Como acompanhar a gestação da cadela sem ajuda de veterinário

A gestação da cadela tem uma duração de 58 a 63 dias, esse tempo é influenciado por vários fatores, como por exemplo número e tamanho dos filhotes. A gestação deve ter acompanhamento veterinário e pode ser confirmada por ultra-sonografia a partir dos 20 dias que também irá mostrar o número de fetos e sua posição no útero.

Esse acompanhamento é essencial, mas nem todos tem acesso a esses recursos e podem proceder de outras maneiras para ajudar seus animais. O acompanhamento sem veterinário pode ser um tanto quanto arriscado, pois ao engravidar, tanto a cadela quanto os filhotes, podem contrair doenças, haver complicações no parto, etc.

Logo de início, sem ultra-sonografia, não dá para saber se a cadela realmente está grávida. Deverá ser feito um diagnóstico através da palpação a partir dos 30 dias. Então, conte desde o dia do cruzamento até completar um mês para começar a observar a gestação. Com 35 dias já se observa o desenvolvimento das glândulas mamárias que ficam rosadas e túrgidas.

Com 40 dias o abdômen já está aumentado e aos 45 dias, caso seja feito um Raio-X, já é possível ver os ossos da cabeça, vértebras, costelas e ossos longos dos membros. Com 49 dias a cabeça dos fetos já é bem palpável e há grande aumento das glândulas mamárias. A partir de 50 dias de gestação, o movimento dos filhotes já pode ser visto quando a cadela está deitada.

A partir de 56 dias os filhotes já podem nascer de forma segura. O melhor é estar atento a todos esses prazos, sempre observando se a cadela e os filhotes estão passando por todos esses processos. Nenhum medicamento deve ser administrado sem a orientação veterinária, sob o risco de mal formação dos filhotes.

Saiba mais sobre esses riscos lendo sobre o Uso de medicamento humano em cachorros e gatos e para quem não pode gastar muito confira Algumas dicas de plantas medicinais que podem ser usadas em Veterinária. Podem não ser úteis durante a gestação, mas ajuda muito quando o filhote ou a mamãe está com algum probleminha de saúde.

Durante a gestação sua alimentação deve ser reforçada. O uso de ração balanceada de boa qualidade e de formulação para filhotes ou própria para fêmea gestante é a melhor forma de garantir os nutrientes necessários, sem a necessidade de suplementação extra. Neste caso, para quem não pode gastar muito, é indicado não comprar uma ração barata demais e não ficar complementando com a nossa comida.

Recomendo muito a leitura de 6 alimentos que não devem ser ingeridos por cães e gatos e Quais alimentos podemos dar para os cães?. Assim você terá uma noção melhor de como alimentá-los, mesmo após a gestação, ou seja, durante toda a vida de qualquer cão. Pode acontecer também da fêmea, ou mesmo os filhotes, não quererem se alimentar de forma alguma.

Aí você deverá usar algumas artimanhas descritas em Como aumentar o apetite do cachorro. Essa também vale para qualquer cachorro em qualquer fase da vida, e não apenas para cadelas gestantes e filhotes. Uma dúvida muito frequente é a suplementação com cálcio para a gestante, que deve ser feita apenas com a orientação veterinária, esse é um cuidado muito importante para o momento do parto e amamentação, épocas em que a quantidade desse mineral é muito requerida.

Na falta dele, a cadela poderá apresentar um quadro de eclampsia que se caracteriza por tremores e incoordenação. Se isso acontecer, a cadela deve ser levada imediatamente à clínica veterinária. Infelizmente, em alguns casos, realmente se faz necessária a intervenção de um veterinário, pois só ele sabe a melhor forma de agir e o que fazer quando a cadela e os filhotes correm riscos.

 

Quando chega a hora do parto

Duas semanas antes do parto prepare o local onde a fêmea irá ter seus filhotes e a estimule a deitar e dormir lá. Isso a deixará mais segura na hora do parto. Na última semana de gestação já se deve estar com tudo preparado, caso os filhotes nasçam antes do tempo. Deixe de fácil acesso toalhas e jornais.

Situações quando são estressantes para a gestante como banho, viagens ou crianças querendo brincar com ela podem desencadear o parto precocemente. Tente evitá-los nas duas últimas semanas. Os primeiros sinais iniciam com 48h antes do parto, quando começa a produção de colostro e a fêmea começa a construir um ninho.

24h antes ocorre secreção vaginal esbranquiçada, decréscimo de um grau e meio na temperatura que o normal é 38,5ºC vai para 37ºC e ela para de se alimentar. Quando chega a hora do parto as fêmeas demonstram desconforto, não acham posição para se deitar, respiram de forma acelerada como se estivessem com dor e lambem e olham para a vulva.

As contrações podem ser observadas num movimento decrescente como se estivesse com vontade de defecar. Impeça que ela vá parir em locais de difícil acesso como em baixo de camas ou móveis. Após o começo das contrações pode levar 4h para a saída do primeiro filhote. O intervalo entre os nascimentos pode ser de 15 minutos até 2 horas.

Após o nascimento do primeiro filhote, a fêmea irá cortar o cordão umbilical, lamberá o filhote para estimular a respiração e secá-lo, e irá comer a placenta. Cada filhote será acompanhado de uma placenta. Deixe que ela coma, pois a placenta e rica em hormônios que ajudam o útero a voltar ao normal e aumentar a produção de leite além de fornecer nutrientes para a fêmea.

Se possível, só permita que ela ingira no máximo 3 placentas, para evitar uma diarréia excessiva no pós-parto. Ajude a mãe a limpar os filhotes com uma toalha macia, os enxugando até que chorem. Esfregá-los ao mesmo tempo que limpam, ajuda a estimular a respiração. Os filhotes irão mamar logo após o nascimento e irão adquirir os anticorpos passados pelo leite materno.

Fêmeas não vacinadas fornecerão bem menos anticorpos do que aquelas que tenham a vacinação em dia.

 

Situações de urgência

Pode acontecer complicações durante o parto da cadela, isso é inevitável. O proprietário do animal realmente não tem muito o que fazer nesses casos, a única solução é o veterinário. Você deverá chamá-lo nas seguintes situações:

  • Quando os filhotes não nascerem até 63 dias de gestação.
  • Quando ultrapassar o limite de 4 horas após o início das contrações e não nascer qualquer filhote.
  • Quando o intervalo de nascimento de um filhote e outro ultrapassar 2 horas.
  • Quando um filhote ficar preso na vulva mesmo a fêmea tendo contração.
  • Quando a fêmea ficar fraca sem conseguir ter contrações e começar a tremer, podendo estar iniciando a eclampsia.

 

Conclusão

Aqui no blog temos muito conteúdo e muita informação sobre cães, principalmente quando o assunto são cadelas gestantes e filhotes. Há muitas coisas que podemos fazer sem o veterinário, mas estaremos colocando a vida desses animais em risco caso não seja procurado ajuda profissional quando há urgência ou tomando decisões precipitadas.

 

Hospital veterinário gratuito

Para quem mora em São Paulo tem o Hospital Veterinário Público que foi inaugurado no início de julho de 2012, na rua Professor Carlos Zagotis, no Tatuapé. Lá são atendidos muitos casos de emergência e é lá que ficam os maquinários de exames. Também há atendimento em um prédio na rua Serra de Japi desde o dia 17 de setembro de 2012.

O público alvo são as pessoas de classe baixa, que participam dos programas de bolsas dos governos. Há uma cota de 1000 consultas por mês, 35 por dia.

 

Atendimento online

Existem alguns profissionais que fazem atendimento gratuito online, ou seja, você pode tirar sua dúvida ou pedir ajuda para um veterinário pela internet e quem sabe negociar uma consulta pessoal com desconto. Veja o que encontramos:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...