Veja as mulheres que se disfarçaram de homens na ficção

 

Maria Fernanda Cândido é daquelas mulheres que ficam bonitas até... vestidas de homem! É assim, de paletó, colete, calça e cartola, que ela apareceu em "Lado a lado". Madame Jeanett Dorleac, uma atriz francesa com comportamento à frente do seu tempo, se vestia dessa maneira para chocar a sociedade carioca. É que naquela época, em 1904, as mulheres não usavam calça comprida.

Essas mulheres não desistem fácil de seus objetivos e fazem o possível para alcançá-los – até mesmo se vestir de homem. Conheça as mulheres que já se aventuraram nesse mundo na ficção.

A jovem filha do prefeito Patácio Peixoto (Marcos Caruso) de Cordel Encantado, faz de tudo para ficar próxima do seu amor, Jesuíno (Cauã Reymond). Dora (Nathália Dill) se veste de cangaceiro e adota o nome “Fubá” para entrar para o bando do cangaço, mesmo o sertanejo não lhe dando atenção. Com peruca, óculos de grau e fala mansa, a advogada não desperta suspeitas sobre sua identidade.

 

Quem não gostou nada disso foi Açucena (Bianca Bin), que morre de ciúmes da advogada lutar ao lado de seu amado.

Com a ajuda de Cícero (Miguel Rômulo) e sem que ninguém saiba, a jovem coloca roupas de homem para lutar ao lado de Jesuíno também. “Bora, Ciço! Eu vou provar pra Jesuíno que sou mais corajosa e melhor de briga que Doralice!”.

 

Casada com o farmacêutico Mateus (Rodrigo Veronese), Helena (Mônica Martelli) de Beleza Pura vê a sua vida desmoronar após um acidente de helicóptero que vitima o marido. Necessitando de dinheiro para ajudar o filho a sair das crises de asma, ela se veste de homem e assume o lugar do marido em um novo emprego.

 

Para cobrir uma dívida, Calamity Jane (Betty Lago) de Bang Bang se veste de homem e entra para a turma de Henaide (Evandro Mesquita) e Denaide (Kadu Moliterno), bandidos que se disfarçam de mulher. O que ela não imaginava é que iria acabar num triângulo amoroso.

 

Grazi Massafera fez fotos inspiradas na caracterização de Cate Blanchet como Bob Dylan no filme Não Estou Lá.

A caracterização também já foi usada para papeis sóbrios, como o de Linda Hunt no filme O Ano em Que Vivemos em Perigo, com Mel Gibson, e Katharine Hepburn, que teve que virar garoto para fugir da polícia em Sylvia Scarlett.

 

Barbra Streisand interpretou um menino judeu em 'Yentl'

 

Carolina Ferraz se vestiu de homem para viver Flávio no filme 'Histórias de Amor'.

 

Mariah Carey se vestiu de rapper para provocar Eminem no clipe da música 'Obsessed'.

 

Baseado numa história real, o filme “Meninos Não Choram” conta a história de uma garota, vivida por Hilary Swank, que prefere assumir uma identidade masculina para não ter de assumir sua homossexualidade, transformando-se no garoto Brandon. A atuação rendeu a Hilary o Oscar de melhor atriz.

 

Cate Blanchett foi a única mulher entre os sete atores que interpretaram Bob Dylan em várias fases de sua carreira no longa “Não Estou Lá”. A performance de Cate ofuscou os outros atores no papel de um dos alter egos do músico, o andrógino Jude Quinn.

 

Em “Victor ou Victoria”, clássico filme de 1983, Julie Andrews vive Victoria Grant, uma cantora desempregada que passa por dificuldades e com a ajuda do amigo gay articula um plano no qual tem que se passar pelo Conde Victor Grezhinski.

 

Baseada na obra homônima de João Guimarães Rosa, a minissérie da TV Globo “Grande Sertão Veredas” tinha como destaque a atriz Bruna Lombardi na pele do jagunço Diadorim.

 

Gwyneth Paltrow levou o Oscar de Melhor Atriz depois que vestiu-se de homem no filme “Shakespeare Apaixonado”, para que sua personagem pudesse participar dos ensaios na companhia teatral do famoso dramaturgo.

 

Durante sua participação no programa humorístico "Saturday Night Live", Miley Cyrus mostrou que também sabe fazer humor.

Com um pequeno "esforcinho", a cantora tirou gargalhadas da plateia ao imitar o popstar Justin Bieber e comparar sua ex-série "Hannah Montana" ao filme "Cisne Negro", se intitulando de "Cisne Branco" da Disney.

 

Jo Calderone é o alter-ego masculino de Lady Gaga e tem até biografia. É modelo, nascido na Sicília (Itália) e fez sua grande aparição no Video Music Awards (a premiação da MTV americana), substituindo Gaga, que não pode “comparecer” ao evento.

Antes disso, o suposto modelo fez discretas aparições: em 2010, Jo posou para a Vogue masculina japonesa, e ainda concedeu entrevista para a mesma edição da revista. Posou para a capa de Yoü and I, quarto single de Born This Way (disco mais recente de Lady Gaga), e também atuou no clipe da música, contracenando com a própria Lady Gaga.

Para completar sua caracterização como Jo Calderone, Lady Gaga usou uma prótese de pênis durante a premiação, afirmou uma fonte ao US Weekly.

 

Jessica Alba posou para a edição de maio da revista “Alure” vestida como Charlie Chaplin, com direito a bigode, chapéu e tudo mais. De acordo com os produtores da revista americana, a idéia de se vestir como o ator e diretor inglês, foi da própria atriz.

 

Freqüentemente fotografada com looks sensuais e femininos, a estilista e cantora Victoria Beckham surpreendeu ao estrelar ensaio para a edição de janeiro de 2008 da revista "Harper's Bazaar" usando terno e gravata.

 

Madonna criou muita polêmica aparecendo vestida como homem. Para Madonna a moda andrógina sempre foi um grande fascínio. Em clipes como Open Your Heart e Express Youself ela apareceu vestida como homem. Ao mostrar características masculinas em suas roupas ela não apelava para uma questão sexual, mas sim uma forma simbólica de mostrar que as mulheres possuem a mesma determinação e poder que os homens.

 

Alessandra Ambrosio posou vestida de marinheiro para a revista “Love Magazine”. Foi a primeira vez que a modelo foi fotografada caracterizada como homem. As fotos foram feitas em maio de 2011 na Inglaterra.

 

Angelina Jolie se caracterizou de homem para o filme Salt. Em uma das cenas a atriz precisava aparecer vestida como um militar. Angelina contou que Brad Pitt e um de seus filhos foram lhe visitar no set de filmagens e Brad recusou beijá-la enquanto estivesse vestida de homem. Seu filho adotivo Maddox só a reconheceu quando ela o chamou de "Mad".

 

Kristen Stewart foi capa da revista "Elle" em 2012.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...