Raça de gato - Burmês

Este animal de tamanho médio, de olhos grandes e dourados e de pêlo curto é um gato muito ativo e esperto, apesar de às vezes ele tentar coisas impossíveis para ele (como saltar do segundo andar).

Ele é muito bom para se ter em casa, já que não odeia cães (o que é excelente se já tiver um cão em casa) e até gosta de crianças, a escovação é fácil, porém, é necessário escová-lo várias vezes. Ele adora estar ao pé do dono, e muitas vezes saltará no seu colo quando menos esperarem.

Como surgiram

Entre os séculos XIV e XVII, os manuscritos originários de Ayuthia, antiga capital do Sião, ilustravam gatos que recordam o atual Burmês. A partir do cruzamento de uma gata provavelmente mestiça Siamês-Bumesa (denominada Torquinesa atualmente) com um Siamês Seal point ou Chocolate point e do resultado da cruza um novo cruzamento feito entre um gatinho castanho-escuro com a mãe surgiu uma ninhada de gatinhos com um tom castanho unicolor, os primeiros espécimes da raça Burmesa atual.

Os Burmeses chegaram à Grã-Bretanha em 1949 e foram expostos pela primeira vez em Londres em 1952, sendo que a partir de 1936, a raça foi oficialmente reconhecida pela CFA e em 1954 pela GCCF.

O standard da raça indica a existência de uma versão "americana", gato bastante compacto, maciço, de cabeça redonda e de uma versão "inglesa", um gato mais esbelto e com a cabeça ligeiramente triangular. Numa fase inicial, apenas se conhecia a cor castanha escura, chamada zibelina. O azul surgiu em 1955, o chocolate e o lilás em 1959 e, posteriormente, as variedades tartaruga surgiram nos anos 60. Ao ser cruzado com o American Shorthair em 1981, o Burmês contribuiu para a criação do Bombaim, do Burmila (Persa X Burmês), do Tiffany (Burmês de pêlo comprido) e, nos anos 60, do Tonquinês (Burmês X Siamês).

 

Caracteristicas

Cabeça: Tipo “americano”: forma arredondada, larga, sem faces planas. O crânio, a fronte e as bochechas são arredondados. Focinho curto e também redondo. Possui uma ‘quebra’ ao nível do nariz, tendo queixo redondo e firme e mandíbulas fortes. Tipo inglês": em forma de triângulo obtuso, com um crânio largo e ligeiramente arredondado. As maçãs do rosto são salientes, o nariz com uma "quebra" nítida. Queixo forte e protuso, bem como, mandíbulas largas em sua articulação.

Orelhas: De tamanho médio, largas na base, extremidades arredondadas, bastante espaçadas entre si. Ligeiramente inclinadas para frente e cobertas por pêlos curtos e dispersos no interior.

Olhos: Grandes, bastante espaçados e arredondados. Sua linha superior apresenta uma inclinação oblíqua e a linha inferior é arredondada, sendo que a cor deve ser do tom mais escuro e mais brilhante possível, dando-se preferência ao castanho dourado.

Pescoço: É bem desenvolvido e curto.

Corpo: De tamanho médio, bastante compacto, arredondado, peito largo e amplo, estrutura óssea sólida e bom desenvolvimento muscular. É um gato esbelto, mas mais musculoso e mais pesado do que aparenta.

Patas: São de comprimento proporcional ao corpo, com pés de tamanho médio e redondos ou pequenos e ovais.

Cauda: Comprimento médio, direita, grossa na base ou sem ser grossa na base, sendo que vai afilando ligeiramente até à extremidade arredondada.

Pelagem: Pêlo muito curto, fino, sedoso, brilhante e acamado. Pontanto, uma pelagem lustrosa, acetinada e praticamente sem sub-pêlos.

Cor: pigmentação máxima (cor mais escura possível) nas extremidades (máscara, patas, cauda), média no dorso e flancos, atenuada nas zonas em declive (abdómen) e sem presença de marcas brancas ou "tabby". A cor definitiva surge a partir dos 2 meses e meio. Ocorre o mesmo com a substituição da cor cinzenta-azulada dos olhos dos gatinhos pela amarela. São aceitas quatro variedades principais:

1) Zibelina (Brown na Grã-Bretanha, cor de areia nos Estados Unidos) de tom castanho-escuro;
2) Azul (Blue) de tom cinzento prateado;
3) Chocolate (chocolate, champanhe) com cor chocolate ao leite; e
4) Lilás (Lilac, Platinum) em tom cinzento pombo ou cinzento rosado pálido.

Outras variedades mais recentes são apenas reconhecidas na Europa: Red: ruivo; Alperce Cream: creme; e Tortie: tartaruga. Nos Estados Unidos, estas variedades constituem a raça "Malayan" (Malaia).

Temperamento: Este gato é particularmente extrovertido, energético, exuberante, e possui uma personalidade muito forte, não tendo medo de nada. Barulhento, a sua voz é forte, mas menos rouca do que a do Siamês. Mostra-se dominante em relação aos seus congêneres, mas sociável, gosta de companhia e não suporta a solidão. É afetuoso, um brincalhão infatigável com as crianças, a sua dedicação ao dono não tem limites. Adora caçar e ter liberdade, mas sabe igualmente adaptar-se à vida num apartamento. Com o tempo torna-se mais calmo. É de fácil manutenção, pois requer apenas uma escovação semanal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...