Tecnologias automotivas que nos prometeram, mas que ainda não podemos comprar

Sempre nos prometem um futuro que nunca chegará. É hora de mudar isso. Dê uma olha nestas dez inovações automotivas que ainda não decolaram, apesar de tudo o que já disseram a respeito.

 

Propulsão nuclear


Por que queremos que se concretize? Podemos deixar os detalhes técnicos para os engenheiros. Afinal de contas, são eles que resolvem os problemas práticos. Nosso trabalho é sonhar alto, e o que realmente queremos em nossos carros não é uma transmissão ou pneus um pouco mais eficientes. O que queremos é um reator nuclear compacto queimando silenciosamente combustível radioativo por anos a fio, sem necessidade de reabastecimento.

Quando poderemos comprá-la? Lembra-se dos problemas práticos que demos aos engenheiros? Bem, eles voltaram e grampearam uma lista deles em nossas testas. Tudo indica que fazer um reator nuclear que caiba em seu carro é complicado – o último protótipo transformou a cobaia o motorista em vapor, e então seu combustível foi roubado pelos norte-coreanos. E são esses problemas que eles precisam resolver.

 

Energia solar


Por que queremos que se concretize? Diferente da energia nuclear, a energia solar não vai lhe dar um terceiro braço ou transformá-lo em um super-herói. Carros movidos a energia solar estão por aí há algum tempo, e nós gostamos da ideia de uma energia limpa empurrando Corollas e Cruzes no futuro. Por que se satisfazer com menos?

Quando poderemos comprá-la? A energia solar está se aproximando de um custo aceitável, mas ainda tem um longo caminho pela frente. Além da eficiência na transformação de energia solar em eletricidade ser baixa, os engenheiros ainda não descobriram como todos vão andar nos dias curtos de inverno – quanto mais longe da linha do Equador, pior. Mas se você vive no nordeste ou na Austrália, não terá problemas. O resto do mundo vai ter que esperar.

 

Motores a jato


Por que queremos que se concretize? É evidente que um motor a jato que queima tequila é a solução ideal para qualquer carro. Nós esperamos por um futuro no qual os projetistas automotivos abandonem a eficiência superior do diesel e sigam com essa incrível tecnologia alternativa de propulsão.

Quando poderemos comprá-la? Se você tem dinheiro suficiente – imagino algo entre “dinheiro para um Bugatti” e “dinheiro para uma pista particular” – você talvez consiga comprar o conceito superesportivo híbrido com turbina, o Jaguar C-X75 (a versão de linha não terá a tecnologia). Para todos os outros, é melhor investir seu tempo construindo réplicas de Chrysler na garagem, porque no mundo conservador, obcecado pelo corte de gastos, motores a jato estão bem longes.

 

Estrutura skateboard


Por que queremos que se concretize? Quanto mais você aprende sobre os carros, mais você repara como muitos deles compartilham a mesma estrutura sobre peles superficialmente diferentes. Por que deixar o compartilhamento de plataformas a cargo dos fabricantes quando você pode simplesmente comprar o chassi básico e depois trocar as carrocerias e os componentes como bem entender? Se tudo o que faz um carro andar, parar e virar estiver contido em algo plano como uma prancha, você poderia trocar de carro como troca de roupas. Poderia ter uma minivan para levar a criançada à aula, um esportivo para ir ao trabalho e um sedã bacana para jantar ou cumprir tarefas do dia-a-dia. Simples não?

Quando poderemos comprá-la? Se você passa os dias acumulando quantias monstruosas de dinheiro e contatos influentes na GM, talvez consiga. A GM construiu um protótipo semelhante a um skate com célula de combustível no começo do milênio e nós apostamos que ele ainda circula por alguma pista de testes na Califórnia. Como se não bastasse o trabalho de projetar e fabricar os componentes necessários para fazer a coisa – e suas diferentes combinações – funcionar, você precisaria ainda investir outros bons anos equipando uma rede de concessionários com treinamento, peças e muito mais. É bom não ter pressa.

 

Carros dobráveis

Por que queremos que se concretize? Muita gente saudou o Smart quando ele chegou ao mercado com seu design diferenciado. Onde os outros carros faziam baliza, o Smart podia simplesmente parar perpendicularmente à calçada, como um antigo Isetta. Mas porque se preocupar em estacionar? Por que não ter carros que se dobram, para ficar alinhados como carrinhos de supermercado? Geralmente é algo associado aos Jetsons, mas no mundo real poderíamos espremer carros em garagens inacreditavelmente apertadas e as cidades não ficariam tão sufocantes com um número sem fim de sedãs e SUVs pratas.

Quando poderemos comprá-la? Bem, o Instituto de tecnologia de Massachusetts (MIT) tem um protótipo funcional, mas parece que serão necessárias algumas décadas até que as concessionárias se pareçam com lojas de roupas, com carros alinhados como se estivessem em uma arara.

 

Motor a hidrogênio


Porque queremos que se concretize? Se nós tivéssemos um combustível que queimasse de forma limpa e nunca se esgotasse… peraí! É o hidrogênio! Nas últimas décadas, carros movidos a hidrogênio não passaram de uma forma dos fabricantes ganharem uma imagem “verde” com carros conceitos sem muita chance de serem produzidos, mas existem por aí algumas dúzias, talvez alguns milhares de veículos com célula de combustível rodando pelo planeta, deixando pouca coisa para trás além de água e um discreto sussurro. Uma menção especial vai para os motores de combustão de hidrogênio da BMW, que provavelmente são muito menos eficientes que a célula elétrica de combustível, mas significativamente mais incríveis. Quem não gostaria de rodar por aí com uma pequena frota de Hindenburgs sob o capô?

Quando poderemos comprá-la? Hoje, se não fosse o complô dos governos para abrir uma cratera na camada de ozônio e nos forçar a comprar protetor solar!!! Falando sério, é só ir ao departamento californiano de combustíveis limpos com alguns milhões de dólares em uma maleta e negociar. Aposto que eles têm alguns Honda Insight com célula de combustível dando sopa.

 

Pneus sem ar


Por que queremos que se concretize? Já passamos do tempo em que os fazendeiros colocavam pregos na pista para estourar os pneus de fãs automotivos do começo do século anterior, mas ainda temos muito pela frente. Por que ter pneus infláveis, tendo que lidar com pneus murchos e o desgaste do cotidiano? Pneus são coisas com as quais lidamos, não algo que curtimos – os tweels tiram boa parte do trabalho com uma solução mais simples e bacana. Digamos que a beleza é subjetiva.

Quando poderemos comprá-la? Os tweels estão por aí, sob os mais diversos nomes esdrúxulos pensados pelos departamentos de marketing. Duvido que seu próximo carro tenha um, mas quem sabe no mundo fantástico pré-Jetsons da geração dos nossos filhos eles estejam nas ruas, e não apenas nos jipes da NASA.

 

Motores dentro da roda


Porque queremos que se concretize? Toda vez que você olhar por baixo de um carro poderá encontrar eixos e engrenagens girando, conectando o motor do carro às rodas. Por que não simplificar tudo isso? Pequenos motores elétricos dentro das rodas removem diversas das complexidades de se projetar um carro. Poderíamos ter todo um conjunto motriz dentro das redondas, o que reduziria a massa suspensa e deixaria a cabine tomar a forma que bem desejar. Suas rodas não ficariam presas a um único motor, e poderiam esterçar com mais facilidade, fazendo com que os carros se movam mais como nós humanos e menos como barcaças de duas toneladas.

Quando poderemos comprá-la? Mais até do que os pneus sem ar, os fabricantes têm mostrado motores embutidos em rodas há muitos anos. Desde que os carros elétricos voltaram à moda, a ideia anda circulando pelas mostras, mas talvez ainda leve uma ou duas décadas até que ela chegue às ruas.

 

Carros voadores


Por que queremos que se concretize? Um carro voador é uma ideia terrível. Carros e aviões são construídos de formas diferentes e toda vez que vemos alguém construir um carro voador, o resultado ou é algo que não funciona bem em nenhuma das funções ou uma máquina que vai matar seu criador. Nem vamos listar quantas pessoas morreram tentando converter carros compactos em aviões, mas as duas coisas simplesmente não combinam. Mas nenhum desses motivos diminui o entusiasmo por eles. Por que ficar presos ao asfalto, especialmente quando estão tão lotados de gente que não sabe dirigir?

Quando poderemos comprá-la? Depende, mas a Terrafugia afirma que estão prestes a lançar uma aeronave de rua.

 

Carros autônomos

Por que queremos que se concretize? Não queremos.

Quando poderemos comprá-la? Carros autônomos já são realidade em 2011, mas você ainda não pode comprar um. O que é bom, porque tudo indica que eles ainda têm alguns probleminhas para resolver antes que você possa confiar sua vida a um deles.

 

Fonte: www.jalopnik.com.br

Nenhum comentário:

id='comment-post-message'>

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...