Johnny Depp 50 anos: Veja os 5 papeis mais marcantes do ator

Conhecido por interpretar personagens um tanto excêntricos, Johnny Deep completa 50 anos. O ator, que forma com Tim Burton uma das duplas mais famosas do cinema, coleciona papeis em filmes de fantasia, mas também se destaca em outros gêneros. Ao todo, já recebeu três indicações ao Oscar e já ganhou o Globo de Ouro por "Sweeny Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet".

John Christopher Depp II nasceu em 1963 no Estado de Kentucky, nos Estados Unidos, mas foi criado na Flórida. Porém, o primeiro passo de sua carreira não foi nos cinemas, e sim na música. Com a pequena banda The Kids, que depois mudou de nome para Six Gun Method, foi para Los Angeles, em 1983,  tentar a carreira como guitarrista.

 

Na Califórnia, casou-se com Lori Anne Allison. O casamento durou apenas dois anos, mas nesse tempo Allison apresentou Depp a Nicolas Cage, que conseguiu para o iniciante seu primeiro papel, no terror "A Hora do Pesadelo", de 1984.

Depp começou a chamar a atenção do público apenas em 1987, quando passou para o elenco da série "Anjos da Lei". O ator ficou no programa até 1990, ano em que conheceu Tim Burton, quando estrelou "Edward, Mão-de-Tesoura".

Esse foi o começo de uma parceria que já rendeu oito filmes, entre eles "A Fantástica Fábrica de Chocolates" e "Alice no País das Maravilhas".

 

Edward, em "Edward, Mãos-de-Tesoura" (1990)

Johnny Depp interpreta Edward, a última criação de um inventor, que fica incompleto depois da morte do criador. De carne e osso, mas com tesouras no lugar das mãos, Edward vive sozinho em uma antiga mansão até que Peg (Dianne Wiest), uma vendedora de cosméticos, bate à sua porta.

 

Capitão Jack Sparrow, em "Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra" (2003)

Foi na papel de Jack Sparrow que Johnny Depp chegou a um dos pontos altos da carreira. No longa, o excêntrico pirata tem de recuperar o comando de seu navio, o Pérola Negra, e, para tanto, acaba ajudando o ferreiro Will Turner (Orlando Bloom) a salvar a  Elizabeth Swann (Keira Knightley). O filme marca a primeira indicação de Depp ao Oscar de melhor ator.

 

J.M. Barrie, em "Em Busca da Terra do Nunca" (2004)

No drama biográfico, Depp interpreta J. M. Barrie, autor do livro infantil "Peter Pan". O longa mostra a relação do autor com a viúva Sylvia Llewelyn Davies (Kate Winslet) e seu quatro filhos, que foram a inspiração para seu maior sucesso. Pelo trabalho, Depp recebe sua segunda indicação ao Oscar.

 

Willy Wonka, em "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (2005)

Na regravação do clássico de 1971, ambos baseados em um livro de 1964, Depp interpreta o estranho Willy Wonka, dono de uma fábrica de chocolates um tanto diferente. Cinco crianças ganham a oportunidade de visitar a fábrica, mas de todas apenas Charlie (Freddie Highmore) merece o prêmio que Wonka guarda para o final do passeio.

 

Sweeney Todd, em "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (2007)

O musical dirigido por Tim Burton rendeu a Johnny Depp a terceira indicação ao Oscar. Nele, interpreta Sweeney Todd, que volta para Londres para exercer sua vingança sobre o juiz Turpin (Alan Rickman). No rastro de sangue deixado por ele, aparece a Senhora Lovett (Helena Bonham Carter), que começa a assar tortas com a carne das vítimas.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br

Nenhum comentário:

id='comment-post-message'>

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...