Dicas para construir, reformar e arrumar sua cozinha

 
Claro que muitas vezes não é possível fazer tudo por falta de espaço, dinheiro ou mesmo pela própria estrutura da casa (especialmente as alugadas). Além disso, é possível viver sem estas "regras", a questão é que elas servem para tornar a vida mais prática e ergonômica (ou seja, adequada ao corpo humano).
 
Quero deixar claro que isso não substitui a atuação de um profissional para projetar (seja ele Designer ou Arquiteto). Serve para orientar as pessoas a ter olhar crítico sobre os projetos de construção e reforma que comprarem e para dar uma direção a quem tem que "se virar" com o que já tem.
 
Outra coisa importante é que as medidas apresentadas são os padrões adotados no Brasil. Elas podem - e devem - ser adaptadas para pessoas muito mais altas e muito mais baixas do que a média brasileira (entre 1,60 e 1,70)
Esclarecimentos feitos, vamos começar pela:
 
Não é por acaso que a cozinha é o projeto mais caro de ser executado em uma residência. Nenhuma casa consegue funcionar sem ela (mesmo que você só a visite na hora de beber água, tente imaginar sua vida sem uma cozinha por perto...). Por isso, ela merece toda a atenção para que cada centímetro seja aproveitado de forma ergonômica e funcional.
 
 
A geladeira, por exemplo, deve ficar próximo à porta e ser de fácil acesso da mesa da copa. O ideal é não ter que passar pelo fogão ou pela pia para chegar a ela (imagine uma criança passando por panelas quentes ou por uma pia cheia de pratos e facas sempre que sentir sede ou quiser um iogurte). Se a geladeira estiver em um local inconveniente, todo o projeto estará apoiado sobre uma base errada.
Ter uma bancada de apoio ao lado da geladeira ajuda a evitar sujeira e água no chão. A porta da geladeira deve abrir para o lado da bancada. A maioria dos modelos permite que o lado de abertura seja trocado, mas lembre-se de conferir isso antes de finalizar a compra. Se houver freezer, ele deve ficar ao lado da geladeira, mas pense bem sobre a necessidade de ter um (são pelo menos 4 palmos de espaço que podem ser aproveitados para aumentar a área de preparo, por exemplo). No caso de os dois serem necessários, a geladeira deve ficar mais próxima da bancada.
 
 
 
O conforto de uma cozinha é medido pelo tamanho da área de trabalho (bancada). Se ela for uma só, deve ser dividida pela cuba em duas áreas: uma para armazenas louças e outra para o preparo dos alimentos. Atualmente existem diversos acessórios para bancada que podem facilitar e sofisticar esse preparo. Prefira os de aço puro pela durabilidade.

No caso de haver pouca área de trabalho, opte pela cuba simples. Se mesmo assim a área continuar pequena, estude a possibilidade de armazenar a louça em um móvel suspenso sobre a cuba.
 

Para reformar a pia, atente-se para o tipo de válvula de escoamento, dependendo do tipo de cuba ela pode precisar ser trocada.
Ter duas cubas em uma bancada de granito fragiliza a pedra. Prefira a cuba dupla (que também tem a vantagem de poder ter uma única torneira).


A profundidade da bancada deve ser de 60cm - com a torneira de bancada -, podendo ser de até 55cm se a torneira for de parede (que é o ideal, pois além de liberar espaço na bancada, facilita a limpeza e não acumula lodo. Mas não são todas as bancadas que permitem e a existência de janelas também podem ser empecilhos).

A janela na cozinha tem a função de oferecer luz "gratuita" durante o dia para a bancada, sem fazer sombra sobre ela. Para tanto, ela deve começar imediatamente após o fim da bancada. Esta janela deve ter, no máximo, 70cm de altura, para que o espaço sobre ela possa ser aproveitado com um armário suspenso.
Cuidado com as ferragens das portas basculantes, para que elas não dificultem a abertura/fechamento das mesmas.




 
Para uma cozinha ergonomicamente correta, as medidas recomendadas são:
 
- Armário superior com no máximo 36 cm não atrapalha a visão da bancada e, principalmente, evita que você bata com a testa nele;
- A janela a até 1,60 m de altura (do chão) não impede a utilização do armário superior;
- 90 cm para a bancada;
- 15 a 20 cm do chão ao início do móvel o protegem da água e permitem colocar o pé embaixo dele, encostando a coxa no móvel para distribuir melhor o peso do corpo;
- Recuo de 15 cm (suficientes para o pé) facilitam a limpeza, pois impede que objetos/comida que caiam no chão terminem esquecidos longe do alcance da visão. Pode ser feito de alvenaria (apoiando o móvel) e o ideal é que o revestimento dele seja o mesmo do piso (como se ele fosse o rodapé). Mas também pode ser "improvisado" na própria marcenaria.

Dependendo da necessidade, o armário superior pode ir até o teto, mas isso dá a impressão de que a cozinha é menor.
 
As gavetas devem ser planejadas com cuidado, pois são os elementos mais caros da marcenaria (quanto mais gavetas, mais cara será a execução). Elas devem ter no máximo 1 metro de largura para evitar problemas de abertura
Muitos projetos se utilizam da simetria entre os elementos, mas o ideal é que as gavetas tenham alturas diferentes, pois acomodam objetos diferentes (para acomodar os talheres e jogos americanos mais de 10 cm são "desperdício" de espaço, mas utensílios e panos de prato enrolados precisam de gavetas com altura maior, por exemplo).
 
 
 
A utilização de cooktop permite a correção de um grande inconveniente dos fogões comuns: a altura do forno. O ideal é haver uma "torre" para o forno e para o microondas, permitindo que os pratos/travessas estejam a 1,20 - 1,30m do chão quando forem retirados deles (quem já teve que retirar um frango/peru inteiro de um forno baixo sabe muito bem o quanto isso é importante). Ao lado desta torre, deve haver uma bancada para apoiar os pratos quentes.
 
 
Caso só haja espaço para uma torre "simples", o microondas pode ficar acima do forno, escolhendo-se uma "altura média" para os dois, lembrando de tomar cuidado para que não fiquem a mais de 1,40m do chão - o que dificulta a visualização e o manuseio dos pratos.
 
 

A coifa deve ficar a no máximo 80 cm do fogão. Mais que isso torna a sucção ineficiente.

Para a mesa da copa, calcule pelo menos 70 cm entre o eixo das cadeiras (como se fosse de nariz a nariz de quem estiver sentado) para garantir espaço para todos os cotovelos... A profundidade mínima para cada pessoa é de 40cm. Assim, se a mesa/balcão for ter cadeiras dos dois lados, deverá ter 80 cm (para a sala de jantar o ideal é 1 m).
Se a mesa for "mínima", coloque prateleiras de apoio (para o requeijão, a margarina, a garrafa de café etc).
Alguns projetos "reservam" para a copa um tampo de vidro voltado para a parede branca de azulejos, como se fosse um "cantinho do castigo". Lembre-se que - normalmente - a copa é mais usada do que a sala de jantar, por isso não economize no conforto e no aconchego deste espaço. Ela está relacionada com prazer (sala) e não produção (cozinha).
Luminárias pendentes não podem atrapalhar as pessoas conversando em pé em volta da mesa. Assim, sua altura deve ficar em torno de 1,80m de altura.


Quem optar pelas ilhas (sejam elas propriamente ditas ou encostadas na parede), garanta espaço para o fogão, torneira/cuba pequena (para lavar as mãos e os talheres que estiverem sendo utilizados) e uma área mínima de trabalho para o preparo dos alimentos. Isso irá evitar que você tenha que ficar se virando enquanto cozinha, e que água e resíduos se espalhem pelo chão e provoquem acidentes.
A cuba na ilha serve apenas de apoio para a preparação dos alimentos. Além dela, deve haver a pia "normal" para a limpeza dos utensílios e panelas em geral.
 
Se junto à ilha houver o balcão em alturas diferentes, a profundidade mínima da ilha deve ser de 60 cm (mais os 40 cm do balcão). Se os dois estiverem no mesmo plano, o mínimo deverá ser de 1,20 para garantir uma área de segurança entre o fogão e as pessoas que estiverem à mesa.


A cozinha não precisa ser totalmente revestida por cerâmica. Ela só é necessária nas áreas que recebem muita sujeira (como as que entram em contato com óleo e fumaça) e/ou com água (próximo às pias). No caso da área do fogão, o ideal é que a superfície seja o mais lisa possível (aço, vidro ou cerâmicas grandes), pois o rejunte acumula sujeira com facilidade e torna a limpeza mais difícil (pastilhas, nem pensar!!!).



Aproveitem estas dicas para deixar sua cozinha mais funcional e confortável.

As imagens foram retiradas dos sites Casa e Casa & Jardim.
As dicas são da estudante de Design de Interiores Cris Silva.

Fonte: acasadachris 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...