Estrangeiros nas novelas brasileiras. Que tal conhecer melhor alguns deles?

Atores brasileiros interpretando personagens estrangeiros já se tornaram tradição nas telenovelas daqui. Mas, de vez em quando, os autores e diretores optam por escalarem profissionais de outras nacionalidades para dar mais veracidade às tramas.

Já teve ator estrangeiro roubando a cena com papel coadjuvante e até protagonizando novelas por aqui. Reunimos alguns dos estrangeiros que já deram as caras em nossas produções. Agora é só conferir!

 

Ricardo Pereira

Ricardo Pereira foi um dos primeiros estrangeiros a dar as caras nas novelas brasileiras. O português atuou no nosso país pela primeira vez em 2004, na novela 'Como Uma Onda', interpretando Daniel Cascaes. E para conseguir o papel principal, ele disputou com mais de 20 conterrâneos.

Muitos atores brasileiros com anos de estrada não chegaram à posição que o português alcançou. No ano seguinte, ele fez uma participação em “Prova de Amor”, da Record. Em 2006, de volta à Globo, ganhou um papel em “Pé na Jaca”.

Dois anos depois, Pereira roubou a cena e conquistou o coração das telespectadoras e da mocinha – interpretada por Grazi Massafera - de “Negócio da China”.

 

Nuno Lopes

Também de Portugal, Nuno Lopes foi o operário José Manoel na novela de Benedito Ruy Barbosa, 'Esperança'. Lembram dele? O bonitão fez tanto sucesso na novela que roubou o lugar de Reynaldo Gianechinni na capa da trilha sonora internacional da novela.

O ator português fez a mulherada suspirar e, assustado com o sucesso no Brasil, ele - que chegou a ganhar um prêmio como ator revelação por aqui, decidiu voltar para sua terra natal.

 

Paulo Rocha

Formado pela Escola Profissional de Teatro de Cascais, Paulo Rocha estreou na TV em 1998, na série 'Riscos'. Foi em Portugal que Paulo conheceu o escritor Aguinaldo Silva e recebeu o convite para participar de 'Fina Estampa'. O ator interpretou Guaracy, um dono de bar apaixonado por Griselda (Lilia Cabral). Recentemente, o galã participou da novela 'Guerra dos Sexos'.

 

Mário José Paz

O 'hermano' Mário José Paz ficou conhecido por interpretar Garcia (Maradona), um carismático argentino, na novela 'Viver a Vida'. E o que deveria ser apenas uma participação em um capítulo acabou se transformando em personagem fixo.

O argentino boa-praça, cinquentão, de cabelos brancos e sotaque portenho, se tornou galã e fez o público torcer por um final feliz entre Garcia – Maradona, para os íntimos – e Dora, personagem de Giovana Antonelli. O autor Manoel Carlos fez a vontade dos telespectadores ao revelar, no último capítulo, que o filho da garçonete era mesmo do patrão.

 

Lucas Babin

O modelo e ator norte-americano Lucas Babin foi o charmoso Nick, de 'América'. Quando chegou ao Brasil para participar da trama, Babin mal sabia falar português! Na trama escrita por Glória Perez, o norte-americano interpretou um peão que veio do Texas para tentar a sorte em Barretos.

Ex-modelo, que namorou a modelo Raíca por cinco meses, também voltou à TV no seriado "Avassaladoras" (2006), na Record. Atualmente, ele trabalha como ator nos Estados Unidos e segue carreira de cantor.

 

Moro Anghileri

Nascida em Buenos Aires, na Argentina, Moro Anghileri tem chamado a atenção na novela 'Flor do Caribe', em que interpreta Cristal.

 

Martha Nieto

A espanhola Martha Nieto, também de 'Flor', interpreta Amparo, esposa do vilão Dom Rafael (César Troncoso).

 

César Troncoso

A trama das 19h é mesmo o lugar dos estrangeiros! César Troncoso, o malvado Dom Rafael, é uruguaio. Troncoso, aliás, participou de alguns filmes nacionais, como 'Faroeste Caboclo'.

 

Jean Pierre Noher

Outro rosto estrangeiro conhecido pelos brasileiros é o de Jean Pierre Noher. O ator franco-argentino atuou nas novelas 'A Favorita' e 'Viver a Vida', além de fazer parte do elenco de 'Flor do Caribe'. Pierre Noher fez uma série de filmes nacionais também, entre eles estão 'Chico Xavier' e 'O Homem do Futuro'.

 

Blaise Musipere

A nova aposta de 'Malhação' é o congolês Blaise Musipere. Blaise veio ao Brasil em 2008 para um intercâmbio no Paraná, mas resolveu ficar no país. Desde então, investiu na carreira de modelo e agora viverá sua primeira experiência como ator.

 

Nicola Siri

Ítalo-brasileiro, o ator estreou na telinha em 2003 como o padre Pedro de “Mulheres Apaixonadas”. As mulheres se sentiram atraídas pelo sacerdote, assim como a personagem de Lavínia Vlasak, na trama escrita por Manoel Carlos.

Logo depois, Siri foi contratado pelo SBT para fazer “Os Ricos Também Choram” (2005). O ator voltou ao horário nobre global para uma participação em “Belíssima” (2005). Após o término da trama escrita por Sílvio de Abreu foi contratado pela Record.

Na emissora paulista, o ator fez três novelas: “Vidas Opostas” (2006), “Amor e Intrigas” (2007) e “Poder Paralelo” (2009).

 

Maria João

A atriz portuguesa estreou no horário nobre global, em 2002, como a Amália, em “O Clone”. Sua participação na trama de Glória Perez lhe rendeu um personagem na novela “Sabor da Paixão” (2003), escrita por Ana Maria Moretzsohn.

Seu último trabalho no Brasil foram alguns episódios do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”.

 

Nuno Melo

O português fez uma única novela no Brasil. O suficiente para sentir a repercussão do trabalho de ator em uma novela das 21h. Melo interpretou o taxista Constantino, em “Senhora do Destino” (2004). O personagem entrou na trama para defender Rita (Adriana Lessa) das agressões do ex-marido.

 

Gilbert Stein

Morando no Brasil desde 1964, Stein nasceu no Egito. Desde a década de 70, trabalha como ator e cantor em terra tupiniquim. Mas sua estréia na TV brasileira aconteceu somente no ano de 2002, também em “Esperança”, onde interpretou o judeu egípcio Ezequiel, pai da personagem de Ana Paula Arósio.

Depois, ele migrou para a Record onde atuou em "Escrava Isaura" (2004). Voltou a Globo, em 2005, para gravar “Mad Maria” e retornou a emissora paulista, no ano seguinte, para fazer parte do elenco de “Cidadão Brasileiro”.

 

Elena Toledo

A venezuelana veio ao Brasil para gravar a versão hispânica de “Vale Tudo”, produzida pela Globo. Mas seu trabalho agradou tanto os diretores globais que a apresentadora da emissora Telemundo ganhou um papel em “Kubanacan” (2003), onde interpretou a vedete Nina.

A ex-modelo voltou a interpretar uma dançarina na novela “Cabocla” (2004). Seu último trabalho por aqui foi na novela “América” (2005).

 

Peter Murk

O jovem norte-americano trocou a Califórnia pelo Rio de Janeiro e após sua primeira semana na "Cidade Maravilhosa" conseguiu um papel em “Malhação” na temporada 2009. Na trama, Murk interpretou Bogumil, um jovem que adora ler livros e não podia ver nenhuma gata que perdia a concentração.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...