Os efeitos do uso excessivo dos alimentos condimentados


Um condimento é geralmente algo “extra” que é adicionado a um alimento para dar “sabor” ou estimular o paladar, ou ser utilizado por suas propriedades conservantes (como por exemplo o sal e vinagre). Em outras palavras, os condimentos servem para mascarar os alimentos não palatáveis, não tendo nenhum valor nutricional atribuído a eles de grande importância.

Os alimentos condimentados são aqueles que possuem muito tempero. Salsichas e enlatados são bons exemplos de alimentos condimentados. Esses alimentos são muito perigosos para pessoas que possuem problemas gástricos e com alcool. Para quem tem esses problemas é importante não exagerar nos temperos ao preparar a comida e sempre evitar alimentos industrializados.

Os condimentos e temperos sempre foram usados com a intenção de conservar e disfarçar o gosto ruim dos alimentos que por si só – em seu estado cru – não nos agradariam, carnes e alguns legumes (feijões, grão de bico, lentilhas) e alguns vegetais – que em seu estado cru, fresco e natural por exemplo.

A vontade que muitas pessoas tem de sentir o sabor cada vez mais forte nos alimentos fez com que a produção de industrializados crescesse de forma despropocional.
Sem falar que eles possuem grandes quantidades de ingredientes químicos para manter a sua durabilidade.

Isso faz dos alimentos condimentados os grandes vilões para a nossa saúde.

Veja alguns problemas de saúde que os condimentos podem trazer:

Quem costuma sentir a boca seca deve evitá-los. Para melhorar essa sensação é preciso ingerir alimentos com alta concentração de líquidos e alimentos cremosos. Também é necessário evitar alimentos que grudam na boca. Como já foi dito os alimentos condimentados são um veneno para quem tem gastrite.

Para moderar as dores é importante comer alimentos ricos em amido, frutas, legumes e proteínas com baixo teor de gordura em refeições regulares e equilibradas.

Outro problema ocasionado pelos alimentos condimentados são as hemorróidas. Para evitá-las ou diminuí-las consuma maças, pêras, feijão, aveia e verduras cozidas, pão e arroz integrais e beba muita água.


As mulheres que estão amamentando também devem tomar muito cuidado com os alimentos condimentados. Estes podem provocar mal estar estomacal dentro de 2 horas nos bebês após terem amamentado. Isso acontece porque tudo o que você come é introduzido no seu leite.
Opte por alimentos saudáveis para que você e principalmente seu bebê também fique saudável.

Você sabia?
Consumidos em grande quantidade, os alimentos condimentados com picles aumentam o risco de câncer.

Outro desconforto bem conhecido por todos são a má-digestão. Esta acontece muito com indivíduos que abusam de bebidas alcoólicas e pratos pesados como a feijoada.

A má-digestão acontece quando há excesso de produção de ácido clorídrico (que dá a sensação de ardência nas paredes do estômago).
Quando o esôfago já está lesado pelos ácidos e ainda recebe mais alimentação condimentada, o quadro tende a se estender ou a se agravar. Sempre modere a quantidade de frituras, alimentos condimentados, apimentados, ácidos e com muito tempero.



Comida condimentadas X Alcoolismo

Se combinar pratos apimentados e bem temperados com bebidas parece natural, saiba que o hábito pode apontar mais propensão para desenvolver problemas com álcool.

O alerta vem de um estudo realizado pela Universidade Nacional Busan, na Coreia do Sul, que encontrou conexão entre comida condimentada e bebida alcóolica. A explicação é que ambos estimulam a mesma região do cérebro, responsável pela liberação de endorfinas.

O psiquiatra Sung-Gon Kim explica que se trata da área que regula a ideia de recompensas. "Em pessoas que preferem comidas fortes, os receptores opióides são facilmente ativados pela bebida ou temperos.

Outra descoberta é a de que remédios usados para controlar a produção de endorfina foram eficientes nos pacientes que gostavam de comidas apimentadas, mas não fez efeito nos outros grupos. "A natltrexona bloquieia o sistema opióide, ativado pela bebida; eles passam a não sentir prazer enquanto tomam o medicamento.

Numa outra parte do estudo, o psiquiatra descobriu que ratos que demonstravam problemas com a dependência do álcool bebiam menos quando consumiam chili. Segundo o pesquisador, isso pode indicar que o estímulo vindo do alimento apimentado pode suprimir o desejo pela bebida.  



Desvendando o mito: O que realmente causa a úlcera?

Durante décadas, os médicos atribuíram as úlceras a causas, tais como comer alimentos picantes, estresse crónico, tabaco, álcool e outros hábitos menos favoráveis do estilo de vida. A receita comum para as úlceras era diminuir o estresse e comer uma dieta leve e enfadonha. Embora os sintomas possam ter acalmado um pouco, as úlceras não ficaram curadas.
Porém, no início da década de 1980, descobriu-se que esses factores − incluindo comer alimentos picantes − podem exacerbar os sintomas das úlceras, mas na verdade não as provocam. A verdadeira causa da úlcera péptica pode surpreendê-lo! 
Há uma bactéria particularmente irritante que é responsável por infectar quase três milhões de pessoas em todo o mundo e por causar dois terços de todas as úlceras pépticas. A Helicobacter pylori aloja-se no estômago e duodeno e segrega uma enzima que a protege contra o ácido gástrico. Instala-se no revestimento mucoso e nem mesmo o sistema imunológico a consegue derrotar. Na verdade, os nutrientes enviados para atacar as bactérias acabar realmente por as alimentar! As bactérias prosperam e, eventualmente, desenvolve-se uma úlcera, que pode evoluir para cancro do estômago, se não for tratada durante décadas.

Neste vídeo uma nutricionista orienta não congelar alimentos condimentados.


O Dr. Herbert M. Shelton descreveu a natureza real dos condimentos e temperos em seu livro “Vida Humana: Suas Leis e Filosofia” da seguinte forma: 

“Entre todas as substâncias usadas para perverter o sabor dos alimentos, estão os condimentos e temperos. Esses alimentos possuem quase nenhum nutriente de grande relevância para nós e não há nenhuma justificativa para a utilização deles.”

“Eles viciam e destroem a capacidade de nós sentirmos o REAL sabor dos alimentos em seu estado natural. Eles estimulam demasiadamente e enfraquecem as glândulas da boca, estômago e intestino. Eles irritam as mucosas do intestino, fazendo-as engrossar, endurecer e prejudicam seu funcionamento normal. Eles criam um desejo ilusório pelos alimentos e acabam provocando excessos alimentares. Eles criam uma falsa sede que não pode ser saciada somente com água. Além de também retardar e atrapalhar toda a digestão.”

“Eles mascaram os alimentos. Quando o alimento é mascarado pelo sal, azeite, pimenta, noz moscada, vinagre, mostarda e outras especiarias, os sucos digestivos não estão adaptados para digerir esses alimentos, desta forma atrapalham de desgastam a digestão, causando futuros desconfortos e muitas vezes doenças.”

“Ninguém precisa desenvolver um vício por esses alimentos, pois eles só fazem é atrapalhar todo o funcionamento digestivo e assimilatório do organismo humano. Mas, se o vício já foi instalado será preciso uma determinação para abster-se deles e desta forma, depois de um tempo, conseguir sentir o verdadeiro sabor característico dos alimentos naturais.”


 ===================  ====================


OS CONDIMENTOS E TEMPEROS ESTÃO POR TODA A PARTE…




Se você for a qualquer restaurante ou fazer compras em supermercados, você estará sempre comendo todos esses condimentos e temperos. Hoje em dia, principalmente, quase todos os alimentos preparados estão cheios de excitoxinas ou realçadores de sabor, glutamato monossódico, especiarias importadas, sal, açúcar e outros tantos venenos chamados de temperos e condimentos.
Vou explicar um pouco mais sobre os malefícios das excitotoxinas:

“As mais comuns e perigosas são o Aspartame e o Glutamato Monossódico e seus derivados (incluindo a proteína hidrolizada vegetal, extratato de levedura, proteína texturizada e extrato de proteína de SOJA), caseinato de sódio, “aroma natural” e “temperos prontos”. 

As excitotoxinas são substâncias que reagem com os receptores especializados no cérebro, e que levam à destruição de certas células cerebrais. Essas substâncias neurotóxicas altamente aditivas aceleram e estimulam o sistema nervoso, causando:
Neurodegeneração
Doenças
Desordens neurológicas
Desordens endócrinas
Ataques do coração
Enfartes
Tumores
Perda de visão
Enxaquecas
Convulsões e muitas outras doenças. 

Também pioram ou imitam os sintomas de doenças e condições como a fibromialgia, diabete, Alzheimer, fadiga crônica e depressão.
Excitotoxinas são usadas fortemente nos petiscos salgados e doces de restaurantes e redes de fast food além da maioria dos alimentos industrializados, e não existem leis restringindo o uso dessas substâncias.(…) Todos os produtos da SOJA, são carregados com excitoxinas de glutamatos.”

( Fonte: The 80/10/10 Diet – Dr. Douglas Graham)
 
 

POR QUE USAMOS TANTOS TEMPEROS?


Quando os alimentos são processados ou cozidos grande parte de seu sabor são perdidos. Essa é uma das razões porque os alimentos quando estão sendo cozinhados cheiram tão forte podendo ser sentido de longe – isso é porque realmente seus sabor está indo embora pelo ar!, além de todos os nutrientes essenciais… Então o alimento fica insípido e sem sabor, tendo que ser adicionado sal e outros condimentos para lhe devolver o sabor que foi-se embora pelo ar. Os condimentos e temperos são usados para “devolver” ilusioriamente o sabor dos alimentos naturais.


A carne e os grãos (arroz, trigo, centeio, sarraceno, aveia) e legumes (feijões, ervilhas, grão de bico) não sem nem um pouco palatáveis quando consumidos em seu estado NATURAL e cru, e precisam sempre de MUITOS temperos para lhes adicionar um sabor “agradável” ao nosso paladar, nos mostrando NITIDAMENTE como não são alimentos feitos para o ser humano digerir.

As frutas maduras e os vegetais e verduras frescas e cruas são extremamente deliciosas e palatáveis, com seus sabores característicos e únicos, e ainda nos fornecem tudo que precisamos equilibradamente, não precisando de nenhum tempero e condimento.
 
 
Fonte: alimentacaointeligente.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...