Alimentos que ajudam no tratamento da acne

A acne se forma quando uma quantidade excessiva de sebo (substância oleosa produzida pelas glândulas sebáceas que lubrifica e umedece a pele) bloqueia os poros na base dos folículos capilares, causando pequenas erupções purulentas que aparecem no rosto, no peito, nos ombros e nas costas.

Espinhas e cravos são características dessa condição, que pode ser controlada com recursos simples, medicamentos tópicos ou com a supervisão de um dermatologista. Apesar de muitas formas de acne serem moderadas, na sua forma grave (acne cística) podem ocorrer nódulos e cicatrizes, especialmente se as lesões na pele forem coçadas ou espremidas.

Um dos problemas mais comuns de pele, a acne geralmente afeta adolescentes e jovens adultos, apesar de ocorrer também em algumas pessoas mais velhas. Embora não seja uma doença grave, a acne pode causar desconforto e alterações psíquicas nos mais jovens em especial, que podem sofrer de baixa auto-estima, depressão e ansiedade.

 

O que causa

O surgimento da acne é frequentemente associado a fatores hormonais, que podem acarretar aumento da produção de sebo. Apesar de as mudanças hormonais da adolescência fazerem dos jovens as vítimas principais da acne, gestantes, mulheres no período menstrual ou na menopausa também estão suscetíveis a ela. Alguns medicamentos (como esteroides ou contraceptivos orais) que afetam os hormônios, assim como o estresse, também contribuem para a produção exagerada de sebo e, consequentemente, para a acne. Em algumas pessoas pode haver uma predisposição genética que contribui para o início do problema.

Equívocos sobre a relação entre alimentação e acne são muito comuns. Uma pesquisa canadense recente revelou que 32% dos pacientes atribuíam à alimentação a causa principal da acne. Esse é um mito existente há muito tempo e que parece continuar.

 

Como os alimentos podem ajudar

Acredita-se que certos alimentos – como chocolate, amendoim ou pizza – podem causar ou agravar a acne; mas isso é apenas um mito. Existem, contudo, alguns alimentos que podem promover uma melhor saúde da pele.

Muitos problemas de pele parecem responder à vitamina A, que pode ter um efeito benéfico no crescimento e no amadurecimento celular. A melhor fonte de vitamina A são os alimentos ricos em betacaroteno, que é convertido pelo organismo nessa vitamina. Alguns estudos indicam que o betacaroteno protege a pele da ação dos radicais livres, e também há evidências de que ele pode ajudar a reduzir a produção de sebo.

Como a inflamação é uma das primeiras manifestações da acne, os ácidos graxos essenciais podem ajudar a aliviar o problema, ao inibir a produção de certos compostos inflamatórios no organismo. A vitamina E também é útil na manutenção da saúde da pele quando se une ao selênio para formar uma enzima chamada glutationa peroxidase, que ajuda na redução da inflamação.

O zinco, mineral que contribui para a manutenção da imunidade, ajuda na melhora da acne por seu envolvimento no metabolismo hormonal. Algumas evidências também mostram que a vitamina B6 ajuda a estabilizar as flutuações hormonais que podem levar à formação de acne.

Alimentos Nutrientes Benefícios para a saúde
  • Abobrinha
  • Aspargo
  • Batata-doce
  • Damasco

Betacaroteno

O betacaroteno pode reduzir a produção de sebo controlando a atividade das glândulas sebáceas. O excesso de sebo é uma das causas da acne.

  • Abacate
  • Banana
  • Batata
  • Salmão

Vitamina B6

Ao ajudar a regular os níveis de hormônio associados ao desenvolvimento das lesões da acne, a vitamina B6 pode reduzir suas complicações.

  • Caranguejo
  • Ostra
  • Peru
  • Tofu

Zinco

O zinco está relacionado com a manutenção da saúde da pele, pois aumenta a atividade imunológica, reduz inflamações e promove a regeneração do tecido e níveis saudáveis de hormônios.

 

Receita de bem-estar

A receita abaixo é uma canja de galinha preparada com couve e purê de pimentão. Esta receita auxilia muito no tratamento da acne por seus ingredientes conterem vitaminas e minerais que contribuem para uma pele saudável. O azeite de linhaça com sabor de nozes é rico em ácido graxo ômega-3 e pode ser encontrado em lojas de produtos naturais. Caso não encontre utilize o gergelim escuro.

  • 600 g de coxas de galinha, sem pele nem osso, cortadas em pedaços pequenos
  • 4 cenouras cortadas em fatias finas
  • 3 cebolas vermelhas grandes cortadas em pedaços pequenos
  • 5 dentes de alho picados e 1 dente de alho inteiro
  • 2 colheres de sopa de gengibre fresco bem picadinho
  • 1 colher de chá de pimenta-de-caiena
  • 3/4 de colher de chá de sal
  • 2 pimentões vermelhos cortados ao comprido em lâminas finas
  • 1 colher de sopa de sementes de abóbora torradas
  • 1 colher de sopa de óleo de linhaça
  • 1/4 de xícara de rizone (massa em forma de arroz)
  • 8 xícaras de couve desfiada

Numa panela grande ou caldeirão, misture 4 xícaras de água, a galinha, as cenouras, as cebolas, o alho picado, o gengibre, a pimenta-de-caiena e o sal. Ferva em fogo alto, baixe-o e cozinhe em fogo brando por 25 minutos com a panela parcialmente tampada.

Pré aqueça o forno ou a grelha portátil. Coloque as lâminas de pimentão, com o lado da pele para cima, na grelha e asse a 12 cm da chama por 10 minutos, ou até a casca do pimentão ficar tostada e enrugada. Quando esfriar, tire a pele dos pimentões e transfira-os para um processador de alimentos junto com as sementes de abóbora, o azeite de linhaça e os dentes de alho inteiros. Processe até virar um purê.

Acrescente o rizone à sopa e cozinhe, com a panela destampada, por 5 minutos. Acrescente e misture a couve, e cozinhe por 5 minutos, ou até que a couve e o rizone estejam macios. Sirva a sopa com o purê de pimentão assado.

 

Nenhum comentário:

id='comment-post-message'>

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...