Conheça os filmes que foram censurados em alguns países

Filmes proibidos e/ou censurados costumam ser lembrados muito mais pela polêmica que causaram do que por suas qualidades artísticas. São cenas de extrema violência e preconceito. Alguns mais parecem filmes de pornografia. Os autores tentam dar o máximo de veracidade as cenas e acabam exagerando na doze. Foi o caso destes filmes que selecionamos.

 

O Segredo de Brokeback Mountain

É um filme western norte-americano e canadense de 2005 do gênero romance dramático que retrata o complexo relacionamento romântico de um casal homossexual na Região Oeste dos Estados Unidos entre 1963 e 1981.

No elenco principal estão Heath Ledger, Jake Gyllenhaal, Anne Hathaway e Michelle Williams.

Brokeback Mountain venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza, além dos prêmios BAFTA, Globo de Ouro e Independent Spirit Awards de melhor filme e direção, além do reconhecimento de outras organizações e festivais. Brokeback Mountain recebeu o maior número de indicações aos 78os Prêmios Oscar (oito), recebendo três: melhor direção, roteiro adaptado e trilha-sonora. O filme era considerado o favorito na disputa pelo prêmio de melhor filme, mas acabou perdendo para Crash. Ao sair de cartaz, Brokeback Mountain conquistou o oitavo lugar na lista dos filmes românticos de drama de maior bilheteria de todos os tempos.

Em 2006, O Segredo de Brokeback Mountain não pôde ser exibido na China. O mais surpreendente é que nem mesmo a notícia de que diretor Ang Lee ganhou um Oscar pelo filme foi divulgada.


Memórias de uma Gueixa

É um romance literário de Arthur Golden, publicado em 1997, onde é contada na primeira pessoa a história de uma gueixa em Gion, Kioto, no Japão, antes, durante e depois da Segunda Guerra Mundial. O livro foi adaptado ao cinema em 2005, com o mesmo nome.

O governo chinês proibiu, em dezembro de 2005, os cinemas locais de passarem o filme, que tinha duas atrizes chinesas nos papéis principais. Tal fato foi considerado "ofensivo para a sociedade chinesa".


Silence Between Two Thoughts

No Leste do Irã, Um jovem que trabalha como um carrasco para o Hajji, o líder espiritual de uma vila remota, é condenado a poupar sua última vítima, alegando que ela é virgem, e iria direto para o céu. Quando ele é condenado a se casar com a virgem, o carrasco questiona a liderança de Hajji, pela primeira vez.

Em 2003, no Irã, quando o cineasta Babak Payami teve seu filme Silence Between Two Thoughts confiscado pelo governo antes mesmo de ser visto. Por sorte, Payami conseguiu levar uma cópia quando deixou o país e pôde participar do Festival de Veneza, Itália. Seu filme anterior, Secret Ballot, também foi proibido de passar no país.


A Primeira Carta

Também do Irã, o cineasta Abolfazl Jalili teve seu filme censurado e foi proibido de comparecer ao festival de Veneza, em 2003. A Primeira Carta falava de um garoto muçulmano que se apaixonava por uma judia.


Too Young to Die

Em 2002, na Coréia do Sul, o diretor Par-Jin Pyo teve seu filme censurado. Too Young to Die foi elogiado no festival de Cannes ( na categoria de filmes que não competem), mas as autoridades consideraram as cenas de sexo entre um casal de septuagenários "fora dos limites aceitáveis de gosto público". Embora classificado como "impróprio para ser visto publicamente", o filme agradou e até mesmo comoveu os espectadores de uma sessão realizada na própria Coréia.


O Tambor- The Tin Drum

Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e da Palma de Ouro em Cannes, O Tambor -The Tin Drum foi censurado em vários países, inclusive o mais liberal Canadá, por mostrar menores de idade em cenas de sexo oral.


Holocausto Canibal

É um filme apelativo de 1980 dirigido pelo italiano Ruggero Deodato, com roteiro de Gianfranco Clerici. Filmado na Amazônia, o filme conta a história de quatro documentaristas de tribos que embrenham-se na selva para filmar indígenas. Dois meses mais tarde, depois que o grupo não retorna, o famoso antropólogo Harold Monroe viaja em uma missão de resgate para encontra-los. Ele consegue recuperar as latas de filme perdidas, que revelam o destino dos cineastas desaparecidos. O filme é estrelado por Robert Kerman como Monroe, Carl Gabriel Yorke como diretor Alan Yates, Francesca Ciardi como a namorada de Alan, Faye, Perry Pirkanen como o cinegrafista Jack Anders e Luca Barbareschi como o cameraman Mark Tomaso.

Conhecido pela controvérsia e polêmica que causou logo após sua estreia. Depois de estrear na Itália, o filme foi apreendido por um magistrado local, e Ruggero Deodato foi preso por acusações de obscenidade. Mais tarde ele foi acusado de ter feito um filme snuff, devido aos rumores que afirmavam que certos atores foram realmente mortos. O diretor teve que fazer uma coletiva de imprensa com todos os atores juntos, pois estavam acusando ele de ter filmado cenas reais de morte. Apesar de Deodato ter sido posteriormente inocentado dessas acusações, o filme foi proibido na Itália, Reino Unido, Austrália e em vários outros países devido à sua representação gráfica de gore, violência sexual e a inclusão de seis mortes reais de animais. Muitos países já revogaram a proibição, mas o filme ainda é barrado em várias nações. Essa notoriedade, não obstante, fez com que alguns críticos vissem Cannibal Holocaust como um comentário social sobre a sociedade civilizada.No Brasil o filme foi classificado para maiores de 18 anos de idade.


Je vous salue, Marie

Em Português (literalmente Eu Vos Saúdo, Maria), é o primeiro verso da oração Ave Maria), é um filme franco-suiço, de Jean-Luc Godard, lançado em 1985.

Duas histórias paralelas são organizadas no filme para mostrar a difícil convivência entre corpo e espírito: A primeira é a de Maria (Myriem Roussel) uma menina estudante, que trabalha no posto de gasolina do seu pai, e de José (Thierry Rode) é um jovem que trabalha de taxista. Ao saber da gravidez de sua namorada, José a acusa de traição e quer se separar. Mas o anjo Gabriel tenta convencer o rapaz a aceitar a gravidez e enfrentar os planos divinos junto com Maria.

A segunda história é a de um professor de ciências que estuda a origem da vida e que tem um caso com uma de suas alunas.

Ao colocar a Virgem Maria como uma funcionária de um posto de gasolina em tempos modernos de provocações políticas e sexuais, Jean-Luc Godard sabia que não ia ser fácil para Je vous salue, Marie. E não foi: o filme foi censurado em praticamente toda a América Latina que, nos anos 80, ainda vivia boa parte sob o domínio da ditadura.


Borat

É um personagem de televisão criado pelo humorista britânico Sacha Baron Cohen. Originalmente criado para o Da Ali G Show — programa de televisão no qual Cohen interpreta um rapper escrachado e recebe convidados ilustres —, Borat, o segundo melhor jornalista do Cazaquistão, viaja pelos Estados Unidos entrevistando diversas pessoas dos nichos mais extremados da sociedade, de sulistas americanos a feministas e figurões de elite. O sucesso do repórter da Ásia Central rendeu um longa-metragem campeão de bilheteria na Europa e na América do Norte.

Com atitudes ofensivas e declarações que beiram o machismo, a homofobia, o ódio contra judeus e até mesmo apologias à pedofilia e ao incesto, se destaca por expor o fato de que muitas vezes os preconceitos, por mais terríveis que sejam, se propagam melhor de uma forma ingênua e indiferente do que quando impostos pela lei ou pela força. Ao contrário de ter as suas opiniões forjadas a partir de uma intolerância radical organizada e meticulosa ligada a motivos individuais, reproduz algo que está intrincado nele por criação e herança cultural e, indo justamente para rodeios de caipiras e centros de etiqueta esnobes, na base do constrangimento e do humor palhaço consegue fazer com que as pessoas revelem o lado mais obscuro delas sem ao menos perceberem.

Com todo o mal-estar pós 11 de Setembro, terminou tendo seu filme censurado em Burma, China, Irã, Malásia, Rússia, Cingapura, Emirados Árabes e, claro, Cazaquistão.


I Am Curious (Yellow)

Ao longo dos anos 1960 e 1970, a Suécia foi vista como um país líder internacional no que hoje é conhecido como a "revolução sexual", sendo a igualdade entre gêneros particularmente promovida. Atualmente, o número de pessoas solteiras no país é um dos mais altos do mundo.

O primeiro filme sueco I Am Curious (Yellow) (1967) refletiu uma visão liberal da sexualidade, incluindo cenas de sexo que chamaram a atenção internacional e introduziram o conceito do "pecado sueco". Causou burburinho nos EUA em 1967, onde foi considerado pornográfico em alguns locais. A obra inclui várias cenas de nudez e encenação sexual e uma cena em que a moça beija seu amante no pênis.


Calígola

Caligola é um filme de 1979 dirigido por Tinto Brass, com cenas adicionais filmadas por Giancarlo Lui e por Bob Guccione, fundador da revista Penthouse. O filme gira em torno da ascensão e queda do imperador romano Gaius Caesar Germanicus, mais conhecido como Calígula. Caligola foi escrito por Gore Vidal, co-financiado pela revista Penthouse, e produzido por Guccione e Franco Rossellini. O filme é estrelado por Malcolm McDowell como o imperador. Caligola foi o primeiro grande filme a mostrar atores famosos (John Gielgud, Peter O'Toole, Malcolm McDowell, Helen Mirren).

Considerado um dos mais controversos filmes de todos os tempos, ele divide opiniões. Para alguns, com suas cenas de sexo explícito e flagelação sado-masoquista, evoca as experiências cinematográficas de Pier Paolo Pasolini. Para outros, não passa de um bizarro festival de escatologia.
- No começo da década de 90 o filme foi exibido no Brasil, na TV Gazeta, no horário entre o final da noite e começo da madrugada. Seria exibido em dois dias, devido a sua grande duração. Porém, no final do primeiro dia de exibição, o filme foi tirado do ar, ou seja, foi censurado, devido as cenas de sexo explícito.
- Com quase 3 horas de duração, este filme é tido como o maior pornô-épico da história do Cinema, concebido e realizado por Bob Guccione, o criador da revista Penthouse.
- Quando lançado no mercado, "Calígula" foi censurado no Brasil e em vários países europeus, o que acabou lhe granjeando imerecido destaque.


Laranja Mecanica

É um filme britânico de 1971, dirigido por Stanley Kubrick, adaptação do romance homônimo de 1962 do escritor inglês Anthony Burgess. Malcolm McDowell interpreta Alex, o protagonista.

Laranja Mecânica tornou-se um clássico do cinema mundial e um dos filmes mais famosos e influentes de Kubrick. O orçamento total do filme foi de apenas 2,2 milhões de dólares.

Em uma Grã-Bretanha futurista, uma gangue de adolescentes passam em fúria a cada noite, promovendo o espancamento e estupro de vítimas indefesas. Depois de um dos meninos se revoltar contra a gangue, eles o nocauteiam e o deixam para a polícia encontrar. Ele concorda em tentar uma "terapia de aversão" para encurtar a sua sentença de prisão. Quando ele finalmente foi solto, ele passa a odiar a violência, mas o resto dos membros de sua quadrilha ainda estão atrás dele
É o primeiro filme a conseguir uma classificação Xnos cinemas americanos e foi considerado pornográfico em todos os EUA. Mas isso não foi nada comparado com a sua recepção no Reino Unido: Alvoroço Social e relatórios de crimes copycat levaram Kubrick a retirar Laranja Mecânica da distribuição em seu país de adoção. Não foi oficialmente disponível lá - nos cinemas ou em vídeo - até 2000, um ano após a morte de Kubrick.


A Serbian Film

Em português (Terror sem Limites) é o primeiro filme de terror do diretor sérvio Srđan Spasojević, lançado em 2010. Ele conta a história de um ator pornô que está no fim da carreira e que concorda em participar de um filme com muita "arte", mas é levado a fazer cenas exploratórias com abuso infantil e necrofilia. O filme estrela os atores sérvios Srđan Todorović e Sergej Trifunović. Sua apresentação é questionada em alguns países, entre eles, o Brasil, que proibiu, no dia 10 de agosto de 2011, a exibição do filme em todo o território nacional. Países como a Suécia, Espanha e Finlândia também fizeram a proibição. Outros países, ainda, proíbem apenas a exibição de alguns trechos do filme, como na Austrália que censurou oito minutos do filme.

Fonte: liproninonline.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...