Como identificar vazamentos em casa

Seja uma torneira pingando ou um cano furado, o vazamento de água nas residências representa prejuízo certo no fim do mês, já que você acaba pagando por isso. Dessa forma, fazer a manutenção dos canos, descargas e torneiras são medidas simples e eficazes, que evitam o desperdício.

Nem sempre é fácil achar um vazamento, pois a água que vai embora pode ser absorvida pelo terreno ou pela parede, sem que seja percebida. Há, ainda, outros tipos de vazamentos invisíveis, como nas válvulas de descarga, nas colunas de edifícios e nas paredes de cisternas.

 

Vazamento na válvula de descarga

É fácil e rápido descobrir um vazamento na válvula de descarga instalada na parede do banheiro. A falha ocorre quando, mesmo sem o botão ser acionado, a água é liberada e descartada no vaso sanitário.

O primeiro passo é tirar a água com o copo e despejá-la no balde até a bacia ficar praticamente vazia. Depois espere 20 minutos, sem apertar o botão da descarga. Se o nível da água subir, há vazamento na válvula e é preciso trocá-la ou consertá-la.
Outro teste é encher um balde com água e despejá-la no vaso sanitário. Isso fará com que a água fique em um nível bem baixo. Aguarde 20 minutos e, sem acionar a descarga, veja se o volume de água aumentou. Caso isso ocorra, há vazamento.

Na maior parte das vezes, é possível fazer o conserto só com a troca do "reparo" da válvula. Quem mora em apartamentos pode consultar o síndico ou zelador do prédio, porque o condomínio também pode fazer o serviço. Se este não for o caso, o ideal é chamar um encanador para checar se toda a peça precisa ser trocada. Na hora de decidir pelo conserto, também vale a pena mudar a descarga por uma peça de duplo acionamento, que despeja três ou seis litros de água, de acordo com a necessidade.

Substituir a válvula por uma caixa acoplada também é uma boa escolha. Além de mais econômica, ela é mais simples consertar as peças quando há vazamento. Um filete de água desperdiçado pelo vaso sanitário causa desperdício de 144 litros diariamente, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda que cada pessoa use 110 litros de água/dia.

 

Teste do pó de café

a) Jogue pó de café no vazo sanitário.
b) O normal é o pó de café ficar depositado no fundo do vaso.
c) Em caso contrário, é sinal de vazamento na válvula ou na caixa de descarga.
d) Nas bacias cuja saída da descarga for para trás (direção da parede), deve-se fazer o teste esgotando-se a água. Se a bacia voltar a acumular água, há vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

 

TESTE DA CINZA: Vazamento na Válvula ou na Caixa de Descarga

1º - Jogue cinza no vazo sanitário.
2º - O normal é a cinza ficar depositada no fundo do vaso.
3º - Em caso contrário, é sinal de vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

 

Teste da Cisterna - Vazamento em Cisternas de Edifícios

a) Feche o registro de saída da cisterna do edifício;
b) Prenda completamente a boia da cisterna, impedindo a entrada de água;
c) Marque no reservatório o nível da água;
d) Após uma hora, veja se o nível baixou;
e) Em caso afirmativo, existe vazamento na cisterna.

 

Teste do Hidrômetro - Vazamento no ramal interno

a) Mantenha aberto o registro do cavalete;
b) Feche bem todas as torneiras da casa e não utilize os sanitários;
c) Amarre a boia da caixa d’água ou feche o registro da entrada da caixa;
d) Faça a leitura do hidrômetro, anotando os números;
e) Após uma hora, faça novamente a leitura do hidrômetro, verificando se houve mudança dos números;
f) Caso eles tenham se movimentado, é sinal que existe vazamento no ramal interno (após hidrômetro).

Teste da caixa d’água - Vazamento na Instalação Alimentada pela Caixa

a) Feche bem as torneiras, chuveiros e registros;
b) Depois trave a boia da caixa d’água e marque o nível da água;
c) Se após uma hora o nível baixar, há vazamento;
d) Em caso afirmativo, existe vazamento na canalização, torneiras ou nos sanitários alimentados pela caixa d´água.

 

Teste do copo

a) Feche o registro do cavalete;
b) Abra uma torneira alimentada diretamente pela rede da Águas de Palhoça (torneira de tanque ou jardim);
c) Aguarde até a água parar de correr;
d) Coloque um copo com água até na borda embaixo da torneira (como mostrado na figura a);
e) Se houver sucção da água do copo pela torneira conforme figura B, é sinal que existe vazamento na rede interna.

 

IMPORTANTE

Os vazamentos visíveis ocorrem com mais frequência no extravasor da caixa d´água (ladrão), em função do mau funcionamento da bóia, como nas torneiras, na válvula de descarga ou na caixa de descarga. Para você ter uma idéia da importância desses vazamentos no aumento de sua conta, basta citar o exemplo da torneira:

Evite valores altos em sua conta de água. Verifique periodicamente suas instalações internas, especialmente em longos períodos de ausência. A responsabilidade pelas instalações internas é do usuário.

 

  Como controlar o seu consumo

• Leia periodicamente seu hidrômetro, anotando o número indicado e a data.
• Calcule seu consumo pela diferença entre duas leituras.
• Calcule seu consumo médio diário dividindo o consumo do período pelo número de dias correspondentes.

 

Tabela para controle do seu consumo

Para facilitar seus cálculos use uma tabela como esta. A primeira data vai corresponder a sua primeira leitura. Só a partir da segunda é que poderá começar a medir o seu consumo.

Se o seu consumo diário apresentar aumento significativo, sem que tenha havido qualquer anormalidade no seu consumo, verifique com urgência suas instalações internas. Isso é sinal de vazamento. Constatado e consertado o vazamento, faça durante 3 dias, no mesmo horário, a leitura do hidrômetro fim de se confirmar a normalização do consumo.

 

Instruções para leitura do hidrômetro

No hidrômetro deve-se ler os algarismos pretos e desprezar os outros.

Exemplo: a leitura do mostrador é de 4.933 metros cúbicos (m3).
Obs:
Cada m3 (metro cúbico) corresponde a 1.000 litros.

Fonte: g1.globo.com / www.aguasdepalhoca.com.br/ www.aguasdejoinville.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...