Aparelhos Ortodônticos

O aparelho ortodôntico, ou aparelho dentário, é um dispositivo utilizado por ortodontistas em seus pacientes para fazer o alinhamento dos dentes quando eles se desenvolvem com uma má formação. Serve para corrigir a posição dos dentes para fins estéticos e funcionais. Existem vários tipos de aparelhos ortodônticos, dentre eles os aparelhos fixos e os aparelhos removíveis.

O tipo de aparelho ideal para a correção dos dentes depende de uma avaliação criteriosa do ortodontista. Os aparelhos removíveis estão mais indicados para pequenos movimentos dentários e pacientes em fase de crescimento onde pode-se aproveitar o crescimento deste paciente, é a denominada Ortopedia Funcional dos Maxilares, onde o objetivo principal é a alteração do crescimento ósseo da face.

Já a aparelhagem fixa, composta de bráquetes colados aos dentes, estão mais indicados para pacientes onde se necessita de uma movimentação maior dos dentes impedindo inclinações indesejáveis, tendo em vista a possibilidade de controlar o dente tridimensionalmente nestes tipos de aparelhos.

Existem vários tipos de técnicas tanto para aparelhos removíveis como fixos, cabendo ao ortodontista avaliar a mais adequada para cada tipo de má oclusão. Não existe impedimento no uso de aparelho por causa da idade, a limitação no uso do aparelho está na saúde geral e, especialmente, na saúde óssea dos maxilares.

A limitação pode ocorrer em qualquer idade. Vale lembrar também que os aparelhos ortodônticos necessitam de alguns cuidados como evitar comer alimentos com muita fibra ou duros, manter sempre uma boa higienização, etc.

 

A História dos Aparelhos Ortodônticos

Em 1992, pesquisadores ingleses encontraram uma múmia, nas margens do rio Nilo, no Egito, com idade estimada por arqueólogos entre 3000 e 2500 anos de idade, que tinha uma espécie de aparelho dentário. Era uma tira de metal, que prendia os dentes mais tortos da múmia. Hipócrates e Aristóteles, na Grécia antiga, já discutiam idéias sobre como corrigir dentes tortos.

Já os etruscos, prendiam as arcadas de seus mortos com tocos de madeira para que eles não caíssem no túmulo. Pois acreditavam que, assim, o falecido manteria um belo sorriso na vida após a morte. E no século 1 a.C., o fisiologista romano Aurelius Cornelius Celsus escreveu um tratado em que recomendava a pressão dos dedos para corrigir os dentes.

Nada se desenvolveu na ortodontia durante a Idade Média. Porém, em 1728, o dentista francês Pierre Fauchard escreveu o livro O Cirurgião Dentista. Nele, dedicou um capítulo inteiro às formas de corrigir os dentes. Fauchard inventou um aparelho chamado bandeau (em português, bandô) - uma peça de metal em forma de ferradura de cavalo, que ajudava a expandir a arcada dentária e assim acomodar dentes amontoados uns sobre os outros na boca. Daí a expressão "dentes encavalados".

Mas a ortodontia moderna só veio 90 anos depois, em 1819, quando o doutor francês Gaston Delabarre inventou o fio metálico que é fixado entre os dentes. Em 1841, o dentista Joachim Lafoulon criou o termo "ortodontia". Porém, quem alavancou essa nova ciência foi o norte-americano Norman W. Kingsley.

Em 1880, ele escreveu o Tratado sobre Deformidades Orais, que exerceu enorme influência até a primeira metade do século 20. Entretanto, o que popularizaria o aparelho dentário seria a adoção, pelos dentistas, do aço inoxidável para fabricação de fios, bandas e braquetes - as três peças que formam o aparelho dentário -, que só veio a ocorrer no fim dos anos 1950.

Até o fim da década de 1970 o aparelho dentário era um objeto horrível, com extensões por fora da boca, conhecidas pelo apelido de estribo. Isso só mudou quando, em 1975, surgiu um adesivo que prendia com sucesso os braquetes diretamente nos dentes. No mesmo ano, um dentista de Beverly Hills, doutor Craven Kurz, inventou o aparelho oculto, cujos braquetes são colados na parte interna da arcada dentária.

Sua clientela, formada por artistas de cinema de Hollywood, como a atriz Farrah Fawcett, de As Panteras, incentivou-o a buscar soluções ortodônticas invisíveis. Por fim, em 1997, surgiu o alinhador dentário transparente e removível, criado pela doutora Zia Chishti, também na Califórnia.

 

Simulação de um Aparelho Ortodôntico Fixo

 

Tira Dúvidas com Especialista

 

Aparelhos Ortodônticos Invisíveis

O aparelho invisível é uma maneira invisível de alinhar os dentes sem aparelho de metal. Ele usa uma série de alinhadores transparentes e removíveis para gradualmente alinhar os dentes, sem metal ou fio. O aparelho invisível usa tecnologia de imagem 3-D para descrever um completo plano de tratamento com imagens da posição inicial até a posição final desejada a partir de uma série de “alinhadores” personalizados transparentes.

Cada alinhador move o dente lentamente e cada um é usado por volta de duas semanas, sendo substituído pela próxima série até atingir a posição final desejada. A principal vantagem é a transparência, pois você endireita seus dentes sem ninguém perceber. Além de ser removível.

Diferentemente de aparelhos fixos, você pode comer e beber o que quiser durante o tratamento. É confortável por não existir fios ou metais que possam causar irritação na boca. Isto também significa que você gastará menos tempo na cadeira do ortodontista para ajustes. Uma parte bem interessante é a possibilidade de visualizar seu próprio plano de tratamento antes de iniciá-lo.

Você poderá visualizar como seus dentes ficarão alinhados quando seu tratamento estiver completo. Os alinhadores dos aparelhos invisíveis são feitos com um plástico médico transparente e resistente que é praticamente invisível quando em uso. Eles se parecem com placas para clareamento dental, mas são personalizados para uma movimentação dentária sequencial.

Alguns ortodontistas se referem a eles como a “lente de contato dos dentes”. Por anos, ortodontistas têm usado aparelhos removíveis para tratamentos limitados. Hoje, com a aplicação de tecnologia dos computadores e personalização de manufatura, o aparelho invisível trata uma grande abrangência e casos com grande precisão.

Muitas pessoas, ao redor do mundo, já estão se tratando com aparelhos invisíveis, inclusive celebridades como Gisele Bündchen e Justin Bieber. Apesar do aparelho invisível ter a possibilidade de ser aplicado em qualquer filosofia de tratamento, um treinamento específico é necessário para que o ortodontista esteja capacitado a fazer a aplicação.

Por isso, você deverá procurar por um especialista que já tenha feito este treinamento. Os alinhadores do aparelho invisível movem os dentes através de uma força controlada aplicada nos dentes. A principal diferença é que ele não somente controla forças, mas também controla tempo de aplicação de força.

A cada estágio de alinhadores, somente certos dentes são movimentados, e estes movimentos são determinados pelo plano de tratamento ortodôntico para aquele particular estágio. O resultado é um sistema de liberação de força eficiente e controlada. De forma geral, os aparelhos invisíveis podem melhorar muito a saúde da boca.

Dentes apinhados ou muito separados podem prejudicar a saúde oral, podendo apresentar inchaço de gengivas, sangramento gengival, ou formação de bolsas, todos são sinais de enfermidade periodontal. Simultaneamente a correção da posição dentária com este tipo de aparelho de forma invisível, também pode contribuir para manter sua boca saudável.

Alguns estudos clínicos mostraram que a saúde gengival pode melhorar com o uso de aparelho invisível durante o tratamento ortodôntico. Os dentes corretamente alinhados ajudam a gengiva a se adaptar melhor a redor do dente, que pode proporcionar uma melhor saúde periodontal. Ao contrário de aparelhos fixos, com o aparelho invisível, você pode escovar e passar fio dental normalmente, que pode impedir a deterioração de dente e evolução da doença periodontal.

Os aparelhos invisíveis não possuem nenhum metal ou fio para prender o alimento e/ou placa e por isso são fáceis de limpar. Manter um bom programa de higiene oral reduzirá também a possibilidade do acúmulo de placa, de deterioração do dente e da doença periodontal. Para algumas pessoas, dentes e arcadas dentárias incorretamente posicionadas podem gerar dificuldades na fala e problemas na mastigação.

Corrigir sua mordida endireitando seus dentes pode ajudar melhorar ambos. Dentes corretamente alinhados também podem proporcionar menos estresse no osso, tecidos de suporte e articulação.

 

Como Cuidar do Aparelho Ortodôntico Fixo

Primeiro é necessário remover elásticos e aparelhos extra-bucais antes de escovar os dentes. Direcionar a escova num ângulo de 45º, com as cerdas apontadas para a junção dos dentes com a gengiva. É importante massagear as gengivas durante a escovação dos dentes, para remover partículas de alimento presas embaixo do aparelho.

A técnica de escovação mais adequada é aquela que consegue limpar os dentes, as gengivas e o aparelho ortodôntico da melhor maneira possível. O mais importante é limpar a parte da frente, de trás e de cima dos dentes, o que leva, em média, dez segundos por dente. Os espaços entre os dentes devem ser  limpos com o fio dental.

O aparelho ortodôntico pode ser limpo com a escova em 45º. É importante limpar por dentro e ao redor de todos os fios e bráquetes que compõem o aparelho dentário. Para limpar os dois lados do fio, basta inverter a posição da escova, passando a limpar os fios primeiro por cima e depois por baixo.

As superfícies internas devem ser limpas com a escova inclinada sobre os dentes, formando um ângulo de 90º. A escova deve atingir a parte de trás dos dentes inferiores e superiores onde a visualização às vezes é mais difícil.

Ao final, é importante fazer um bochecho completo com água, pelo menos duas vezes seguidas. O aparelho está limpo quando estiver brilhando.

 

Como Cuidar do Aparelho Removível

Fora da boca, os aparelhos ortodônticos removíveis devem ser guardados em estojo especial, feito com essa finalidade. Não devem ser guardados no bolso, bolsas, guardanapos, etc. O aparelho removível não deve ser lavado ou escovado dentro da boca.

Para limpá-lo, basta utilizar uma escova de dente e lavá-lo com água. Deve-se evitar comer com o aparelho na boca, pois, além do risco de machucar a boca e danificar o aparelho dental, será mais difícil limpá-lo. Ao praticar esportes de impacto, como futebol, vôlei, basquete, boxe, os aparelhos removíveis devem ser retirados da boca.

Para evitar que o aparelho removível resseque e fique com gosto e cheiro estranhos ao habitual, depois de escovado, basta colocá-lo em estojo ou copo com água, adicionando uma colher de sopa de água oxigenada, ou uma colher de sobremesa de bicarbonato de sódio. É importante não esquecer de escovar e enxaguar o aparelho antes de usá-lo novamente.

 

Cuidados Importantes

  • Usar a escova, a pasta dental, o fio dental e os acessórios recomendados pelo cirurgião-dentista.
  • Escovar cada superfície do dente, assim como as gengivas, palato (céu da boca) e a língua.
  • Trocar a escova de dente pelo menos a cada dois meses.

 

O Passo-a-passo da Higienização

Com os dentes fechados, fazer movimentos circulares com a escova.

Para limpar a arcada superior, faça movimentos de cima para baixo – da gengiva para o dente. Para limpar a arcada inferior, faça movimentos de baixo para cima – da gengiva para o dente.

Para a escovação oclusal – parte superior do dente, faça movimentos de vai-vem.

Para limpar debaixo do Fio e em volta dos Brackets, use a Escova Interdental.

O uso do Fio Dental é necessário para a retirada dos resíduos presentes entre os dentes. Para facilitar sua utilização use sempre um Passa-Fio.

 

Dicas Para Dentes Saudáveis

  • A respiração pela boca pode alterar a posição dos dentes.
  • Dentes mal posicionados (tortos ou encavalados) podem provocar problemas na gengiva e dificultar a higienização.
  • Chupar dedo, mamadeira ou chupeta pode alterar a posição dos dentes e até dos ossos da face.
  • Dores de cabeça e na face em geral, assim como dor de ouvido, podem estar relacionadas à posição errada dos dentes.
  • O cuidado com a preservação dos dentes de leite é muito importante para a saúde dos dentes permanentes.
  • Uma alimentação saudável, com frutas que estimulam a mastigação, é fator decisivo para a saúde bucal.
  • Não só crianças e adolescentes, mas também o adulto pode ser beneficiado pelo tratamento ortodôntico.

 

Aparelho Ortodôntico Lingual

A Ortodontia Lingual é a técnica ortodôntica em que o aparelho fixo é colado na face interna dos dentes. Como estas ficam em contato com a língua, são chamadas de faces linguais. Daí o nome Ortodontia Lingual e Aparelho Ortodôntico Lingual. A principal vantagem de se ter o aparelho ortodôntico colado internamente é a estética.

Como os brackets são colados atrás dos dentes, ficam praticamente invisíveis e ninguém percebe que você faz tratamento ortodôntico. Outra vantagem é o fato de não projetar os lábios para frente, evitando alterações no perfil da face, ao contrário do que faz o fixo convencional.

Apesar do acúmulo de resíduos durante as refeições ser igual em ambos, no lingual eles não aparecem e o usuário se sente mais seguro para conversar durante um almoço de negócios, por exemplo. Alguns casos são mais difíceis de se tratar e pode haver dificuldade em articular alguns fonemas nas primeiras semanas de uso.

Normalmente ele não machuca a língua. A experiência mostra uma ótima adaptação na maioria dos  pacientes. A duração do tratamento depende do problema que será tratado. Na maioria das vezes o prazo é o mesmo, mas, quando há diferença, o paciente é avisado antes de iniciar o tratamento.

As peças usadas são um pouco diferentes do fixo. Os brackets linguais têm um design diferenciado para aumentar a eficácia e o conforto durante o tratamento. A técnica de colagem dos brackets é bem mais complexa e exige treinamento específico. Os arcos precisam ser personalizados, o que exige habilidade do ortodontista.

A técnica de colagem dos brackets é indireta, pois é necessária uma fase laboratorial para preparar os brackets para a colagem. Nesta etapa são preparados os posicionadores que têm a função de reproduzir na boca a posição que foi determinada pelo ortodontista nos modelos de gesso.

Esta montagem preliminar permite uma colagem precisa e confortável para o paciente.

Nenhum comentário:

id='comment-post-message'>

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...