Os rockstars em suas fotos mais constrangedoras

 

Embora a arte de fotógrafos famosos como Richard Avedon, Annie Leibovitz e Yousuf Karsh ofereça imagens de poderosos que entraram para a História, também é interessante ver o trabalho de obscuros fotógrafos amadores. Ou seja, dos incontáveis escrivães, policiais e investigadores que tiram na hora as fotos dos ricos e famosos que entraram em cana.

Sem a ajuda de técnicas sofisticadas de iluminação e maquiagem ou guarda-roupas caros, estes pequenos trabalhos com fotos tipo “mug shot” – tirados com Polaroids e câmeras digitais em delegacias de todo o país – são talvez as mais informais fotos de celebridades que você jamais verá.

David Bowie

A lenda da música David Bowie foi preso ao norte de Nova Iorque em março de 1976 sob a acusação de porte de maconha. O “Thin White Duke”, com 29 anos na época, foi pego juntamente com Iggy Pop e dois outros co-réus em um hotel de Rochester após um show. Bowie foi mantido na cadeia do condado de Monroe por algumas horas antes de ser solto. O mug shot abaixo, do departamento de polícia de Rochester, foi tirado três dias após a prisão de Bowie, quando o artista apareceu no tribunal da cidade para a leitura da acusação.

 

Johnny Cash

Johnny Cash foi preso em outubro de 1965 no aeroporto internacional de El Paso depois que agentes da alfândega encontraram centenas de pílulas de estimulantes e tranqüilizantes em sua bagagem, após voltar de uma viagem a Juarez, México. O “The Man in Black” passou uma noite na cadeia e depois admitiu culpa de uma contravenção, pela qual ele pagou uma multa de US$1.000 e sua sentença foi suspensa por 30 dias.

 

Jimi Hendrix

Jimi Hendrix foi preso no aeroporto internacional de Toronto em maio de 1969 após inspetores da alfândega encontrarem heroína e haxixe em sua bagagem. Hendrix, que alegou que as drogas haviam sido colocadas em sua mala por um fã sem o seu conhecimento, acabou sendo inocentado das acusações.

 

Mick Jagger

Mick Jagger posou para o mug shot abaixo em 1967 depois de ter sido preso na Inglaterra por posse de narcóticos. Jagger, 23, foi pego depois que a polícia, seguindo uma denúncia, invadiu a casa de campo de seu companheiro de ROLLING STONES, Keith Richards, que também foi preso. Jagger, fotografado em uma cadeia de Brixton, passou algumas noites em custódia antes de pagar fiança.

 

John Mayer

O músico John Mayer foi preso por policias da Geórgia em maio de 2001 por excesso de velocidade e por dirigir sem carteira. O incidente não foi divulgado até agosto de 2009, quando o guitarrista ofereceu uma doação para caridade de US$25.000 pela publicação de seu mug shot do Departamento Correcional de Atlanta.

 

Jim Morrison

Jim Morrison posou para este mug shot logo após sua condenação, em 1970 na Flórida, pela contravenção de conduta imoral. O cantor foi preso após se expor durante um show em março de 1969 em Miami.

 

Kurt Cobain

Kurt Cobain foi preso pela polícia de Aberdeen, Washington, em maio de 1986 e acusado de invadir uma propriedade enquanto estava intoxicado. Essa contravenção não foi o primeiro problema que o fundador do NIRVANA teve com a lei. O músico havia sido preso em Aberdeen no ano anterior sob a acusação de vandalismo.

 

Janis Joplin

Janis Joplin foi presa em novembro de 1969 na Flórida e acusada de causar desordem após xingar policiais durante em show em Tampa. As acusações acabaram sendo retiradas depois que as ações da cantora foram julgadas como sendo um exercício da liberdade de expressão.

 

Richie Sambora

O guitarrista do BON JOVI, Richie Sambora, foi preso em março de 2008 por policiais da Califórnia e acusado de dirigir embriagado. De acordo com a polícia de Laguna Beach, o Hummer de Sambora foi visto costurando pela auto-estrada Pacific Coast e, depois de fazê-lo parar, um policial sentiu cheiro de álcool no bafo do roqueiro de 48 anos. Depois de ser reprovado em testes de sobriedade feitos no local, ele foi levado à delegacia de Laguna Beach, onde ele realizou um teste de teor alcoólico no sangue e posou para o mug shot abaixo. Sambora foi então solto depois de se comprometer a comparecer ao tribunal no dia 7 de maio.

 

Axl Rose

Axl Rose, vocalista do GUNS N' ROSES, foi preso por policiais do Arizona em fevereiro de 1998 e acusado de agredir verbalmente um funcionário do aeroporto Sky Harbor, em Fênix. Rose, que xingou e sacudiu o punho para um supervisor que queria verificar suas bagagens numa área de segurança, admitiu culpa de perturbar a paz, uma contravenção.

 

Marilyn Manson

Brian Hugh Warner (vulgo Marilyn Manson) foi acusado de atentado ao pudor depois de esfregar a genitália na cabeça de um guarda durante um show de julho de 2001 em Detroit. O roqueiro não contestou sua acusação de pequena contravenção, pela qual pagou US$ 4.000 de multa.

 

Kid Rock

Robert James Ritchie (vulgo Kid Rock) foi preso em outubro de 2007 pela polícia da Geórgia por agressão depois que ele e sua equipe supostamente bateram em um freqüentador da lanchonete Waffle House depois de comerem após um show. Ele posou para o segundo mug shot depois de ter sido preso por policiais de Nashville em fevereiro de 2005 e acusado de agressão, já que havia brigado com um DJ de um clube de strip tease de Tennessee. Kid já havia posado antes para as câmeras policiais, como pode ser visto nas duas fotos mais antigas no fim da página, quando ele foi pego por policiais de Michigan em março de 1991 e setembro de 1997. As duas prisões estavam relacionadas a problemas com álcool, mas as circunstâncias não são claras.

 

Jerry Lee Lewis

O lendário músico Jerry Lee Lewis foi preso pela polícia de Memphis em novembro de 1976, acusado de provocar distúrbios por estar bêbado e de portar ilegalmente uma arma. Lewis, com 41 anos na época, estava em Graceland sacudindo uma arma e exigindo ver Elvis Presley, quando um guarda chamou a polícia para prender “The Killer”.

 

Billie Joe Armstrong

O frontman do GREEN DAY, Billie Joe Armstrong, foi preso por policiais de Berkeley, Califórnia, em janeiro de 2003, acusado de dirigir embriagado. O músico punk, com 30 anos na época, estava ao volante de seu BMW conversível preto quando a polícia o parou por excesso de velocidade. Depois de sentirem o cheiro de bebida no seu hálito, a polícia aplicou o teste do bafômetro e Armstrong mostrou estar com um nível de álcool mais de duas vezes superior ao limite legal do estado.

 

Tommy Lee

Tommy Lee, baterista da banda de Hard Rock norte-americana Mötley Crüe, foi preso por policiais de Caroline do Norte em outubro de 1999, acusado de agressão e de incitar um tumulto através de atitudes racistas (os supostos crimes ocorreram durante um show). Em março de 2000, ele não contestou a acusação de agressão simples e foi sentenciado a 18 meses de liberdade vigiada.

 

Scott Weiland

Em 2008 o vocalista do STONE TEMPLE PILOTS, Scott Weiland, posou para o mug shot abaixo em maio de 2008 depois que ele se entregou à polícia de Los Angeles para cumprir oito dias de pena na cadeia por dirigir intoxicado. O músico, então com 40 anos, foi solto depois de passar algumas horas em custódia. Além dessa pena, Weiland foi sentenciado a quatro anos de liberdade vigiada e obrigado a entrar em um programa de 18 meses de reabilitação para alcoólatras, além de ser multado em US$2.000.

Scott Weiland também foi preso pela polícia de Las Vegas em novembro de 2001, acusado de agredir sua esposa. Ele admitiu culpa em dezembro de 2001 e foi sentenciado a liberdade vigiada, além de ter que pagar uma multa.

 

Michael Jackson

Michael Jackson foi fotografado pela polícia de Santa Bárbara depois de sua prisão em novembro de 2003 por molestar crianças. O “Rei do Pop”, então com 45 anos, foi liberado depois de pagar uma fiança de três milhões de dólares.

 

Ozzy Osbourne

John Osbourne (vulgo Ozzy Osbourne) foi preso por policiais de Memphis em maio de 1984 por bebedeira. De acordo com o relatório da polícia, Ozzy estava “cambaleando de bêbado” quando foi pego na barulhenta Beale Street.

 

Sid Vicious

Sid Vicious, baixista dos Sex Pistols, foi preso pela polícia de Nova Iorque pelo assassinato, em outubro de 1978, de sua namorada Nancy Spungen. A subseqüente overdose de Sid o poupou da humilhação de um julgamento por homicídio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...