Notícias Bizarras do mundo - Parte 4

Mundo bizarro

De tempos em tempos aparece uma nova história sobre o fim do mundo. Em 1999 surgiu o boato de que o mundo acabaria na virada do milênio, depois falaram do tal calendário Maia e que o fim do mundo estava previsto para o final de 2012. Porém já existiram histórias bem mais improváveis do que essas sobre o fim do mundo. Uma delas é a da galinha que anunciava o fim do mundo no século XX. Também existem outros fatos bizarros como a idosa que tatuou o número 666 na testa e em uma das mãos. Confira mais detalhas dessas e outras notícias super estranhas que encontramos por aí.

Dinheiro público foi usado na construção de pista de pouso para Ovnis em Nebraska, EUA

O governador de Nebraska, EUA, mandou construir uma pista de pouso para extraterrestres, esperando, em 1999, a visita de turistas da constelação de Alfa Centauro. O governador não consegue explicar como soube da notícia, muito menos as especificações técnicas das naves visitantes para construir pistas de pouso adequadas.

 

 

Para que ser enterrado se você pode ser "enluado"?

Uma empresa americana, chamada Celestis Incorporated, tem tudo para ganhar o título de grupo funerário mais exótico do mundo. A Companhia já enviou as cinzas de mais de 100 pessoas para a órbita da Terra e está planejando uma nova versão da cerimônia, um funeral na Lua, que deve estrear em dois anos. A empresa já tem inclusive sua primeira cliente, uma geóloga que quer (queria) ficar no mesmo lugar onde a Apolo 11 pousou.

 

Galinha anunciava fim do mundo no início do século XX

Em 1906, a inglesa Mary Bateman atraiu multidões, profetizando o fim do mundo. Possuía uma galinha que punha ovos com a inscrição: "Cristo vem aí". Mary anunciou que o mundo acabaria quando a galinha pusesse o 14º ovo. Por encargo divino, vendia a salvação das almas a preços módicos. A vigarista faturou bons trocados até ser presa quando a surpreenderam enfiando na galinha os ovos com a inscrição sagrada.

 

O homem que atacou a esposa com um atum

Em novembro de 1999, Nicholas Vitalich, um americano de 24 anos, morador de La Jolla, Califórnia, foi sentenciado a um ano de terapia contra violência conjugal e três anos de cadeia condicional após ter agredido sua esposa repetidamente com um atum fresco de 60 centímetros e quase dez quilos. O casal encontrava-se em frente ao mercado onde a "arma" foi comprada quando começaram a brigar, Vitalich descontrolou-se e bateu várias vezes na esposa com o jantar. O criminoso foi preso por violência doméstica e resistência à busca policial.

 

Homem foi sete vezes atingido por raios

O norte-americano Roy Sullivan foi atendido sete vezes em hospitais, entre 1944 e 1977, por ter sido atingido por raios, porém nunca sofreu mais do que queimaduras leves. Sullivam morreu apenas em 1983, sem que nenhum raio o tivesse atingido. Ele suicidou-se devido a um desengano amoroso.

 

Estudo diz que em cada 12 acidentes nas estradas 1 é suicídio

Um estudo de Klaus Thomas, especialista alemão em tráfego nas estradas de rodagem afirma que um de cada doze acidentes nas rodovias é na verdade tentativa de suicídio. As pesquisas de Thomas avançam mais: o álcool em muitos casos foi ingerido para encorajar quem desejava dar cabo da vida.

 

 

Indenização por assédio sexual é bom negócio para as mulheres nos EUA

Indenização por assédio sexual virou um bom negócio para as mulheres nos Estados Unidos. Em junho de 1995, a rede de varejo Wal-Mart foi condenada a pagar 50 milhões de dólares à ex-funcionária Peggy Kimsey, como reparação pelos danos morais alegados diante das investidas amorosas de um gerente.

 

 

Bruxa por maioria de votos

Rosaura de Montalban, mulher de extraordinária beleza, desfez lares e arruinou fortunas em Florença, na Itália, no século 16. Denunciada como bruxa, Rosaura era sempre absolvida porque seu sorriso enfeitiçava os juízes. Só foi condenada quando alguém se lembrou de lhe cobrir o rosto com uma máscara de caveira.

 

Austríaco proclamou uma república imaginária em um balão

Há sempre malucos, em algum canto do mundo, criando países imaginários. Na Áustria, um anarquista proclamou a República do Planeta Mosquito, em um balão suspenso a três metros de altura, no parque Platter, de Viena. Alegou que o ar não pertence a ninguém. A Polícia invadiu a "república" e o prendeu por perturbação da ordem.

 

Maior erro judiciário do Brasil

Os irmãos Naves - Sebastião e Joaquim - foram as vítimas do maior erro judiciário cometido no Brasil. Viviam em Araguari, Minas Gerais. Em 1937, hospedaram um primo, Benedito Pereira Caetano, que desapareceu depois de ter vendido uma carga de arroz furtada. Torturados pela Polícia e obrigados a confessar que haviam matado o primo, os irmãos foram condenados a 25 anos e 6 meses de prisão, apesar não haver prova do crime nem mesmo o corpo da suposta vítima. Dez anos mais tarde, o "falecido" apareceu muito vivo em outra cidade, e os Naves foram libertados.

 

Inglês quer se casar com o videogame

Enquanto muitos passam a vida a procura do verdadeiro amor, Dan Holmes, de 29 anos, busca por um padre que aceite celebrar a cerimônia de casamento entre ele e seu par: um videogame Playstation2. O inglês, morador da cidade de Oxfordshire, alega já ter gasto cerca de sete mil libras (aproximadamente R$23,5 mil) em cartuchos e consoles, e quer que o próximo passo de sua relação com o aparelho seja o matrimônio. Dan, que ainda não conseguiu formalizar seu amor religiosamente, já o fez de forma legal, mudando seu nome para Playstation 2. A Sony, fabricante do videogame, afirmou que o caso mostra uma "enorme lealdade" do jogador.

 

Flatulência dos dinossauros pode ter causado sua extinção

Há várias teorias sobre a causa da extinção repentina dos dinossauros. Algumas apontam a queda de um meteoro, outras culpam uma transformação brusca nas condições climáticas do planeta e há ainda aqueles que dizem que os dinossauros sumiram da Terra por causa dos seus próprios gases intestinais. Segundo o jornal chinês Diário da Juventude de Pequim, que cita cientistas franceses anônimos, as flatulências dos dinossauros eram ricas em metano, um gás extremamente perigoso. O jornal afirma que "os animais, pesando entre 80 e 100 toneladas, devoravam em média entre 130 e 260 quilos de alimentos por dia. Eles deviam p... sem parar". A teoria explica que há 100 milhões de anos a atmosfera do planeta foi fortemente danificada pelo acúmulo de metano, o que causou danos à camada de ozônio e consequentemente a morte das plantas. Sem alimento, os dinos acabaram morrendo de fome, causada pela sua própria ventosidade.

 

Matemático russo foi considerado bruxo e condenado à fogueira devido à precisão de seus cálculos

O tzar Ivan IV da Rússia, que reinou de 1533 a 1584, mandou executar na fogueira um matemático a quem pedira, apenas para divertir a corte, que calculasse o número exato dos tijolos necessários para construir determinado prédio. Ao término da obra, verificada a precisão dos cálculos, Ivan IV sentenciou o matemático à morte como bruxo, porque era dotado de estranhos e perigosos poderes.

 

 

A ineficiência da burocracia

A burocracia é um mal universal. Em 1949, a Prefeitura de Paris, procurando salas disponíveis para instalar novos serviços, descobriu que ainda funcionava o Departamento de Indenizações dos Prejuízos causados pela Enchente de 1910. A seção era atendida por dois funcionários idosos, que revelaram ter pago a última indenização devida em 1913, ou seja, 36 anos antes.

 

Senhora abanando o leque fez célebre violinista espanhol interromper um concerto em Paris

Gênios da música têm as suas excentricidades. Pablo Sarasate, célebre violinista espanhol, certa vez interrompeu um concerto em Paris, irritado com uma senhora sentada na segunda fila do teatro. "Não posso continuar tocando no compasso de 3 por 4. Esta senhora me perturba, abanando-se com o leque no compasso de 2 por 3."

 

 

 

Contar em voz alta até um milhão levaria 12 dias

A inflação e o rotineiro noticiário sobre corrupção no Brasil, envolvendo milhões de reais, tiraram do brasileiro o entendimento do que seja um milhão. Se alguém contasse em voz alta, 24 horas por dia, sem parar - 1... 2... 3... até um milhão - de maneira a dizer um algarismo ou número por segundo, gastaria nada menos que 12 dias para terminar a enumeração.

 

Tzar russo instituiu imposto sobre barbas

Pedro, o Grande, o tzar que modernizou a Rússia no século 18, instituiu imposto sobre barbas, na tentativa de melhorar a higiene pessoal dos súditos. O tributo era anual e o contribuinte recebia um "cartão" como comprovante de quitação. Os fiscais raspavam a cara dos sonegadores.

 

 

 

Lei ainda regulamenta profissões antigas

Desejando reduzir as 12.666 leis municipais em vigor na cidade de São Paulo, os vereadores descobriram que ainda vigora uma legislação de 1927, regulamentando as profissões de motorneiro de bonde e de cocheiro de carruagens, ambas já extintas. Daqui a 70 anos, muitas profissões atuais terão o mesmo destino.

 

Cavalo foi condenado por crime de homicídio na França

Em 1639 o Tribunal de Dijon, na França, condenou um cavalo a morrer na fogueira por crime de homicídio. No julgamento, as testemunhas disseram que o cavalo, além de estar possuído pelo demônio, tinha premeditado o crime de jogar o cavaleiro no chão, para lhe quebrar o pescoço.

 

 

Barqueiro italiano construiu sozinho uma ponte utilizando destroços da II Guerra Mundial

Um dos mais extraordinários casos de iniciativa pessoal envolveu, em 1947, o barqueiro italiano Guido Bartoloni, que conduzia pessoas de uma margem a outra do rio Arno, entre as aldeias de Anchetta e Vallina, proximidades de Florença. Bartoloni construiu sozinho uma ponte metálica, utilizando apenas cabos e vigas encontradas entre destroços e sobras da II Guerra Mundial. Enriqueceu cobrando pedágio.

 

Carpinteiro causou histeria coletiva em Nova York ao afirmar que parte da ilha afundaria

Em 1824, um carpinteiro alarmou Nova York predizendo que a ilha de Manhattan ia afundar pelo excesso de construções na parte mais baixa. Houve histeria coletiva e foi organizada uma equipe para "serrar" a parte ameaçada, como ele propunha. Na data marcada para a operação, o carpinteiro sumiu. O mais inacreditável é que não ganhou um vintém com a história. Só queria mesmo era passar trote.

 

 

Missionária conta que foi ao motel com o diabo

Durante um culto na Missão Resgate em Feu Rosa, Serra, Espírito Santo, a missionária Neuzilene contou seu testemunho dizendo que foi ao motel com o próprio diabo. Nascida em lar evangélico ela se desviou aos 18 anos e foi morar em Belo Horizonte onde formou uma dupla sertaneja passando a se apresentar em shows praticamente seminua. Por se expor com pouca roupa a cantora acabou sendo internada com tuberculose. “Eu estava em pele e osso. Jesus me curou e me libertou. Isso em 1993″, contou ela.

Mas antes de ter essa experiência ela vivenciou algo inacreditável: ao aceitar o convite para ir ao motel com um desconhecido percebeu que o homem que a levará era o próprio demônio. Tudo aconteceu quando a ela estacionou o carro em um shopping da capital mineira e um homem a abordou fazendo elogios e então ela aceitou sair com ele. O motel escolhido tinha apenas uma entrada e saída de carros. O homem então escolheu a suíte e eles entraram. “Nós entramos e eu fui para o banheiro. Enquanto eu tomava banho, ouvi uma explosão. Me enrolei na toalha, saí do banheiro e a suíte estava cheia de fumaça preta. E aquele mau cheiro de podre, terrível”, conta a missionária.

Neuzilene lembra que ficou aterrorizada e saiu procurando pelo homem no quarto, mas não o encontrou. “Liguei para a portaria perguntando se o homem que estava comigo havia saído, e me disseram que não”. O gerente do motel acompanhado por duas funcionárias foi até a suíte e constaram que realmente havia um cheiro ruim naquele quarto e que o carro daquele homem não estava mais na garagem. “Uma das funcionárias, que era desviada da Assembleia de Deus, mandou que eu me sentasse e disse:’Olha, você ia ter um pacto de sangue com o próprio demônio. Mas Deus fez com que ele explodisse aqui dentro’. Comecei a chorar e não sabia mais o que falar”, testemunha. Desde 1994 Neuzilene passou a fazer obra missionária e ao longo desse tempo já gravou três CDs evangélicos. Sua história chegou a ser publicada no Jornal A Tribuna no Espírito Santo.

 

Idosa tatua 666 na testa e na mão porque achou bonito

Uma idosa de 84 anos resolveu tatuar o 666 na testa e na mão direita porque achou “bonito”, dona Nina que mora da baixada fluminense vivia trancada dentro de sua própria casa sem comida com um casal que pertence à igreja Crescendo em Graça que usa o símbolo para dizer que esse número é símbolo do filho de Deus. Os vizinhos perceberam as tatuagens e chamaram a polícia, para eles dona Nina informou que contratou o casal para fazer uma reforma, mas que eles acabaram ficando na casa e lhe apresentaram a seita liderada pelo porto-riquenho José Luis de Jesús Miranda.

A idosa confessou que assistiu vários vídeos do líder da seita e que acabou aceitando fazer as tatuagens, mas disse também que desistiu de fazer parte da Crescendo em Graça. “Achei bonito, harmonioso. Fazia propaganda da 666. As pessoas ficam doidas. Ou então [dizem] ‘ah é muito bonito, a senhora foi corajosa’. [a reação das pessoas] Varia muito”, disse ela.

Sua saída da seita foi justificada por dona Nina dizendo “não ter fé suficiente”. Jorge Henrique Cosme e Silva, o homem que converteu Dona Nina, explica que o número 666, para os adeptos da seita, significa “sabedoria, riqueza, honra e é o número do nome de Deus”. José Miranda é conhecido como Jesus Homem. Essa seita já está presente em 11 estados brasileiros e em vários países do mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...