Como preparar sua casa para seu bichinho de estimação

Para dividir a casa com cães e gatos, você não precisa abrir mão de ambientes bonitos e bem cuidados. Basta escolher os materiais corretos.

Há quem prefira os cães, e outros, os gatos. E existe ainda um grupo exigente, que, além de ter bichos, faz questão de conservar a casa sempre em ordem e bem decorada e vive estressado, tentando evitar que os gatos estraçalhem os tecidos de revestimento com as unhas ou que os cães mastiguem os pés de todos os móveis. De acordo com os especialistas em comportamento animal e arquitetos que convivem com pets, o melhor caminho para resolver esse dilema passa pelo conhecimento das necessidades essenciais de cada espécie e pela educação dos bichos para que aprendam a conhecer limites e se comportar bem.

Os gatos gostam de ficar próximo à janela, vendo o movimento, por isso mantenha todas as aberturas fechadas com tela. Eles apreciam também explorar a altura das estantes, motivo para retirar das prateleiras as peças delicadas de louça.

 

Quem têm bichinhos em casa não deve ter esses tipos de plantas e flores. Nem mesmo em lugares altos ou de difícil acesso. Porque eles sempre encontram uma forma de pegar.

 

Os gatos adoram afiar as unhas. É do instinto dos bichanos. Eles fazem isso para remover unhas soltas, marcar território e demonstrar alegria. E os cães,principalmente quando filhotes, adoram mordem a pontinha de tapete. Para explorar o mundo, por tédio e ao trocar os dentes, aos 6 meses.

Por isso nada de castiga-los por fazer isso, eles não entendem que não podem. Se puder contrate um profissional para adestrá-lo. Ofereça a eles brinquedos apropriados, instale postes e painéis arranhadores perto dos estofados para distrair os bichanos. Mas, para garantir, recomendo tecidos resistentes e de trama fechada para os estofados, como camurça sintética, lona e veludo cotelê.

 

Mesmo que a vontade de ter um bichinho querido por perto seja irresistível, a decisão de trazer um cão ou gato para a casa deve ser ponderada por toda a família, levando em conta que se trata de seres vivos com expectativa de vida entre dez e 15 anos e com necessidades específicas. O primeiro passo para uma escolha acertada é não adotar ou comprar por impulso. Busque o máximo de informações sobre as características dos bichos com veterinários, especialistas e livros. Cada animal tem personalidade própria. Por isso, também é importante optar por um bicho que se afine com o estilo de vida da família.

 

Tanto cães como gatos precisam de companhia e não devem ser deixados sozinhos por longos períodos. O tédio da solidão pode acarretar problemas de comportamento, que incluem latir sem parar, destruir objetos e espalhar xixi e cocô pelos ambientes. É preciso ainda tomar alguns cuidados para que a casa ofereça segurança a eles. Para os cães se distraírem, espalhe brinquedos pela casa. Alguns gostam de objetos que fazem barulho. Outros têm mania de engolir tudo, então só podem brincar com produtos comestíveis. Enquanto os bichos estiverem aprendendo as normas da casa, mantenha bem guardados objetos pessoais, como roupas, sapatos, livros, óculos, controle remoto etc.

Brinquedos para gatos

Brinquedos para cachorros

Outra diversão garantida para eles é oferecer bichinhos de feltro estofados com a erva catnip, uma planta que exerce forte atração neles.

Mantenha longe do alcance dos bichos: remédios, inseticidas, adubos, chocolate (ele contém teobromina, substância tóxica para os pets), produtos de limpeza, fios de decoração natalina e latas de lixo. Coloque telas de proteção em piscinas.

Fonte: casa.abril.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...