Os piores filmes do mundo

Nesta postagem vamos relembrar algumas das produções mais decepcionantes do cinema. Muitos filmes, mesmo composto com um ótimo elenco, recebem críticas severas desde sua estreia. Por isso, pesquisamos e selecionamos os filmes considerados os piores de todos. Com direito a troféu Framboesa de Ouro. Vamos lá?

 

Batman e Robin (1997)

À época de seu lançamento, o quarto filme da franquia do herói contou com dois astros em alta no elenco: George Clooney e Arnold Schwarzenegger. Mesmo assim, o longa de Joel Schumacher foi criticado por seu ar debochado e infantil. É, de longe, o pior filme do personagem.

 

Cada Um Tem a Gêmea que Merece (2011)

Atual recordista do Framboesa de Ouro, versão do Oscar para os piores filmes do ano, a comédia coloca o humorista Adam Sandler como os gêmeos Jack e Jill, talvez a mais vergonhosa atuação de sua carreira. Além de queimar o próprio astro, o filme também conta com a participação de Al Pacino como ele mesmo. Não recomendado para aqueles que sofrem com a vergonha alheia.

 

Street Fighter: A Batalha Final (1994)

A adaptação do famoso game deteriorou a carreira de Jean-Claude Van Damme. Além de desvirtuar muitos dos personagens, trajados com fantasias tenebrosas e representados por um elenco péssimo, o filme termina com os atores simulando as poses de vitória dos games.

 

Segurança Nacional (2010)

Um desfile de incoerências em tom de novela mexicana, o policial brasileiro estrelado por Thiago Lacerda mostra, entre outras coisas, o plano de um traficante colombiano de detonar uma bomba atômica no SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia). Tudo isso cercado por situações que misturam a urgência da série "24 Horas" com o surreal de "A Ilha da Fantasia".

 

Norbit (2007)

Desde que descobriu que poderia interpretar mais de um personagem em um mesmo filme, Eddie Murphy passou a fazer uso de maquiagem pesada para encarnar os tipos mais bizarros. Mas nenhum supera o trio feito pelo ator em "Norbit", com destaque para a obesa Rasputia Latimore.

 

Dungeons & Dragons - A Aventura Começa Agora (2000)

Os fãs do jogo de RPG só puderam lamentar ao assistir a adaptação estrelada por Justin Whalin e Jeremy Irons. Além de não conseguir aproveitar as dezenas de mundos e personagens já existentes, o filme infantiliza diversas características dos jogos, caso dos anões.

 

As Loucas Aventuras de James West (1999)

Depois do sucesso de "Homens de Preto" (1997), o diretor Barry Sonnenfeld resolveu adaptar a série de ficção científica no Velho Oeste com o ator Will Smith. O erro foi trazer a megalomania do filme anterior e esquecer o mau humor de Tommy Lee Jones. As críticas não perdoaram.

 

Waterworld - O Segredo das Águas (1995)

Depois de arrebatar o Oscar com "Dança com Lobos" (1990), a crítica com "JFK" (1991) e as bilheterias com "O Guarda-Costas" (1992), Kevin Costner resolveu arriscar-se nesta ficção pós-apocalíptica marinha. O longa consumiu US$ 175 milhões (um recorde para a época) e recebeu críticas negativas diretamente proporcionais ao seu orçamento.

 

A Dama na Água (2006)

Com a bola cheia em Hollywood, o cineasta M. Night Shyamalan tentou criar uma história que, além do suspense, sua marca registrada, levantasse questões sobre o cinema, as histórias e a filosofia. O resultado, para tristeza dos fãs, foi uma narrativa lenta, cansativa e infantil.

 

Highlander, a Ressureição (1991)

A sequência de "Highlander, o Guerreiro Imortal" (1986) destrói a mítica dos imortais, transformando-os em alienígenas e ressuscitando o personagem de Sean Connery, morto no primeiro filme. O roteiro do longa foi tão criticado que a produção foi ignorada na cronologia da série.

 

Mulher-Gato (2004)

A vilã das histórias do Batman ganhou uma roupagem totalmente diferente das HQs nesta versão. Aqui, a heroína interpretada por Halle Berry é uma designer de cosméticos que acaba transformada na personagem. O roteiro fraco e as cenas forçadas, como a que ela lambe a si mesma, renderam à atriz o Framboesa de Ouro.

 

A Reconquista (2000)

Produzido e estrelado por John Travolta, o filme é baseado no livro homônimo escrito por L. Ron Hubbard, fundador da religião conhecida como Cientologia - da qual, não por acaso, Travolta é adepto fervoroso. Se fosse motivado apenas pela história, que coloca alienígenas na Terra durante o ano 3000, dificilmente o astro se esforçaria tanto para angariar dinheiro para a produção, um fracasso de crítica e bilheteria.

 

O Pequenino (2006)

Conhecidos pelas comédias "Todo Mundo Em Pânico" (2000) e "As Branquelas" (2004), os irmãos Marlon e Shaw Wayans se superaram ao criar a história de um ladrão anão que se disfarça de bebê para recuperar um diamante. As cenas em que o criminoso tenta se aproveitar de mulheres que pensam que ele é uma criança extrapolam o mau gosto.

 

Transformers: A Vingança dos Derrotados (2009)

Apesar da bilheteria polpuda, o segundo filme da franquia dirigida por Michael Bay é repleto de falhas de roteiro e abusivo nas lutas dos robôs gigantes.

 

The Spirit - O Filme (2008)

O sucesso de "Sin City - A Cidade do Pecado" (2005) fez com que o desenhista da HQ que inspirou o longa, Frank Miller, resolvesse dirigir um filme sozinho - sem a ajuda do cineasta Robert Rodriguez. O resultado, além de uma cópia visual do filme anterior, é desastroso.

 

A Fogueira das Vaidades (1990)

Sherman McCoy é um milionário que trabalha na bolsa de valores de Nova York, um sujeito divertido que anda traindo a sua mulher descaradamente com Maria. Enquanto voltavam de mais um encontro, acabam perdendo-se no trânsito e vão parar no Bronx, um dos bairros mais violentos da cidade, onde arrumam um desentendimento e acabam atropelando um sujeito que iria violentá-los, que vai parar em coma no hospital. O casal foge sem prestar socorro, achando que nunca iriam ser descobertos. Mas um político, candidato à prefeitura, precisa de votos dos negros do Bronx para ganhar a eleição, e resolve comprar a investigação para mostrar que um cara rico e bem sucedido como Sherman também pode ser preso, não apenas os bandidos sujos da cidade.

 

Showgirls (1995)

Depois do sucesso de “Instinto selvagem”, o diretor arriscou esse filme, que definiu como um “drama musical não-intelectualizado”. A protagonista Elizabeth Berkley embarcou na produção na esperança de ser transformada na próxima Sharon Stone, é um filme norte-americano de 1995 dirigido por Paul Verhoeven. O filme mostra as aventuras da stripper fictícia Nomi Malone (Elizabeth Berkley), uma estrela ascendente nos shows eróticos de Las Vegas.

 

Sinceramente Teu (1955)

“Este é uma raridade, mas é obrigatório para quem gosta de filmes ruins”

afirma o autor do livro sobre esse longa-metragem, que conta a história de um pianista que começa a ficar surdo. Ele aprende a ler lábios e começa a tentar decifrar dramas de desconhecidos que ele observa de binóculos, do alto de sua cobertura. De acordo com escritor, o protagonista Liberace pode ser definido como “uma mistura de Rock Hudson e Miguel Falabella”.

 

Howard o Pato (1986)

Inspirado em um personagem da Marvel, o filme mostra um pato que deixa seu planeta e chega à Terra, onde inicia um relacionamento com uma roqueira.

“Com a benção de George Lucas, colocaram um anão dentro de uma patética fantasia de pato para uma das mais catastróficas empreitadas já capturadas por uma câmera”

conta o autor. O longa faz ainda uma homenagem ao Moonwalk de Michael Jackson, que na época era febre.

 

Hudson Hawk – O Falcão Está à Solta (1991)

Bruce Willis vinha de um grande sucesso, “Duro de matar”, e decidiu apostar nessa comédia de ação, em que vive um criminoso recém saído da prisão. Ele quer deixar seu passado para trás, mas é pressionado a aplicar mais um golpe. Na aventura, ele acaba se envolvendo até com uma freira que faz massagens sensuais.

“Você se dá conta de que não há mais tempo para o filme reagir e se odeia por ter permitido que duas valiosas horas da sua vida tenham sido negligentemente jogadas na lixeira”

diz o autor.

 

Ishtar (1987)

Dustin Hoffman e Warren Beatty estão no elenco dessa comédia, que só inspira risos de constrangimento. Os dois vivem uma dupla de cantores nada talentosos que sai em turnê pelo Marrocos.

“Dois atores difíceis, fora da sua praia habitual, jogados no deserto, com um roteiro de segunda e uma total falta de espontaneidade”

define o escritor.

 

Duna (1984)

O produtor Dino DeLaurentis se arriscou ao adaptar uma ficção quase infilmável de Frank Herbert e colocar o diretor de “Twin Peaks” e “Blue Velvet” para comandar a trama. O filme, descrito pelo autor como “confuso e escuro”, é ambientado em um universo em que três planetas entram em guerra por um elemento vital somente produzido no planeta Duna.

“Nem os nerds fanáticos pelo livro se entusiasmaram com esse troço”

diz.

 

Lambada: A Dança Proibida (1990)

No musical, a miss EUA 1985 Laura Herring interpreta uma princesa amazônica que luta pela preservação da floresta e vai a Los Angeles participar de um concurso de dança para chamar atenção da comunidade internacional para a causa. Na trama, ela é brasileira e não consegue parar de requebrar, mesmo depois de a lambada ser proibida no Brasil por ser “quente demais”.

 

Cleópatra (1963)

Essa superprodução, que quase levou a 20th Century Fox à falência na época, trouxe Elizabeth Taylor como a rainha egípcia que seduziu Marco Antônio e Júlio César. Segundo o autor

“com a grana gasta em cenários, roupas, adereços e locações seria possível comprar o Egito de verdade em vez de reconstruí-lo em estúdio”

e o resultado é tão chato que

“torna o suicídio da protagonista totalmente compreensível, afinal, os espectadores pensam em fazer a mesma coisa depois da terceira hora”.

 

Contato de Risco (2003)

Ben Affleck vive um criminoso barato que arma o sequestro do irmão de um advogado que atua contra seu chefe. Jennifer Lopez surge na trama como a bandida lésbica Ricky, por quem o protagonista se apaixona. O diretor, que assinou sucessos como “Cheiro de mulher” e “Um tira da pesada”, fez uma colcha de retalhos com ideias já usadas em outros filmes, como “Rain man” e “Procura-se Amy”.

 

Serpentes à Bordo (2006)

A bordo de um vôo para Los Angeles, um assassino decide acabar com uma testemunha sob custódia soltando dezenas de cobras, trazendo terror e desespero a todos os passageiros.

 

Casseta & Planeta – A Taça do Mundo é Nossa (2003)

Durante 30 anos a verdadeira história do roubo da taça Jules Rimet foi escondida pelos militares. Orquestrado pelo Partido Anarco Nacionalista Animalista Carlos, o PANAC, o roubo ocorreu em pleno desfile do tricampeonato, com a taça sendo retirada das mãos dos jogadores que haviam acabado de se sagrar campeões do mundo. O grupo passa então a sofrer a repressão do regime militar da época, tendo que se esconder em plena selva amazônica.

 

Cinderela Baiana (1998)

Carlinha, a Carla Perez, menina pobre, mora numa favela no sertão da Bahia. Ainda pequena perde a mãe, que morre do coração, e muda-se com o pai para Salvador. Na capital baiana, o pai torna-se advogado e Carlinha dança nas ruas com os meninos do Pelourinho, até ser descoberta pelo empresário inescrupuloso Pierre, que passa a explorá-la. Acaba atingindo a fama e encontrando seu príncipe encantado, um popular cantor de pagode, Cumpadi Uóshington.

 

Jesus Cristo, Caçador de Vampiros (2001)

Os vampiros estão acabando com a população de lésbicas, o que causa grande consternação à Igreja. Sem mais ninguém a quem recorrer, os sacerdotes visitam Jesus Cristo e lhe pedem ajuda. Usando suas técnicas de kung-fu, Jesus enfrenta vários vampiros e até vence uma gangue de ateus que o ataca em um parque. Mas os vampiros são inimigos muito poderosos, então Jesus procura um ajudante. Assim, une forças com Santos, um lutador mascarado, e juntos enfrentam os vampiros em uma grande batalha final.

 

Jesus Zumbi! (2007)

A história mostra um Jesus-zumbi que mata as pessoas de maneira bíblica: botando coroa de espinhos, transformando água em sangue, multiplicando peixes, dando lepra. A história envolve um pastor televisivo e um carpinteiro [também com traços do Senhor] que vai combater o Jesus do mal ao melhor estilo Ash de EVIL DEAD.

 

Manos, As Mãos do Destino (1966)

Resultado de uma aposta entre um produtor de cinema e um vendedor de fertilizante de El Paso, Texas, Manos é considerado por muitos o pior filme do mundo (perto dele, "Plano 9" é uma obra de arte). Convencido de que seria capaz de produzir um filme de terror de sucesso com baixo orçamento (US$16 mil), Harold Warren escreveu, dirigiu e atuou nesta história sobre uma família em férias que, ao se perder, se depara com uma seita maligna no meio do deserto.

 

Beto Rockefeller (1970)

Beto Rockfeller é um representante da classe média-baixa que morava com os pais e a irmã no bairro de Pinheiros, em São Paulo, trabalhava como vendedor de sapatos e tem uma namorada no subúrbio chamada Cida. Fazendo-se passar por milionário, consegue penetrar na alta sociedade, namora uma moça rica (Lu) e se apaixona por outra moça (Renata), grã-fina decadente, que conhece sua real situação. Para se safar das confusões, conta com a ajuda dos amigos fiéis Vitório e Saldanha. (E comprando o DVD você ainda ganhava grátis perucas da Wanderléia).

 

Glen ou Glenda (1953)

Para investigar o suicídio de um travesti, um detetive da polícia busca informações com um psiquiatra entendido no assunto, que lhe conta duas histórias. Na primeira, Glen é casado com Barbara, mas deve descobrir uma maneira de contá-la sobre as suas necessidades de utilizar seus vestidos; na segunda, Alan decide se transformar em mulher fisicamente, através de uma cirurgia.

 

Plano 9 do Espaço Sideral (1959)

Não se sabe quais são os outros oito planos dos aliens do Espaço Sideral para dominar a raça humana, mas o nono plano parece ser genial: ressuscitar os mortos para estes marcharem e tomarem conta das capitais do mundo. Comumente conhecido como o pior filme já lançado na face da Terra, conta com uma participação antológica de Bela Lugosi, que morreu logo após o início das filmagens. O diretor Ed Wood, então, para não deixar de aproveitar o que havia gravado, substituiu o ator por outro, porém bem mais alto, e teve que disfarçá-lo com uma capa cobrindo o rosto.

 

O Cérebro Que Não Queria Morrer (1962)

Filmes realizados com o mínimo de recursos financeiros e técnicos e com o máximo de imaginação, os trash-movies (filmes do lixo) não têm este nome (só) porque são ruins, mas porque foram feitos como se tivessem sido reciclados, com todo o material humano e físico que estava disponível. O resultado é uma mistura inusitada de filmes de terror com surrealismo e uma pitada de comédia de humor negro. Estes bravos cineastas (quase) anônimos deram um novo sentido às sessões da meia-noite nos drive-ins e adicionaram mistério, sangue e sexo aos filmes B contribuindo com o cinema independente dos Estados Unidos e representando verdadeira revolução através de filmes deliciosamente limitados que devem ser vistos e revistos sem preconceito! Não se leve a sério e embarque nesta fantasia divertidíssima! (O filme é tão bom que você compra o DVD do “Cérebro que não queria morre” e ganha outro, o filme “A Besta da Caverna Assombrada”)

 

Papai Noel Conquista os Marcianos (1964)

Quando marcianos sequestram Papai Noel (John Call) e duas crianças terráqueas. As crianças de Marte, principalmente os filhos do oficial Kimar (Leonard Hicks), estão muito tristes, depois de verem, num canal de TV da Terra, os preparativos para a tão esperada data e, consequentemente, os presentes, pois no planeta vermelho não há Natal. Tão logo as crianças marcianas recebam seus brinquedos, o malvado Voldar (Vincent Beck) pretende eliminar o bom velhinho. John Call era um ator da Broadway e este é seu penúltimo filme.

 

Salve-se Quem Puder (2007)

Baseado em game para computadores, acompanha dois eletrizantes dias na vida do azarado Postal Dude na cidade de Paradise. Quando ele pensa que chegou ao fundo do poço, tudo fica pior. Morando num trailer com Bith, sua esposa gorda, pede ajuda ao seu tio Dave depois de uma humilhante entrevista de emprego. Apesar de ser o bem-sucedido líder do culto religioso local, Dave enfrenta dificuldades financeiras. Juntos, tio e sobrinho planejam roubar valiosas mercadorias.

Fontes: ultimosegundo.ig.com.br / uesleibruno.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...