Como usar meia-calça sem errar no look


As meias-calças ou colãs (também grafado collants) são meias compridas (dos pés à cintura). Podem ser de vários materiais e cores. São tradicionalmente um acessório feminino, mas podem ser usadas por ambos os sexos, no caso de collants quentes, para o frio. São normalmente feitas de nylon ou lycra, ou de lã para o frio.
Para além do seu uso conforme gosto pessoal, podem ser também ser um elemento obrigatório, como o código de vestuário de algumas companhias, se usando roupa formal, ou se parte do uniforme de uma escola ou colégio.
Com a chegada dos dias mais frios, as meias calças aparecem como ótimas aliadas para nos mantermos quentinhas, confortáveis e cheias de estilo. Um ponto importante que tem que ser observado, é que quando estamos com roupas mais curtas, como mini saias, shorts ou vestidos mais curtinhos, a presença das meias quebra qualquer possibilidade de vulgarização do look, pois acabamos mostrando, de forma mais velada.


Rendada


A renda remete a um look mais formal, por isso, evite usar modelos desse tipo com tênis.
Tente combiná-la com produções de cores mais sóbrias para que o visual não fique muito chamativo, já que o acessório por si só já chama bastante atenção.
As meias rendadas tem um quê de romantismo muito interessante, mas não podemos nos esquecer também, do toque altamente sensual. Apesar da beleza delas, são peças complicadas para se combinar, pois por terem uma quantidade grande de informações, elas devem ser usadas com peças mais neutras, e preferência, o preto. Elas devem ser evitadas pelas mais cheinhas, pois elas engrossam as pernas demais (visualmente) e também tendem a achatar o visual, por isso, as baixinhas também não são as mais indicadas para usá-las. Misturar estampas, texturas e outras tendências com esse tipo de meia, é uma missão mais do que arriscada.


Florais

As meias florais devem ser usadas com certos cuidados. Também tem um mix variado de informações que deve ser utilizado com peças mais neutras, seguindo a linha das rendadas. Por terem cores mais fortes, tendem a criar blocos de cores super chamativas nas pernas, então as que querem mesmo chamar atenção para as pernas, ou querem que pareçam mais grossas do que realmente são, podem apostar nelas, pois certamente alcançarão seu objetivo.


Coloridas



As meias-calças coloridas dependem do estilo da pessoa. Quem gosta de cores e tem um estilo mais despojado, pode abusar delas, claro, com cuidado para não cometer excessos.
Já as meninas que querem se aventurar pelas cores, é melhor que optem por looks menos coloridos, por exemplo, um vestidinho preto com uma meia de cor mais vibrante.
Outro cuidado: Meninas de pernas grossas devem evitar meias chamativas, já que elas são impressão de pernas ainda maiores.
É ideal para quem quer quebrar a seriedade de um look. Quando as peças escolhidas forem monocromáticas, o uso de uma meia calça colorida também é indicado para dar mais vida. Mas esse tipo de meia, tem um pegada fashion muito forte, e só deve mesmo ser usada, por quem assumir esse estilo sem medo, porque são altamente impactantes e chamativas. O legal é sempre optar pelas de fios mais grossos e opacas.


Estampadas


São as mais perigosas de todas. Muita cor na meia, chega de informação no resta do look.
Por isso, se escolher usar um acessório desse tipo tente combinar as cores ou ousar na meia e escolher cores menos extravagantes na roupa.
Uma dica para não errar: quem manda na meia é a cor do sapato, por isso, para não errar nunca, sempre combine as duas.


Pretas


As meias pretas, sejam de que fio forem, combinam com tudo e conseguem dar um ar de classe e elegância, mesmo nos looks  mais simples. Uma coisa maravilhosa também, é que quem tem pernas grossas, pode usar sem medo, pois elas diminuem visualmente as pernas.  Elas são boas escolhas para todos os estilos, pois as mais moderninhas que gostam de apostar num visual mais rocker, encontram nas meias pretas aliadas perfeitas também.


Cores frias


Esse tipo de meia tem tudo para causar durante o inverno. As meias com tons de violeta, azul marinho e verde escuro, são capazes de afinar as pernas. Combinar uma meia-calça de cor fria com um sapato do mesmo tom e roupas em tons aproximados, garante um efeito de continuidade, alongando a silhueta e deixando o look elegante. No entanto, se o propósito for destacar, vale ousar em cores opostas.


Cores quentes


Essa categoria de meias é um perigo, por engrossar as pernas. Mas não se desespere, pois há solução: basta usar duas meias, uma de cor quente por baixo e uma meia-calça arrastão por cima, com isso o impacto da cor é neutralizado. Para não causar uma quebra, conciliar a cor da meia com a cor da blusa pode ser uma boa tática para dar um efeito de continuidade e alongar a silhueta.


Meias desenhadas


As meias desenhadas são mais versáteis, combinam praticamente com tudo: saia, shorts e vestido. Isso porque a meia-calça desenhada não engrossa tanto a perna. Mas é preciso tomar cuidado para que o look não fique muito informativo. Para não errar, aposte em sapatilhas ou sapatos em tons mais escuros, como marrom, preto, chumbo, verde ou azul marinho.

Como elas surgiram


Há registros de seu uso já na Mesopotâmia, de aproximadamente 2.200 anos atrás. Nessa época, porém, seu uso era restrito aos soldados, que a utilizavam para afastar o frio no inverno. O material de que eram feitas também era muito diferente dos atuais. Confeccionadas em lã ou algodão, tinham uma costura na parte de trás, o que também facilitava a montaria dos soldados.
No século XIV, a meia-calça passou a ser utilizada por nobres, que competiam entre si pela riqueza dos materiais utilizados nas peças, então ricamente bordadas. No reinado de Catarina da Rússia, os homens utilizavam as meias-calças como artefatos de sedução, pois as malhas coladas ao corpo valorizavam seus dotes físicos.
A tecelagem era uma arte no século XV. As meias-calças tiveram grande importância nos reinos que viriam a formar a Espanha, cuja moda ditava o tom na Europa entre 1550 e 1650. A moda masculina tinha necessidade de criar meias que não enrugassem nas pernas, pois os homens espanhóis mostravam essa parte do corpo com o uso de calças que cobriam somente as coxas. A fama dos grandes tecelões espanhóis logo ultrapassou as fronteiras. Os nobres tinham uma média de oito pares - sinal de muito luxo - e os reis eram presenteados com meias de seda espanholas.

Por volta de 1780, os materiais se tornaram mais finos, sendo então a meia-calça assumida como acessório tipicamente feminino, caindo em franco desuso entre os homens. A versão mais difundida entre as mulheres era em 7/8, presa por fitas ou rendas às coxas.
A primeira máquina de fazer meias foi inventada por um inglês chamado Willian Lee, que não enriqueceu nem tampouco ficou famoso por isso. A França também iniciou a tecelagem mecânica de meias e Paris tornou célebre as meias de seda com as dançarinas do Can-can, que usavam meias de rede preta, consideradas então um escândalo.

Até o início do século XX, as meias eram grossas e tinham cores escuras. A partir do momento em que passaram a ser confeccionadas em fios de nylon, houve uma verdadeira revolução no comportamento social. As mulheres se sentiam mais sensuais, e queriam que suas meias aparecessem até mesmo em saias compridas. Após as grandes guerras, com o aprimoramento das tecnologias empregadas na fabricação, o produto tornou-se mais acessível (já que até então era extremamente caro). Nos anos 70, com o surgimento da minissaia, foram introduzidas fibras sintéticas, com colorido vibrante e que modelavam e protegiam as pernas.

Meias de Liga



São meias compridas, mas que vão dos pés até à coxa. Como as collants, são feitas de vários materiais e em várias cores. Ao ser menos práticas que as collants, o seu uso tende a ser devido a opção pessoal, ou como elemento sensual. Seguram-se na posição, através da própria pressão do material, através de tiras de silicone, ou com um cinto-de-ligas.

Uso pelos homens na atualidade


Recentemente um fabricante francês lançou uma linha especial de produtos destinados para os homens. A empresa decidiu lançar a novidade depois de constatar que havia demanda no mercado pelo produto, posto que muitos dos homens já utilizavam meias-calças femininas. Depois disso, o uso do produto vem ganhando espaço entre o público masculino, a ponto de diversos sites na Internet dedicarem-se ao assunto.

O uso de meias-calças pelos homens não necessariamente indica comportamento homossexual ou fetichista. Em verdade, trata-se da adoção de um novo item de moda ao vestuário masculino.
O movimento norte-americano E-mancipate lançou um site para combater o preconceito contra os homens que usam meia-calça.


Como comprar

As meias de melhor qualidade, compostas de fios mais grossos e com mais elasticidade, são um pouco mais caras. As marcas tradicionais no mercado, como Lupo, Trifil e Scala, tem meias de inverno a um preço médio de R$ 25,00 (considerando inclusive os tamanhos GG e extra GG), e tem uma durabilidade muito boa. O ideal é que sejam lavadas à mão e não sejam passadas à ferro. Fazendo isso, suas meias vão durar por muito tempo, e você vai perceber que elas certamente valem o investimento.

Veja todos esses modelos de meia calça no Buscapé.

Preços a Partir de R$ 6,90


Fonte: gloss.abril.com.br / pt.wikipedia.org / www.tempofashion.com.br / www.meninait.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...