Os trens mais velozez do mundo


O Brasil decidiu em julho deste ano que tipo de trem bala ligará as duas maiores cidades do país. Um edital definindo as regras de competição e modelo comercial foi publicado no Diário Oficial.
Segundo o Tribunal de Contas, o custo total do projeto, envolvendo a compra dos trens, a construção de estações e a desapropriação de terrenos deverá consumir R$ 33 bilhões. Isto é mais do que todo o orçamento para construir a usina de Belo Monte, no Xingu, obra para a qual as estimativas mais pessimistas estimam gastos de R$ 30 bilhões.

As empresas que se candidatarem a construir o trem bala no Brasil deverão demonstrar que sua tecnologia é a mais acertada para as necessidades brasileiras. Se essa construção é algo favorável para o Brasil, só depois de pronto e em funcionamento é que vamos saber.

Andando a quase 300 km/h, os trens-bala são um meio de transporte mais rápido que o avião para percorrer distâncias de até 650 quilômetros. Apesar de os aviões voarem a cerca de 800 km/h, os passageiros perdem muito mais tempo para embarcar num aeroporto do que numa estação de trem. Se houvesse um TGV entre Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, o tempo de viagem seria de 1 hora e 38 minutos. Um vôo entre as duas cidades não chega a 1 hora, mas perde-se pelo menos uns 50 minutos nos procedimentos de check-in e embarque no aeroporto. Curiosamente, a tecnologia dos trens-bala não tem nada de espetacular. Eles são puxados por uma espécie de locomotiva elétrica, da mesma forma que os metrôs, só que abastecidos por correntes até nove vezes maiores. As linhas também são planejadas para alta velocidade, apresentando poucas curvas, estações distantes entre si e ausência de tráfego de trens mais lentos. O primeiro trem de alta velocidade foi o japonês Shinkansen, que estreou em 1964 na linha Tóquio-Nagoya- Kyoto-Osaka.

Nesta galeria você vai ver uma lista contendo os melhores dentre todos os trens, sejam eles trens-bala comuns ou Maglevs (trens desprovidos de rodas, movidos pela levitação magnética).




TGV Francês



O TGV construído na França tem a maior velocidade média e liga a cidade de Lyon a Aix-en-Provence. Na média, o trem viaja a 263,3 km/h. Quando está na velocidade máxima atinge 320 km/h.
Durante testes, no entanto, o TVG francês chegou a 515 km/h, mas essa velocidade limite não é considerada segura para operações comerciais.
TGV são as siglas de Train à Grande Vitesse - "Trem de Alta Velocidade".





Shinkansen japonês



Há vários tipos de trem bala no Japão. O trecho feio em maior velocidade é o que liga as cidades de Hiroshima a Kokura.  O pico de velocidade é de 300 km/h, mas a velocidade média é de 261,8 km/h.





Thalys – Belga-Espanhol



Cruzando a Europa, o trem que sai de Bruxelas, na Bélgica, e vai até Valência na Espanha viaja, na média, a 242,2 km/h. O pico de velocidade é de 300 km/h.





Trem bala alemão – Eurostar



Uma viagem de Frankfurt a Bonn pode ser feita em trem alemão a 233 km/h de velocidade.





Taejeon – Trem bala coreano



Uma viagem da capital Seul até a região de Taejeon pode ser feita num trem coreano que viaja a velocidade máxima de 300 km/h. Como o relevo é acidentado, no entanto, a velocidade média do super trem fica em 189,8 km/h.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...