goiás e São Paulo. O feijão rosinha é muito rico em fibras, o que auxilia no bom funcionamento do intestino e no controle do colesterol.

 

Feijão Rajadinho

É um pouco mais claro que o carioquinha e suas listras têm coloração avermelhada. Depois de cozido forma um caldo encorpado e muito saboroso, semelhante ao do feijão jalo. O feijão rajadinho é próprio para acompanhamento.

 

Feijão Canário

O feijão canário também é conhecido como feijão bolinha e na maioria das vezes é servido como acompanhamento.

 

Feijão Carioca

O feijão carioca ocupa mais de 85% do mercado nacional. É a variedade mais cultivada e consumida pelos brasileiros. Suas características são sementes de coloração creme com listras marrons-claros e sabor e odor que seguem o padrão de tipos cariocas, com caldos marrons e densos, além de tegumento fino de alta palatabilidade e cozimento rápido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...