Seleção de Piadas de Japonês

 

Viajando de Avião

O japonês foi viajar a negócios para os Estados Unidos pela primeira vez. Logo que subiu no avião, pediu para aeromoça avisá-lo assim que estivessem sobrevoando Miami. Ansioso, toda a hora que a aeromoça passava por ele, perguntava:

- Senhora não esquece, quero ver Miami!

- Pode ficar tranquilo, que quando for a hora eu te avisarei.

Pouco depois ele tornava a falar:

- Senhora não esquece, quero ver Miami!

- Pode ficar tranquilo, quando for a hora eu te avisarei!

Horas depois, assim que o comandante anunciou que iriam sobrevoar Miami, o japonês foi acometido por uma forte dor de barriga. Levantou-se e caminhava apressado em direção ao banheiro, quando a aeromoça o abordou:

- Sr. Suzuki, o senhor não quer ver Miami?

- Agora não, agora quero ver Chicago.

 

A Morte do Japonês

O sujeito foi visitar, na UTI, o vizinho japonês, vítima de grave acidente automobilístico. Chegando lá, encontrou o japa todo entubado; era tubo daqui, tubo de lá, fios pra todo lado. Ficou ali parado, de pé na beira da cama, vendo o japa, de olhinhos fechados, sereno, repousando com todos aqueles tubos. Em dado momento o japa acordou, arregalou os olhos e gritou:

-SAKARO AOTA NAKAMY ANYOBA, SUSHI MASHUTA!

Dito isso, suspirou e morreu. As últimas palavras do japa ficaram gravadas na cabeça do sujeito. Na missa de sétimo dia, o sujeito foi dar os pêsames à mãe do japa:

-Olhe, dona Fumiko, o Sujiro, antes de morrer, me disse estas palavras:

'SAKARO AOTA NAKAMY ANYOBA, SUSHI MASHUTA!.

- A senhora poderia me contar o que isso quer dizer?

Dona Fumiko olhou espantada para o sujeito e traduziu:

TIRA O PÉ DA MANGUEIRINHA DE OXIGÊNIO, SEU F.D.P.!

 

Japa Pescando

Ao chegar no pesqueiro, o japonês senta em uma cadeira na beira da lagoa, pega sua traia de pesca e começa a pescar. Depois de uma hora de pesca o japa não havia pegado nem um peixe, mas não ficava conformado de ver um negão do seu lado, que pescava um atrás do outro. Ele levantou foi até o negão e perguntou qual era a isca que ele tinha.

- Corte um pedaço do pinto e coloque no anzol - disse o negão.

O japa voltou pro seu lugar e fez o teste. Não é que deu certo… Pegou um, dois, três, foi pegando, um maior que o outro. De repente o japa pega seus peixes, e começa a ir embora. Aí o negão pergunta:

- Uai japa, já vai embora?

O japa virou pra ele e disse:

- Isca de Japa acabou.

 

Capturados

Um japonês, um brasileiro e um americano ficaram presos em uma ilha, quando uma tribo apareceu e o americano pediu para serem soutos. O chefe da tribo disse que eles só seriam soutos se trouxessem 2 frutas. Logo depois o americano chega com uma cereja e uma acerola e o chefe diz:

- Agora enfie no bumbum sem rir! Se rir morre!

Então o americano coloca a cereja, mas quando vai colocar a acerola, a cereja estoura, ele sente cocegas e ri. Então ele morre. Logo depois chega o brasileiro com uma banana e uma maçã. Ele coloca a maçã, mas quando vai colocar a banana ri e morre. Quando ele chega no céu ele pergunta para o americano por que ele riu, ele fala da cereja e depois pergunta:

- Mas e você? Porque riu?

E o brasileiro responde:

- É que quando eu estava colocando a banana, vi o japonês chegando com um abacaxi e uma melancia!

 

Japonês Encalhado

O jovem inconformado por não dar sorte com mulher bonita, vai procurar um grande sábio japonês (claro !!!)

- Mestre, o que é preciso para um cara conseguir um mulher linda e gostosa???

E o sábio responde:

- É preciso o karatê, né ?!

O jovem discípulo não entendendo direito, pergunta:

- Karatê, mestre??

- Sim. É preciso o karatê beleza,o karatê cabeça, o karatê carro, o karatê grana...

 

Assalto ao Banco

A policia estava fazendo a maior blitz por conta de um assalto a um banco, acontecido nas imediações de Osasco. Quando interceptaram uma Kombi, considerada suspeita, já que estava lotada de japoneses. O policial foi logo gritando:

- Desce todo mundo! Mãos na cabeça!

A japonesada obedeceu em silêncio.

- Agora um por um, vai recitando o nome!

E eles, obedientes, foram se apresentando:

- Sartamo Obanko.

- Matamo Okasha.

- Kontiro Nosako.

- Katamo Osnique.

- Saimo Koreno.

- Fugimo Nakombi.

- Osguarda Pararo.

- Tomamo Noku.

 

Batizando o Bebê

Mal o japonês chegou ao Brasil, sua esposa já ia ter neném. Como ele queria prestar uma homenagem a terra que tão bem o acolhera, resolveu dar um nome brasileiro ao filho. Pediu uma sugestão para um amigo que lhe disse:

- Sugiro Alberto, Ronaldo, Carlos, Antônio...

E o zapon, todo satisfeito:

- Ótimo nome! Ótimo nome! Nome garoto ser Sugiro, no?

 

Japonês Religioso

Japonês resolveu pintar o pára-choque do caminhão:

- Por favor, pinta DEUS ME GUIA bem bonitinho, no?

O sujeito caprichou nas letras e zapon foi embora contente, só que na primeira esquina deu a maior porrada no poste. Passados uns dois meses, voltou lá com o caminhão todo consertado.

- Vamos pintar frase bem bonita no pára-choque, no?

- Já sei, vamos pintar DEUS ME GUIA.

- No, no, agora muda, ne? Pinta JAPONÊS MESMO GUIA!

 

Japonês no Urologista

— A senhora jura que não vai rir? — perguntou o paciente japonês à médica urologista.

— Claro que sim! — respondeu exaltada. — Sou uma profissional da saúde. Existe um código de ética em questão. Em mais de 20 anos de profissão nunca ri de nenhum paciente!

— Tudo bem, então, — disse o paciente.

E deixou cair as calças, revelando o menor órgão sexual masculino que ela havia visto na vida. Considerados o comprimento e o diâmetro, não era maior do que uma bateria pilha palito. Incapaz de controlar-se, a médica começou a dar risadinhas e não conseguia mais segurar o ataque de riso. Poucos minutos depois ela conseguiu recuperar a compostura.

— Sinto muitíssimo, — disse ela. — Não sei o que aconteceu comigo. Dou minha palavra de honra de médica e de dama que isso nunca mais acontecerá. Agora diga-me, qual é o problema?

— Tá inchado!

 

Moto Kawasaki

Um americano, com sua Ferrari possante, estava a se mostrar pelas ruas de Nova Iorque. Sem mais nem menos passa um japonês do seu lado a uns 200 km/h. Olha-o profundamente e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

E o ultrapassa. Furioso o americano não se conforma:

— Quem esse japa pensa que é? Ele vai ver só!

Rapidamente, acelera ao máximo, mas não consegue alcança-lo a tempo. Volta e pega seu Porche...

— Agora ele vai ver! Não se brinca assim comigo...

Logo localiza o japonês pelo retrovisor, mais que rápido acelera para alcançar sua velocidade, mas o japonês o ultrapassa com firmeza e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

Inconformado olha o japa que some no infinito... Volta para casa e pega sua Mitsubishi. Agora nunca, ninguém poderá o ultrapassar! (pelo mesmo é o que pensa.) Mas que depressa volta para sua rota, procura mas nada de encontrar aquele japa atrevido. Até que vê ele muito mais veloz que antes. Confiante ele afunda o pé no acelerador. Chega bem perto do japonês, que ao vê-lo começa a acenar. O americano olha-o e consegue alcançar. Então o japa olha o americano e grita:

— Conhece moto Kawasaki?

E o ultrapassa novamente. O americano já de saco cheio, não acredita que uma “motico” consiga deixar sua Mitsubishi para trás e insiste. Acelera e vê o japonês fazendo a curva, mas some... Insiste. Pisa fundo e chega na curva. Quando a completa vê que o japonês esta na pista estirado, todo “arrebentado” e a moto irreconhecível. Não acreditando pára o carro, dá ré pra ver o que aconteceu. Chega no japa estiradão no acostamento, todo esfolado, pára, desce do carro e desesperado com a situação vai logo perguntando o que aconteceu. O japonês quase imóvel faz uma força tremenda, mais responde:

— Conhece moto Kawasaki?

— Sim. E daí? – responde o americano

— Então me diz onde fica o freio.

 

Encontro no Banheiro

Estavam no banheiro um negão, um gaúcho e um japonês.

O negão tira sua ferramenta para fora e canta:

— Meu fuscão preto você é feito de aço...

O gaúcho não quis ficar para tráz tira o seu e canta:

— Nessa longa estrada da vida...

O japonês indignado com aquela situação olha para os dois, tira o pau para fora e canta:

— Cadê você que nunca mais apareceu aqui.

 

Rapidinhas

Por que os japoneses compra moto e não andam na moto?

R: Por que eles compram e IHAMARRA

 

Sabe quando sabemos que um japonês é gay?

R: Quando nós perguntamos: Pagou as contas? Ele responde: Japa gay

 

Japoneses e Suas Profissões

Takamassa Nomuro - pedreiro

Kotuka Oku Dokara - proctologista

Katano Okako - gari

Kawara Norio - pescador

Tanaka Traka - cobrador de ônibus

Fujiko Oro - trombadinha

Kurano Okoko - psiquiatra

Kijuro Burabo - banqueiro

Armando Oboro - confeiteiro

Takafuro Nokoko - neurocirurgião

Kutuka Aguya - acumputurista

Dibuya Omiyo - roceiro

Hideo Orrabo - homossexual

Kaguya Nopano - costureiro

Kanota Nakama - prostituta

Fumiko Karo - traficante

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...