Espécie de pássaro - Gaturamo

Existem quatro tipos de Gaturamos: o Verdadeiro, o Rei, o Miudinho e o Bandeira. Confira as características de cada um a seguir.

 

Gaturamo Verdadeiro (EUPHONIA VIOLÁCEA)

Presente em quase todo o Brasil, da Amazônia (a leste dos Rios Negro e Madeira), em todo o Nordeste (exceto na região da caatinga), até o Rio Grande do Sul. Também encontrado nas matas das Guianas, Venezuela, Paraguai e Argentina. É conhecido como Tem-tem-de estrela, Gaturamo-itê, Guiratã, Guipara, Guiratã-de-coqueiro.

Vive aos pares ou em pequenos grupos e, frequentemente, junta-se a bandos mistos de aves. Além de ser muito apreciado por seu canto melódico e baixo, o macho pode se manifestar, na voz de 10 a 16 espécies de aves diferentes.
Imitações perfeitas, traduzidas para sua modesta força vocal. O repertório do gaturamo se torna a cópia fiel da avifauna da região em que vive.

Tamanho: 12 cm de comprimento, pesando 15 g.

Cores: O macho tem as partes superiores azul-metálicas; testa com uma mancha amarela; partes inferiores amarelas. A fêmea apresenta as partes superiores verde-oliváceas e as inferiores amarelo-oliváceas.

Tempo de vida: em média 5 anos na natureza e, de 15 a 20 em cativeiro.

Comportamento: Pássaro calmo, sociável; é territorialista na época de acasalamento.

Confinamento: Sua adaptação se da melhor em viveiros arborizados. É um pássaro frágil, os cuidados devem ser redobrados quando em cativeiro.

Reprodução: Todos os Gaturamos exigem o máximo de proteção para reproduzirem e, o fazem com mais facilidade, em pequenos viveiros arborizados.

Gaiolas & Ninhos: gaiolões (voadeiras), o ninho, confeccionado pelo macho e pela fêmea, é redondo, fechado e bem escondido; em cativeiro, se utiliza uma caixa de madeira e se oferece sisal, barba-de-velho, fibra de coco e raíz de capim, para que o casal o faça o próprio ninho. Areia mineralizada; banhos de higiene e de sol

Postura & Nascimento: de 3 a 5 ovos que são incubados por um período de 15 dias.

 


Gaturamo Rei (EUPHONIA CYANOCEPHALA)

Presente em Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Também encontrado nas Matas do Paraguai e Argentina. É conhecido como Tieté, Gaita, Serrador, Alcaide e Ferro-velho.

Vive solitário ou em pequenos grupos, na copa das árvores ou de arbustos altos, sempre em busca de frutos e insetos. Com frequência é visto associado a bandos mistos de aves.

Tamanho: 11,5 cm de comprimento, pesando 16,5 g.

Cores: O macho tem as partes superiores, garganta e peito azul-metálicos, contrastando com a barriga castanha; a fêmea é olivácea nas partes superiores e cinzenta nas inferiores.

Tempo de vida: em média 5 anos na natureza e, de 15 a 20 em cativeiro.

Canto: O canto é um gorjear rouco, com voz forte e metálica.

 

Comportamento: Pássaro calmo, sociável; é territorialista na época de acasalamento.

Confinamento: Sua adaptação se da melhor em viveiros arborizados. É um pássaro frágil, os cuidados devem ser redobrados quando em cativeiro.

Reprodução: Todos os Gaturamos exigem o máximo de proteção para reproduzirem e, o fazem com mais facilidade, em pequenos viveiros arborizados.

Identificação: O macho possui as cores mais intensas.

Gaiolas & Ninhos: gaiolões (voadeiras), o ninho, confeccionado pelo macho e pela fêmea, é redondo, fechado e bem escondido; em cativeiro, se utiliza ma caixa de madeira e se oferece sisal, barba-de-velho, fibra de coco e raíz de capim, para que o casal o confeccione. Areia mineralizada; banhos de higiene e de sol.

Postura e Nascimento: de 3 a 5 ovos que são incubados por um período de 15 dias.

Gaturamo Miudinho (EUPHONIA CHLOROTICA)

Presente em quase todo o Brasil. Na Amazônia habita ao longo do Rio Amazonas, no Amapá e no sul do Pará. Encontrado também na Colômbia, Venezuela, Guiana, Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina.
Conhecido também como Fi-fi-verdadeiro, Vem-vem, Gaturamo-fifi.

Vive na parte alta das árvores ou arbustos maiores, sempre em busca de frutos e insetos. No interior das florestas, movimenta-se no meio da folhagem das copas, não se aproximando do chão. Nas bordas, das florestas, raramente chega a poucos metros do solo.

Tamanho: 9,5 cm de comprimento

Peso: 8g.

Cores: Os machos possuem as costas azul-marinho, que brilha ao sol; a cabeça é negra; o papo é todo escuro; a testa é amarela até após a linha dos olhos; a barriga amarela; na cauda, as duas penas laterais possuem extensa área branca.
A fêmea, exceto pela silhueta, não possui as características de cores que mostram os machos. As partes superiores são pardo-esverdeadas; as partes inferiores cinza claro com leve lavado de amarelo nas laterais e base da cauda, que não apresenta as penas brancas; na fronte, um leve tom amarelado; o bico é cinza azulado.

Tempo de vida: em média 5 anos na natureza e de 15 a 20 em cativeiro.

Canto: apresenta um canto fraco, assobiado, com duas versões, uma mais lenta, de duas notas (vi-vi) e, a outra mais rápida, de três notas (fim-fim-fim). Também imitam outras aves. Macho e fêmea chamam-se nas andanças pela mata. No período reprodutivo o macho, costuma cantar nas horas mais quentes do dia. E, nessas cantorias, usa um canto próprio, elaborado, às vezes mesclado com imitações.

Comportamento: Pássaro calmo, sociável. É territorialista na época de acasalamento.

Confinamento: Sua adaptação se da melhor em viveiros arborizados. É um pássaro frágil, os cuidados devem ser redobrados quando em cativeiro.

Reprodução: Se reproduzem, com mais facilidade, em viveiros arborizados.

Gaiolas e Ninhos: gaiolões (voadeiras), o ninho, confeccionado pelo macho e pela fêmea, é redondo, fechado e bem escondido; em cativeiro, se utiliza ma caixa de madeira e se oferece sisal, barba-de-velho, fibra de coco e raíz de capim., para que o casal o confeccione. Areia mineralizada; banhos de higiene e de sol.

Postura & Nascimento: de 3 a 5 ovos que são incubados por um período de 15 dias. O casal alimenta os filhotes por regurgitação, sendo o macho, o primeiro a fazê-lo.

 

Gaturamo Bandeira (CHLOROPHONIA CYANEA)

Este passarinho é muito perseguido pelos índios, que usam suas penas como enfeites e, também, por passarinheiros que os colocam em gaiolas e viveiros pela beleza do seu colorido.

Tamanho: 10 cm de comprimento e pesando 13 g.

Cores tipos ou Variedades: possui as cores da Bandeira brasileira, o que lhe valeu o apelido de "Bandeirinha". Também é conhecido como Bonito-do-campo.

Tempo de vida: em média 5 anos na natureza e de 15 a 20 em cativeiro.

Canto: Seu canto é fraco, repetitivo, vocaliza constantemente.

Comportamento: Pássaro calmo; é territorialista na época de acasalamento.

Confinamento: Sua adaptação se da melhor em viveiros arborizados. É um pássaro frágil, os cuidados devem ser redobrados quando em cativeiro.

Reprodução: Reproduzem em viveiros arborizados ou gaiolões.

Identificação: O macho possui as cores mais intensas.

Gaiolas e Ninhos: gaiolões (tipo os que são usados para canário-da-terra), o ninho, confeccionado pelo macho e pela fêmea, é redondo e bem escondido; na natureza o fazem dentro do penacho de coqueiros ou na Bromélia barba-de-velho; em cativeiro, se oferece sisal, barba-de-velho, para que o casal o confeccione. Areia mineralizada; banhos de higiene e de sol.

Postura e Nascimento: de 2 a 3 ovos que são incubados por um período de 17 dias.

Fonte: www.clubedocriador.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...